Como escolher um carro familiar: questões a ter em conta

Se está a pensar como escolher um carro familiar, aqui explicamos tudo o que tem de ter em conta ao comprar um carro familiar

Todas as famílias têm necessidades próprias e cada um dos membros uma preferência, o que faz com que escolher o carro perfeito para o núcleo familiar pode ser uma tarefa difícil e cheia de possíveis escolhas. A isto tem de somar a infinita oferta que na actualidade há no mercado, o que faz ainda mais difícil a escolha. O carro ideal deve garantir a segurança infantil e simultaneamente ser funcional e prático. Tudo isto combinado com uma boa prática da nossa educação viária para lhe dar longa vida. Se está à procura de um carro adequado para a sua família, tome em atenção os conselhos e tudo será mais fácil!

1-Estabeleça um orçamento realista. A primeira coisa é: qual é o seu orçamento? Tente cingir-se a um orçamento fácil de enfrentar, com um limite máximo e sem nervos. Caso decida escolher o financiamento, escolha uma viatura cujos pagamentos mensais sejam realistas e não lhe produzam angústia.

2-Analise as suas necessidades reais. Não se deixe levar pelas modas do momento ou os caprichos e pense em aquilo de que precisa para a sua vida diária. Se já tem filhos, sabe de quanto espaço precisa; e, se visa aumentar a família, pode calcular. Tenha em conta que o número de assentos, portas, compartimentos ou espaços para armazenamento extra pois, quando viajar com a sua família, a equipagem será maior do que nas viagens sozinho.

3-Pesquise preços e compare-os. Se já sabe a quantidade de dinheiro que quer ou pode gastar, aconselhamos-lhe olhar em volta e comprar preços para limitar a procura. Em muitas ocasiões, existe uma grande diferença de preço entre marcas. Não rechace a ideia de ver modelos de km 0 ou em segunda mão, pois às vezes encontrará possibilidades muito boas. Dê-se o tempo de que precisar e faça uma pequena listagem com os carros de que gosta ou parecidos com o que procura.

4-Teste os modelos de que gostar. Não é a mesma coisa ver do que experimentar. Pode gostar muito de um modelo e na hora de conduzi-lo não ficar convencido, ou talvez não tenha a capacidade real que achava ou não é compatível com os gadgets que já tem. Experimentar os carros ajudará a escolher um.

5-Ponha atenção na segurança. Pense que o carro que vai levar os seus miúdos, de modo que tome máxima atenção nos sistemas de segurança. Mesmo que os organismos de segurança obriguem as companhias automobilísticas a cumprirem com os standards de segurança (quanto a cintos de segurança, airbags, etc…), muitas vezes, verás modelos que priorizam uma bonita carroçaria ou a potência. Esqueça-se desses modelos!

Ponha especial atenção nos sistemas de segurança de tracção, antibloqueio de travões ou estabilidade electrónica. Teste que o veículo inclui cinto de segurança para cada membro da família e, preferentemente, sistemas de engate ISOFIX, o mais seguro do mercado. Também pode analisar os resultados de testes de segurança prévios à saída ao mercado. Organismos como EuroNCap costumam publicar, anualmente, quais são os modelos que conseguiram melhores notas neste tipo de testes de qualidade.

Comodidade, funcionalidade e equipamentos

O espaço é uma das máximas que tem de considerar. É importante ter compartimentos amplos, porta-bagagens com máxima capacidade de bagagem e os acessórios infantis de que o bebé precisará durante os deslocamentos e espaço interior para os membros da família e os carrinhos. É certo que isto dependerá do carro que escolher. Os monovolumes são os que mais espaço têm, mas há outros modelos mais económicos: os sedan, cuja versão familiar oferece muito espaço, os todo-o-terreno, ou os compactos monovolume.

Escolha estofos fáceis de limpar e cómodos para os deslocamentos. Os de tecido costumam ser os mais frequentes nos carros de série, e têm a manutenção mais simples também.

O carro familiar tem de ser prático e adaptar-se às necessidades tanto diárias quanto de deslocamentos longos. Não ligue para os carros de três portas e verifique que seja fácil sair e entrar dele, para evitar incómodos.

A escolha do equipamento é determinada pela idade dos seus filhos e as suas necessidades. Há um universo de escolhas, mesmo que seja certo que algumas são mais necessárias do que outras. Se tem filhos de mais idade, é uma boa escolha incluir ar condicionado, luzes no tecto, suporte para copos e mais tomadas eléctricas para dispositivos tecnológicos de nova geração.