A Quinta, uma janela para o rural e a imaginação

3 Maio | 2016 | Goodyear

Nas aulas da escola sempre tínhamos amigos que invejávamos: eram os que ainda não tinham perdido por completo a ligação com o mundo rural e voltavam aos sábados para “a aldeia”, aquele local mágico onde as casas dos avós deles se abriam como cavernas encantadas de conto fantástico. Já na altura era pouco frequente esta relação, e hoje foi tornando-se mesmo rara. Gerações inteiras de miúdos que estão a crescer sem saberem dar nome corretamente à metade de árvores de um bosque pouco denso e que nunca têm visto uma vitela nascer.  O preço do progresso sobre o nosso romantismo é às vezes excessivo.

Felizmente, já falámos anteriormente de locais em Portugal onde romper a barreira que nos afasta do rural para mergulhar, não do modo como os nossos avós fizeram, mas mais comodamente, no mundo rural. E, sem dúvida, um dos espaços mais completos para este contacto com o “mundo antigo” está na Quinta, não muito longe de Tavira. Paisagens algarvias…

Este parque temático rural, direcionado para uma experiência envolvente, compreende uma série de espaços inter-relacionados à volta do conceito rural do ponto de vista tanto moderno quanto tradicional. Animais domésticos, horta biológica, ou até mesmo uma casa na árvore, são algumas das possibilidades de diversão que oferece.

Criança no Algarve

Atividades em familia

Pensadas para um dia inteiro, as visitas grupais ou familiares estruturam-se num completo programa que arranca de manhã com a possibilidade de plantar uma árvore no pomar que será a nossa grande pegada e possivelmente melhor recordação da nossa passagem por aqui. A seguir, temos a oportunidade de aprender como é feito o pão e de alimentar os animais de granja que estão na quinta (ovelhas, cabras, burros, galinhas, coelhos…), além de tratar da horta biológica e visitar o núcleo museológico. Na hora do almoço podemos desfrutar de uma atividade tipo picnic e ocupar a tarde com três das atividades de que os nossos meninos mais irão gostar.

A primeira delas é a das brincadeiras, a hipótese de conhecer a casa da árvore, os jogos de água, andar de carroça ou de burro… Se não tiver especial interesse em acompanhar os seus meninos durante aquelas, pode experimentar entrementes o espaço lounge habilitado para os pais esperarem distraídos.

A segunda é “A Descoberta da Quinta”, um jogo de orientação no qual, munidos com uma bússola e graças aos pontos cardiais e outras pistas de orientação, os participantes devem recolher uma série de objetos e descobrir a sua utilidade na temática do parque.

Por último, a caça ao tesouro, desenvolvida através da história fictícia de um Mercador que chega de Itália para descobrir o tesouro da Quinta permite os participantes, graças a uma narrativa partilhada que apela à imaginação, pesquisar pistas e percorrer um trilho misterioso. O objetivo, desvendar o grande mistério da Quinta…

E lembre-se que, para melhor desfrutar desta experiência, é recomendável utilizar roupa confortável para um dia de exploração, sapatos fechados, protetor solar e também chapéu. Esses são os ingredientes secretos para um dia realmente cheio de magia.

Good Year Kilometros que cuentan