As cantoras mais bem pagas: conheça o novo top

25 Março | 2019 | Goodyear

Segundo a Forbes, são estes os 10 grandes nomes de mulheres que, além de serem artistas com letra grande, têm contas bancárias igualmente grandes. Conheça as cantoras mais bem pagas da música pop, segundo a Forbes.

São fortes, independentes e enchem os bolsos com os lucros, ano após ano, de novos discos, tournées e músicas. Elas são as artistas mais bem pagas do mundo, que não olham as despesas quando fazem excentricidades. Mas, no fundo, fazem boa música. Bem, leia este artigo e, claro, ponha esta playlist a tocar!

Em 2015, quando Katy Perry foi capa da Forbes por ter ganho 135 milhões de dólares num único ano, assegurou o seu lugar enquanto estrela do firmamento-pop. Cair no esquecimento deixou de ser uma questão. Katy Perry disse na altura que tinha conquistado o seu lugar no mundo da música, sem necessidade de estar constantemente a medir forças no mundo das artes.

Três anos depois, Perry conquistou o lugar de mulher mais bem paga da música. Pois, arrecadou 83 milhões de dólares (antes de impostos), segundo o levantamento efectuado pela revista Forbes.

A artista realizou 80 concertos no âmbito da tournée “Witness: The Tour”, ultrapassando o milhão de dólares por concerto. Também foi júri no programa de televisão “Ídolos” norte-americano, tendo, alegadamente ganho 20 milhões de dólares pela prestação.

Taylor Swift está em segundo lugar com 80 milhões de dólares. Segundo a Forbes, a super-estrela desapareceu temporariamente das redes sociais antes de ressurgir com o lançamento do novo álbum “Reputation” que vendeu dois milhões de cópias em todo o mundo apenas na primeira semana. Porque é que não ficou em primeiro lugar na lista? Porque a maioria dos concertos se realizou fora do período de tempo analisado pela revista.

Beyoncé ficou no terceiro lugar com 60 milhões de dólares. Depois de ter tido gémeos, fruto do casamento com Jay-Z, em junho de 2017, a “Rainha Bey” esteve sossegada – para o seu padrão. Até que fez uma apresentação extraordinária, em Coachella, na primavera passada, tendo lançado um álbum em conjunto com Jay-Z, em junho. A maioria da tournée de ambos no verão “On The Run II” só irá reflectir-se na próxima listagem da Forbes.

Nem só de música vivem as cantoras

É claro que fazer música não é a única fonte de rendimentos das cantoras. Lady Gaga (n.º 5, com 50 milhões de dólares) passou a ser também “estrela de cinema” em 2018, graças à sua participação no filme “A Star Is Born”, com Bradley Cooper. Rihanna (N.º 7, com 37,5 milhões de dólares) está a facturar com a sua linha de lingerie “Fenty Beauty and Savage” e, não obstante não fazer tournées desde 2016, continua a aparecer com papéis em filmes como o Ocean”s 8.

Há muitas outras cantoras que tiveram um ano lucrativo, mas que não integraram a lista. Entre elas Ariana Grande, Mariah Carey, Selena Gomez, Madonna, Halsey e Janet Jackson. Todas elas facturam milhões, na casa dos dois dígitos. Poderão integrar a o top 10 do próximo ano.

Os valores recolhidos pela Forbes reportam ao período de 1 de junho de 2017 a 1 de junho de 2018, antes de retiradas as comissões dos agentes, gestores e advogados. As fontes incluem dados da Nielsen SoundScan, da NPD BookScan, entrevistas e estimativas da Forbes.

A lista completa

  1. Katy Perry (83 milhões de dólares)
  2. Taylor Swift (80 milhões de dólares)
  3. Beyoncé (60 milhões de dólares)
  4. Pink (52 milhões de dólares)
  5. Lady Gaga (50 milhões de dólares)
  6. Jennifer Lopez (47 milhões de dólares)
  7. Rihanna (37,5 milhões de dólares)
  8. Helene Fischer (32 milhões de dólares)
  9. Celine Dion (31 milhões de dólares)
  10. Britney Spears (30 milhões de dólares)

cantoras-mais-bem-pagas

As mais bem pagas em 2017

E, já agora, quer saber quais foram as cantoras mais bem pagas no ano anterior? Bem, leia o restante artigo, originalmente escrito em 2018, daqui em diante e, claro, continue a ouvir a playlist!

