Tenha cuidado com a aquaplanagem neste Outono!

As chuvas estão a chegar e é altura de recordar dicas de segurança para sair de uma aquaplanagem. A Goodyear explica-lhe como evitar este perigo.

Chegou o Outono e com ele a maior probabilidade de chover. Em Portugal a chuva é menos comum que noutros países europeus, mas ainda assim podemos esperar uma centena de dias de chuvas por ano. Em Viana do Castelo, em 2017 choveu em 127 dias e em Faro foram 50 dias de chuva. Não são muitos em comparação com o Reino Unido, onde chovem mais de 150 dias por ano… Mas ainda assim, o perigo da aquaplanagem existe.

Vai a conduzir e aproxima-se de um lençol de água. A possibilidade de entrar em aquaplanagem existe. Sabe o que fazer para evitar este risco e como fazer para sair desta situação? O piso dos pneus do seu carro está em bom estado? Sabe o que fazer se perder o controlo do automóvel? Tome nota, com a Goodyear, dos principais cuidados e a ter para evitar ou sair deste tipo de derrapagem com características especiais.

Antes de mais, o que é a aquaplanagem? É a situação em que as quatro rodas do veículo perdem o contacto com o solo e a respetiva tração, devido à existência de uma camada de água que o pneu não consegue expelir. Como consequência o condutor perde o controlo sobre o veículo. Na prática a água sobre a qual se está a passar preenche mais rapidamente do que o habitual o rasto dos pneus, impossibilitando o escoamento. Se lhe acontecer tem de, acima de tudo manter a calma, mas para prevenir poderá tomar algumas medidas.

Segurança: como evitar as aquaplanagens

Principal motivo da aquaplanagem: o mau estado dos pneus

Já diz o ditado que “prevenir é melhor que remediar”. No caso da aquaplanagem, pode evitar-se a situação assegurando a priori que os pneus estão em condições.

Esta cautela pode começar logo no momento da aquisição. Atualmente há, no mercado pneus adequados a todas as estações do ano e, inclusivamente, pneus adequados a quaisquer condições meteorológicas.

Escolhidos os pneus é fundamental assegurar que estão em condições e isso é tão simples como contar até cinco: observar as condições dos pneus, manter uma pressão correcta, trocar regularmente os pneus de posição, uma vez que não se gastam de igual modo se estiverem à frente ou atrás, consultar um especialista e, claro, sem se esquecer do pneu sobressalente.

Mesmo sem ser especialista, pode verificar qual o estado dos seus pneus. Com o pneu frio, confirme se não há objetos estranhos (bocados de vidro ou pedras, por exemplo), rachas ou zonas da borracha com uma textura diferente. Verifique ainda regularmente a pressão dos pneus, de acordo com as instruções do fabricante. A pressão do ar baixa potencia a acumulação de mais água debaixo da roda e diminui a tração.

É também altura de confirmar o estado do piso dos pneus. Certifique-se que a profundidade dos sulcos é de, pelo menos, 1,6 milímetros. Além da questão de segurança propriamente dita, evita que o seu veículo chumbe numa eventual inspeção.

A profundidade dos sulcos é importantíssima para que o pneu mantenha a capacidade de drenar água e manter o contacto com o asfalto. A função do piso do pneu, nestas circunstâncias, é empurrar parte da água para os lados e deixar passar a restante pelos seus sulcos. Dê uma vista de olhos pelas quatro rodas e veja se nenhuma das barras de desgaste está à vista. Em caso afirmativo, está na hora de trocar pneus e o melhor é apressar-se. Não quer ser apanhado na estrada com a borracha nesse estado.

Com estas medidas mitiga-se o risco do efeito de aquaplanagem e as suas possíveis consequências imprevisíveis. Mas… Mesmo assim, pode acontecer.

Aquaplanagem

Evitar a aquaplanagem na estrada

Quando começa a chover, a primeira coisa que deve fazer é abrandar. Durante um aguaceiro normal, e a circular a cerca de 100km/h, cada pneu tem que afastar quase quatro litros de água por segundo. Se os pneus estiverem em bom estado, a aquaplanagem dificilmente ocorre nestas condições. Contudo, basta que um destes fatores falhe e poderá perder o controlo a uma velocidade tão baixa como 50km/h. Se conduzir a uma mudança mais baixa vai contar com um acréscimo de tração quando realmente precisar dela.

Quanto mais chove, maiores as probabilidades de ocorrer aquaplanagem e o piso da estrada torna-se ainda mais escorregadio. Esteja atento a mudanças de piso, detritos de obras ou lamas. Os primeiros momentos de aguaceiro são também os mais perigosos, pois é a altura em que se libertam os óleos no alcatrão. Passado algum tempo, à medida que a água escoa, estes fluídos irão desaparecer progressivamente.

Procure conduzir pelo centro da via e evitar as bermas, para onde escoam as águas, seguindo a trajetória dos carros à sua frente, de forma a aproveitar o piso que eles vão secando.

De seguida, tome imediatamente atenção ao rasto deixado pelos veículos que circulam à sua frente. Conseguirá perceber pela quantidade de água que deixam atrás de si, o quanto o alcatrão está a conseguir escoar. Abra espaço para os que seguem à sua frente, conte com o inesperado e evite veículos pesados. As rodas de grandes dimensões atiram mais água para trás e aumentam o perigo.

Como reagir se o pior acontecer

Se, apesar de todos os cuidados, entrar em aquaplanagem, procure manter a calma e resistir à tentação de guinar o volante: aquilo que o vai salvar é a subtileza e não a força bruta.

Num primeiro momento poderá não se aperceber que perdeu o controlo do carro. O primeiro sinal pode vir de um súbito acelerar do motor, porque os pneus começam a rodar sem atrito. Outro indicador é o volante perder subitamente todo o peso e, pouco depois, sentir a traseira a perder aderência. Um carro de tração à frente poderá seguir em linha reta numa curva.

Aproveite o ABS para retomar aderência e desacelerar progressivamente. O pior que pode acontecer é bloquear completamente a rotação dos pneus, por isso tenha especial atenção se estiver ao volante de um carro antigo, sem sistemas de apoio à travagem: não pise os travões a fundo. Espere por ter novamente aderência e aproveite esse segundo para retomar o controlo, mas não pise o acelerador para quebrar a derrapagem ou nem gire a direção subitamente: opte por gestos precisos e curtos.

Da próxima vez que for pegar no carro recorde os nossos conselhos, faça uma inspeção visual rápida pelos seus pneus e contacte-nos se tiver dúvidas ou precisar de ajuda. A Goodyear tem todo o prazer em ser o mais importante agente da segurança do seu carro e ajudá-lo a evitar a aquaplanagem e qualquer outro tipo de acidentes na chuva deste outono.