Airbags: o que deve saber

12 Setembro | 2019 | Goodyear

O airbag é, provavelmente, um dos avanços mais revolucionários dos últimos anos no que respeita à segurança. O que deve saber sobre a sua evolução? Na Goodyear contamos que tipos de airbags existem, a sua história e algumas curiosidades.

Dos primeiros airbags até aos nossos dias

Tanto as diferentes marcas de veículos como os governos e variadas administrações têm vindo a combater, a pouco e pouco, o elevado número de mortes em acidentes de viação. Uma das chaves foi a aparição deste dispositivo de segurança, o airbag, que evitou que se perdessem muitas vidas.

A combinação do airbag e do cinto de segurança é o binómio perfeito não só para reduzir as vítimas mortais na estrada como também as lesões com gravidade. Segundo os estudos, a intervenção do airbag num acidente de viação pode reduzir até 30% o risco de morte.

Os airbags evoluíram notavelmente com o passar do tempo. Quando apareceram, no início dos anos 1980, era elevado o número de queimaduras e mesmo de surdez ocasional devido ao impacto e ao ruído. No entanto, atualmente todas estas consequências foram minimizadas e reduziram mesmo os efeitos secundários nos passageiros do veículo.

Quando o airbag chegou ao mercado era considerado como um artigo de luxo. Pagava-se como um extra, não vinha de série e era apenas colocado no volante do condutor. Com o passar dos anos, os diferentes fabricantes começaram a montá-los em série e foram também acrescentados ao lugar do copiloto. Hoje em dia, estão integrados nos assentos e até no teto para poder proteger todos os ocupantes do veículo.

Inclusivamente, os últimos avanços conseguiram introduzir em alguns modelos airbags para proteger um peão em caso de atropelamento: funcionam como uma cortina protetora, colocada na dianteira do veículo.

Tipos de airbags

Dentro de um veículo existem vários tipos de airbags:

  • O clássico, situado no volante do condutor e no porta-luvas do copiloto.
  • O protetor da cabeça e da nuca, integrado nos assentos.
  • O lateral, colado na parte lateral do veículo e que protege o tórax. É também chamado de airbag de cortina.
  • Dos pés e pernas, na parte inferior dianteira de cada ocupante.
  • Airbags nos para-choques e na dianteira para amortecer o golpe em caso de atropelamento de um peão.

Conselhos a ter em conta

A posição ao volante é importante para não nos lesionarmos em caso de impacto quando dispara o airbag do condutor. Nunca devemos ter o volante a menos de 25 centímetros do peito. Além disso, não devemos nunca apoiar-nos no local onde está colocado, já que nos ferirá ao disparar em poucos milésimos de segundo.

Curiosidades sobre o airbag

Este elemento de segurança evoluiu ao longo dos anos e hoje em dia é um acessório de segurança imprescindível e obrigatório nos veículos. Existem, no entanto, muitas peculiaridades dos airbags que talvez desconheça.

  • São feitos de bolsas de tecido, fibra sintética de poliamida ou nylon. Enchem com nitrogénio no momento em que os sensores do veículo mandam abri-los após detetar uma desaceleração repentina.
  • Desde 2006 que é obrigatório instalar airbags frontais em todos os carros (condutor e copiloto).
  • O uso do airbag só é otimizado se levar colocado o cinto de segurança.
  • Quando o airbag dispara desprende-se um pó esbranquiçado. É pó de talco e a sua função é impedir que o airbag fique colado à bolsa e esta se abra em milésimos de segundo.
  • O sistema inflável do airbag é pirotécnico. Explicando de forma simples, é ativado com uma pequena pastilha de ácido de sódio (NaN3) que se decompõe em milésimos de segundo, provocando uma reação química que faz encher a bolsa com nitrogénio.
  • Um airbag demora aproximadamente 30 milésimos de segundo a disparar e normalmente varia de acordo com a sua posição. Segundo os estudos, os que demoram menos a abrir são os de cortina. A velocidade a que abrem é de 400 km/h, ou 111 m/s. A força com que abre é similar a um soco de um pugilista: 340 quilos.
  • Segundo os estudos, o airbag reduz em 30% o risco de morte em caso de acidente em relação aos veículos que não o possuem.
  • O airbag mais peculiar do mercado pertence à General Motors e abre-se entre os ocupantes dos assentos dianteiros. A sua função é evitar que choquem um contra o outro, protegendo ainda a cabeça e o tórax.
  • Outra tipologia peculiar do airbag é o do cinto de segurança. É integrado no cinto e aumenta a área protegida em caso de acidente.
  • O airbag de maior tamanho é normalmente o do acompanhante e tem um volume máximo de 120 litros ainda que varie de acordo com o veículo e o seu tamanho.
  • A marca alemã Bosch foi a primeira a desenhar um airbag e a instalá-lo num veículo de série, em 1967. A Mercedes foi o primeiro fabricante a implementá-lo em um dos seus automóveis em 1981.
  • Os primeiros airbags tinham uma duração de 10 anos, mas as últimas gerações destes elementos de segurança estão garantidos para toda a vida.

Agora já sabe mais sobre um dos principais componentes de segurança do seu veículo. Um acessório que é melhor nunca ter de utilizar…

Good Year Kilometros que cuentan