Beyoncé é de Houston, Texas, nos Estados Unidos. Ligada ao mundo da música desde que era muito pequena, começou a ser conhecida no palco como parte do grupo de R & B, Destiny Child. O seu pai, o manager do grupo, conseguiu fazer das adolescentes o grupo de meninas com mais vendas na história. Em 2003, ainda como parte do grupo, Beyoncé lançou seu primeiro álbum “Dangerously in Love”, que vendeu 11 milhões de cópias e pelo qual foi premiada com 5 Grammys. Não seria até 2005 – quando se dissolveu a banda – que lançaria o seu segundo álbum e consolidaria a carreira. Uma de suas canções mais conhecidas é “Crazy in Love” do primeiro álbum. Para ter uma a ideia dos milhões que a artista ganha por ano, só em 2017 arrecadou 85 milhões de euros.

Adele é originária de Tottenham, Londres, no Reino Unido. Com uma voz impressionante, conquistou o mundo a partir de 2008 com o seu álbum “19”, apesar de se interessar por música desde muito jovem: em 2006 entrou para a prestigiosa BRIT School of Arts and Technology. Só com seu primeiro álbum conseguiu o número 1 das listas britânicas e obteve um disco duplo de platina nos EUA. Vencedora de inúmeros Grammys (com seu segundo álbum, “21”, recebeu o prémio de melhor nova artista e melhor desempenho vocal). Uma curiosidade: ela tornou-se conhecida graças a uma amiga que postou uma das suas músicas como uma demonstração no MySpace. Os números alcançados por esta artista britânica são assustadores. No ano de 2017, arrecadou 56 milhões de euros e numa das suas tournées cerca de 160 milhões de euros. A sua música mais conhecida? “Hello” do seu álbum “25”, lançado em 2015.

Taylor Swift é de Reading, na Pensilvânia, nos Estados Unidos. Com sua voz de soprano, esta cantora e compositora conquistou o público a partir do ano de 2006, com o seu primeiro álbum. Graças a ele, estabeleceu-se como uma dos cantoras country mais conhecidas do planeta, embora fosse com seu segundo álbum, ”Fearless”, com o qual alcançou fama mundial. O álbum foi o mais vendido de 2008 e ganhou quatro Grammys. além de tornar a cantora jovem artista com um Grammy de álbum do ano. E os números não enganam. Apenas no ano em 2017 levou para casa 35 milhões de euros. Uma musica para recordar? “You Belong With Me”. Ouça!

A idade não é tudo

Barbra Streisand é uma mulher que a passagem do tempo não impediu de continuar a ser uma das mais bens pagas do mundo. Em 2017 arrecadou 24 milhões de euros e está imersa em um novo projeto, desta vez para a televisão, com uma série musical. A artista, um verdadeiro ícone nos Estados Unidos, triunfou por onde passou: música, cinema, televisão ou teatro. É uma das seis mulheres que ganhou todas as distinções da indústria: Emmy, Tony, Grammy e Oscar e é uma das cantoras com o maior número de vendas de discos. Uma música que a identifica perfeitamente e que várias gerações reconhecem: “Woman in Love” do seu álbum “Gilty”, do ano de 1980.

Katy Perry é uma das cantoras mais reconhecidas do mundo e a mais bem paga. Dez anos de carreira musical que começou em 2008 graças ao seu segundo álbum – o primeiro não teve a repercussão esperada – “One of the Boys”; mas seria o terceiro que a levaria diretamente às posições mais altas da música pop. Com este álbum, “Teenage Dream”, que viu a luz em 2010, conseguiu o número 1 na lista da Billboard Hot 100 com cinco dos seus seis singles. Esse feito só foi alcançado antes por Michael Jackson. A nossa música favorita? “Teenage Dream”. A propósito, em 2017, a cantora de Santa Bárbara (Califórnia) depositou a colossal quantia de 26 milhões de euros.

