Sagres, onde a terra acaba e a cozinha algarvia começa

Sagres e Vila do Bispo são duas localidades onde a gastronomia algarvia vive em estado de graça. Se vai passar férias na região, saiba o que comer e onde.

Sagres e Vila do Bispo são paraísos para quem procura um Algarve genuíno sem perder de vista o mar. Além das belas praias e condições para a prática de uma série de modalidades, a região também seduz pela cozinha. Numa zona onde o Atlântico se desvia na direção do Mediterrâneo e há até uma serra a pouca distância, não surpreende que a gastronomia seja bastante diversa. Sagres vive na encruzilhada da paisagem vicentina com o Algarve e serve-nos à mesa o resultado de diferentes tradições. Venha connosco numa visita ao que de melhor nos servem à mesa em Sagres e Vila do Bispo.

O que comer em Sagres

No seu mais recente guia, a Lonely Planet coloca Vila do Bispo numa lista dos 50 melhores locais para uma escapadela na Europa. Ao que parece, parte do motivo foram os percebes. “Suculentos, com um sabor de salivar e um suave final salgado, são como um beijo do mar”, baba-se o autor. Estes crustáceos são apanhados à mão nos recifes em redor de Sagres, uma prática ancestral cada vez mais rara. Antes de chegarem à mesa só precisam de uma cozedura e de apetite, o mar já tratou do resto.

Mexilhão

É também nas rochas que os mariscadores locais vão buscar os mexilhões e os búzios. Os primeiros servem-se num arroz delicioso cheio de salsa, enquanto o segundo é tema para uma feijoada. Para além, destes exemplos, ainda se come uma grande variedade de outros mariscos sempre de frescura impecável.

A caldeirada à moda de Sagres inclui moreia e sardinha, um toque diferente neste conjunto tão tradicional da nossa gastronomia. A Massada de Peixe é outro ex-libris do Algarve que aqui se serve com bastante aprumo, incluindo corvina ou pescada. Mais original, a estaladiça Moreia Frita é acompanhada com arroz de tomate, num prato que parece sinónimo de verão. Finalmente, os peixes grelhados no carvão que, em terra de pescadores, facilmente nos levam ao céu.

Curiosamente, um dos pratos mais típicos da região não nos chega do mar. O javali estufado é marinado com sal, pimenta e vinho branco e cozinhado lentamente para manter todo o sabor. Para terminar a refeição, um licor típico algarvio, a aguardente de figo e o bolo de mel. Da serra à beira-mar, há um pouco de tudo nesta cozinha.

E onde comer

Grande parte dos restaurantes da região de Sagres e Vila do Bispo são tipicamente algarvios. Isto quer dizer duas coisas: 1, não é difícil encontrar peixe bom e fresco e 2, irão testar a sua paciência na altura do verão. Cheios de gente, com filas à porta, alguns dos estabelecimentos locais podem ter um serviço lento e, por altura do verão, a simpatia é a primeira vítima. De qualquer forma, se seguir as nossas recomendações reduzem-se as hipóteses de sair com um amargo de boca.

Café Correia, Vila do Bispo

Comece a refeição pelos percebes e passeie-se pelas lulas recheadas com molho de tomate ou camarões estufados. O Correia já está em Vila do Bispo há quase 50 anos e o seu dedo para os temperos só melhorou com o tempo. O problema aqui é mesmo o tempo: claro que toda a gente quer vir aqui comer, mas a espera pode ser longa e não aceitam reservas. O borrego, o coelho, a cabidela e o frango com tomate são outras hipóteses para quem estiver farto de peixe.

Tasca do Careca, Vila do Bispo

Cozinha familiar e doses bem ajustadas são duas das características da Tasca do Careca que fazem os clientes voltar. Mas é na mesa que tudo se joga e aqui voltamos a ter lulas recheadas executadas a preceito. O entrecosto e outros grelhados fazem também parte das especialidades da casa, com costeletas e uma sopa de peixe divinal. O repasto só acaba depois da tarte de alfarroba, a prestar homenagem a este clássico algarvio. O problema é arranjar lugar: mais uma Meca altamente concorrida no verão.

Ribeira do Poço, Vila do Bispo

Depois dos percebes e ameijoas como entrada, experimente a moreia frita. Mas as lapas, os chocos ou qualquer um dos peixes aqui grelhados apresenta a mesma qualidade. O Ribeira do Poço é um dos melhores restaurantes que pode experimentar no Algarve. Tanto na esplanada como na sala interior, em refeições leves ou repastos completos, há aqui um pouco de tudo. Recomendamos também o lingueirão, o mexilhão à espanhola, a sopa de peixe… e podíamos estar aqui o dia todo…

Eira do Mel, Sagres

O resultado tem um inequívoco gosto caseiro e algarvio, mas a abordagem não é a mais comum. No Eira do Mel há um chef criativo na cozinha e isso vê-se na mesa. O polvo com batata doce e o javali estufado são os dois ex-libris da casa, mas o prazer dura até às sobremesas. Experimente também a galinha do campo, qualquer um dos peixes do dia ou a muito competente carta de vinhos. No final, o doce de figos, chocolate e canela, servido com molho de morango é tudo o que precisa para dar o desafio como terminado.

Adega Dos Arcos, Sagres

A Adega dos Arcos é uma exceção no verão algarvio que vale a pena aproveitar. Serviço rápido e preços em conta, mesmo no auge da hora de ponta, fazem deste restaurante uma boa aposta. À mesa, a qualidade não desaponta e é uma excelente opção para qualquer família em férias. Mais uma vez, há lulas e percebes, mas também bom peixe fresco grelhado como manda a tradição. Sarrajão, dourada, cavala ou sargo, só depende da época e da sorte na lota nesse dia.