000 Castelo de Bode: 5 restaurantes no grande lago - quilometrosquecontam

Castelo de Bode: 5 restaurantes no grande lago

29 Maio | 2019 | Goodyear

Nas margens de Castelo de Bode encontramos destinos gastronómicos de grande nível. Conheça cinco que vão desde a cozinha regional aos hamburgeres gourmet.

Perto do centro geodésico do país, a Barragem de Castelo de Bode surge das águas do rio Zêzere criando uma paisagem magnífica.

É um destino de desportos náuticos por excelência, é inclusivamente palco para provas internacionais. Mas, a gastronomia também tem o seu lugar.

A meio caminho entre a linha de costa e a fronteira, encontram-se aqui uma série de tradições para satisfazer o seu paladar. Come-se peixe de rio, mas também se assam cabritos, há doces conventuais e bom vinho. Fizemos uma pausa na companhia do Zêzere e revelamos os nossos destinos preferidos para comer em Castelo de Bode.

Com a sua dimensão, que abrange os concelhos de Tomar, Abrantes, Sardoal e Ferreira do Zêzere, ao longo de 60 quilómetros, não faltam motivos para visitar a região de Castelo de Bode. A vegetação e o pinhal que a rodeiam são de grande beleza, criando fantásticos recantos nesta bacia.

Desde Constância até Dornes  sucedem-se pequenas aldeias e baías ao qual se junta o prazer da gastronomia.

É um destino que inspira sempre e cuja gastronomia justifica uma deslocação em qualquer altura do ano. Conheçam as nossas 5 recomendações.

O sabor da Pedra

Com uma vista panorâmica magnífica, junto à Albufeira de Castelo de Bode, fica o restaurante O Sabor da Pedra.

Tudo se pauta pela qualidade neste local onde é possível desfrutar dos sabores tradicionais da gastronomia nacional.

As opções incluem carnes DOP certificadas e peixes do mar e rio. As entradas, só por si, são uma delícia. Inclui presunto de porco preto acompanhado do melhor pão que se pode encontrar. O chef recomenda sável frito, açorda de ovas, lúcio e achigã grelhados. Isto no que diz respeito ao pescado de rio.

A ementa vai acompanhando o ritmo das estações e, consoante a época do ano, inclui cabrito assado no forno, galo do campo, pato no forno e cozido à portuguesa.

Acresce ainda uma garrafeira repleta de grandes vinhos portugueses, das mais variadas regiões do país desde o Douro ao Dão, do Tejo ao Alentejo.

Fazem parte da lista nectares premiados como Chryseia, Quinta Vale Meão e o Pintas.

Bairro do Rio

O Bairro ao Rio é outra opção na albufeira de Castelo de Bode, em Abrantes. O edifício é moderno e dispõe de uma excelente vista para o rio.

Enquanto toma a sua refeição sente-se entre a água e a montanha. O restaurante é recente e tem uma sala de refeições panorâmica e uma esplanada no terraço

Aqui encontra enchidos caseiros ou farinheira regional com ovos mexidos para a entrada. O prato principal tem como opções o achigã das águas próximas grelhado e acompanhado com migas.

Quem prefere carne pode optar pelo costeletão servido na tábua e com migas a acompanhar.

Cascata restaurante típico

Nos arredores de Abrantes fica o Cascata Restaurante Típico. É um daqueles casos de sucesso que se viu replicado noutros espaços gastronómicos focados em determinada vertente específica de cozinha, desde a mais moderna à mais convencional.

Em Abrantes, perto da albufeira de Castelo de Bode, a cozinha foca-se na tradição e no receituário português. O Cascata Restaurante Típico.

Distribuído por dois pisos, o espaço é amplo e apresenta opções para todos os gostos. No piso de baixo, os preços são também mais reduzidos. No piso superior, o serviço é mais elaborado, convidando a refeições longas, de tempero apurado e apresentação cuidada.

Entre os pratos da lista estão a especialidade da casa cabrito assado no forno com arroz de miúdos. Também os maranhos e o bucho recheado são opções. Além disso, são serviços frutos do rio como o sável frito com açorda de ovas e o achigã com migas de couve.

A Lúria

O restaurante Lúria, na Portela de São Pedro, a caminho de Castelo de Bode, está aberto desde 1979, preservando desde então a gastronomia local.

As recomendações do chef passam pelo magusto de carnes, uma grelhada mista de porco, vaca e borrego, e a açorda de sável.

Este peixe é frito e acompanhado com açorda de ovas, em doses mais do que generosas. Conforme a época do ano, a carta poderá oferecer ainda lampreia, cogumelos ou pratos de caça.

O Maven

Para terminar, uma proposta mais recente. Abriu em Maio de 2015 e tem 48 lugares. É o Maven, em Santarém, um restaurante que também é uma escola de wakeboard.

Tomar uma refeição rodeado de pranchas e fatos de neopreno é o mais natural neste lugar, onde predominam refeições rápidas, como saladas, sandes e tostas, bifanas, massas e hambúrgueres.

O prato mais famoso é o hambúrguer Maven, com 120 gramas de carne, queijo, cebola crocante, alface, tomate, ovo estrelado, molho Maven e batatas fritas com casca a acompanhar.

Good Year Kilometros que cuentan