Mais de sete propostas de campos de férias na natureza

O difícil é sempre escolher. Deixamos aqui algumas propostas de campos de férias para que os seus filhos interajam com a natureza.

Os mais organizados já têm tudo marcado, mas não se preocupe. Se ainda não tem planos para o ocupar o tempo das merecidas férias das suas crianças, recolhemos para si algumas propostas de campos de férias em contacto com a natureza.

Escolhido o destino, não se esqueça, no momento de preparar a mochila do protetor solar, do repelente de mosquitos, de uma garrafa de água reutilizável e, além disso, se a criança tiver menos de dez anos não se esqueça da pulseira “Estou Aqui”.

Jardim Zoológico de Lisboa 

O Jardim Zoológico de Lisboa promove anualmente campos de férias selvagens para crianças e jovens dos 6 aos 16 anos. Os destinatários são aqueles que se interessam pela natureza e que, deste modo, a ficam a conhecer um pouco melhor. O programa passa pela descoberta dos mistérios do reino animal com um contacto tão próximo quanto possível, mas sem incomodar a vida dos animais.

Quinta da Eira, em Penafiel 

Na Quinta da Eira, em Penafiel, a aventura é certa com atividades radicais num espaço organizado, funcional, agradável e animado. Crianças e jovens dos 8 aos 17 anos, podem fazer corridas de buggies, jogar paintball ou descer em slide. E que tal se a miudagem aproveitar para fazer um curso de iniciação ao mergulho? Ou seja, é uma semana de aventura acompanhados por um equipa de animadores com formação técnica e equipamentos adequados.

Zoo Lourosa, em Santa Maria da Feira

Este é o único Parque Ornitológico do País. Fica em Santa Maria da Feira e promove campos de férias direccionados à etária dos 5 aos 12 anos. No local é possível aprender sobre biologia animal de forma criativa ou ajudar na hora de alimentação de algumas espécies.

Dedicado exclusivamente a aves, com uma coleção de cerca de 500 exemplares de 150 espécies diferentes, distribuídas por 80 habitats de cativeiro. Não só acolhe aves da Península Ibérica, mas também espelha a realidade da avifauna dos cinco continentes.

Tempo de Aventura, no Cadaval 

Se os seus filhos têm entre 6 e 18 anos, o Tempo de Aventura, no Cadaval pode ser uma opção. O espaço tem como objetivo estimular o “contacto e proteção da natureza” e também a cidadania “através da participação solidária dos seus membros”. Estão incluídas atividades de carácter desportivo, cultural ou meramente recreativo. Por isso, há uma garantia: muita aventura. Nada é descurado neste parque no Cadaval, nomeadamente no que diz respeito à segurança e bem-estar dos participantes. Entre muitas atividades, destaque para as de aventura. Há canoagem, slide, orientação, escalada, laser-Tag, tiro com arco e zarabatana, entre outros.

Campos de Férias da Casa dos Marcos – Raríssimas, na Moita

Se algum dos seus filhos tem uma doença fora do comum, não significa que tenha de ficar em casa. Os Campos de Férias da Casa dos Marcos – Raríssimas, na Moita destinam-se a portadores de doenças raras e aos seus irmãos e visam proporcionar-lhes férias cheias de alegria. Os campos de férias são desenhados por profissionais especializados na área da educação especial, em que todas as atividades são adaptadas aos interesses e competências dos participantes. Por conseguinte, incentivam os participantes a partilhar experiências e interagir socialmente. A iniciativa decore durante as interrupções letivas, servindo como forma de proporcionar aos cuidadores um período de descanso.

Herdade do Moinho Novo, no Montijo

A opção de passar férias numa quinta real com animais real é uma realidade. Acontece na Herdade do Moinho Novo, no Montijo, onde as crianças e jovens têm a oportunidade de viver num meio rural e ao seu ritmo. Os animais estão sempre disponíveis para receber quem passa, estão sempre bem-dispostos e desejosos de conhecer novos visitantes. Dessa maneira, quem visita a quinta tem aceso constante aos animais e poderá alimentá-los, tocar-lhes ou simplesmente contemplá-los. O contacto com a fauna e a flora local convidam-no a caminhar, a passear de bicicleta, a montar a cavalo ou, para os mais aventureiros, a desbravar o montado de jipe.

À porta de casa

As sugestões não ficam por aqui. Onde vive, haverá mil e uma opções disponíveis para o ajudar a sobreviver a três meses de férias escolares. Consulte as informações disponibilizadas pela Junta de Freguesia, pelas associações de moradores, recreativas ou de beneficência, pela própria escola que o seu filho frequenta. Vai ver que opções não faltam. Mas um campo de férias no meio da natureza é mesmo especial!