cantoras-mais-bem-pagas- Rihanna
Rihanna é originária de Saint Michael nos Barbados, a cantora é conhecida a um nível quase planetário. Começou a sua carreira em 2003, quando fez um teste para um produtor que viu ouro na sua voz. Com apenas 16 anos de idade foi para os Estados Unidos em busca de fama e ninguém duvida que conseguiu. Os seus dois primeiros álbuns foram relativamente bem sucedidos, mas foi o terceiro “Good Girl Gone Bad”, lançado em 2007, que a levou à fama mundial. Sem dúvida uma música para lembrar a cantora, compositora e designer de moda, entre outras atividades, é “Umbrella”. A artista de Barbados está no top ten dos artistas mais vendidos de todos os tempos, com mais de 250 milhões de cópias dos seus álbuns. Em 2017, levantou 29 milhões de euros. Coisa pouca.

Britney Spears foi a Ídolo dos adolescentes dos anos 90, permanece no topo apesar de todos os desentendimentos da sua vida privada. Parece ter superado todo o caos da sua adolescência e juventude. Apenas no 2017 arrecadou 27 milhões de euros e este ano está em tournée mundial. Conhecemos a Princesa da Pop desde a adolescência, primeiro no elenco da Disney no programa “The Mickey Mouse Club” e, desde 1997, em nome próprio. O seu primeiro álbum, ”Baby One More Time”, foi um sucesso sem precedentes e os adolescentes da época ainda são capazes de cantarolar os singles deste álbum. A nossa música? Sem dúvida old school, para regressarmos aos tempos do seu primeiro álbum: “Baby One More Time”.

Multiculturalidade

Dolly Parton é uma artista do Tennessee que já ultrapassou as sete décadas de vida mas continua a ter o mesmo sucesso de quando era jovem. Proprietária de inúmeras empresas e investimentos arrecada aproximadamente 30 milhões de euros por ano. Cantora, compositora, escritora e empresária, é considerada uma das melhores cantoras de música country da história. O seu primeiro álbum, “Hello, I”m Dolly”, não teve o sucesso esperado, mas a sua participação em um programa de televisão foi a catapulta para a fama. As suas músicas são tão icónicas como “Jolene” e “I Will Always Love You”, que sempre recordaremos na voz de Whitney Houston em “The Bodyguard”. Um êxito? Tem muitos, mas nós escolhemos aquele que a catapultou para a fama: “Here You Come Again”, que vendeu mais de um milhão de cópias no ano de 1977.

Jennifer López é do Bronx, Nova Iorque, nos Estados Unidos. Conhecida em todo o mundo, vive da música desde 1999 e tudo o que toca transforma-se em ouro. Também conhecida pelo seu papel como atriz, conseguiu ser a número um na lista da Billboard Hot 100 com seu single ”If You Had My Love”, do seu primeiro álbum. Em 2001 alcançou um recorde do Guinness que, até agora, ninguém roubou: foi a primeira pessoa a ter a posição número um no cinema, com o filme “Wedding Plans” e os tops musicais, com seu álbum de estúdio “J.Lo”, na mesma semana. Uma canção? Muitas, mas ficamos com uma das músicas do seu regresso, de 2011: a música electropop que compôs com Pitbull e a melodia da famosa “Lambada”: “On the floor”. Quanto paga em impostos? Em 2017, levou para casa 30 milhões de euros. É fazer as contas…

Celine Dion é originária de Charles Magne, no Canadá. O seu nome verdadeiro é Céline Marie Claudette Dion e começou a carreira ainda adolescente no seu país natal. O seu sucesso veio nos anos 80, quando ganhou um concurso que a levou a participar do Festival Eurovisão da Canção em 1988 e a vencê-lo. Vendeu 100 milhões de discos nos anos 90, o que a levou a ser uma das cantoras mais famosas de todos os tempos. Um tema que recordaremos ano após ano é o que fez parte da banda sonora do famoso filme “Titanic”, “My heart Will On”. A cantora canadiana “só” ganhou 34 milhões de euros em 2017. O que mais se pode pedir?

Good Year Kilometros que cuentan