CoutoRural, paz a 20 minutos do Porto

Fomos até Grijó e encontrámos uma pequena bolha de paz no CoutoRural. Cheiros do campo e sabores tradicionais, com a surpresa do mar aqui tão perto.

As cidade do Porto e Vila Nova de Gaia estão a poucos quilómetros mas podiam estar a um mundo de distância. No CoutoRural a urbanidade fica lá fora e a ideia é escapar para os cheiros e sabores campestres. Fomos até Grijó à procura de descanso e encontrámos uma pequena bolha de paz disfarçada de turismo rural. Mas é muito mais do que isso! Venha connosco numa escapadela na margem esquerda do Douro.

Antiga exploração agrícola, o CoutoRural foi remodelado para transformar-se num espaço de turismo rural. O velho palheiro converteu-se em apartamento, o tanque em piscina e a adega em sala de refeições. Aquilo que não desapareceu foi o espírito original, rústico e simples, perfeito para quem chega aqui para descansar. No final, foram criados quatro espaços e tipologias de habitação diferentes, para receber desde casais apaixonados a famílias numerosas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que fazer e visitar?

Arnelas

Esta é uma aldeia muito curiosa, debruçada sobre o Douro e com uma frente de rio muito pitoresca. A partir da praia, suba até à Igreja de São Mateus pela escadaria com o mesmo nome e delicie-se com a vista. Aqui era um importante ponte de passagem para os barcos que levavam o vinho até ao Porto. Especialidade local, o sável é aqui assado no espeto em postas grandes e depois abafado com cebola e vinagre. É servido com o arroz dos miúdos do próprio peixe.

Avintes

Já no reinado de D. Afonso III existia a referência a um Couto de Avintes. Desde esse tempo, a Pedra da Audiência, em frente à Capela dos Aflitos, era o local onde eram realizados os julgamentos e resolvidas as questões locais. Muito discreta, as lajes de pedra ainda lá estão e servem de testemunho das antigas tradições de um país muito mais disperso. No que toca ao estômago, a terra tem dois ex-libris famosos. As iscas de bacalhau são envolvidas em farinha e depois fritas, deliciosas. A broa de Avintes, de milho e cevada, é o seu famoso companheiro e deixa-se comer na perfeição na companhia de um vinho regional.

Grijó

O Mosteiro de Grijó é datado do século XVI, mas mantém uma agenda cultural dinâmica, com exposições e concertos frequentes. Faz parte dos Caminhos de Santiago e tem uma envolvente verdejante onde apetece passear e a apreciar a calma. Não saia daqui sem apreciar a capela e as suas talhas douradas, a imponente fachada ou a tranquilidade do claustro. O caminho de Santiago prossegue depois pela Serra de Canelas através de uma calçada romana e, para lá desta, entramos no perímetro urbano de Gaia.

Gulpilhares

Mesmo quando nos aproximamos mais da costa, a região não esconde a sua raiz agrícola. Depois de passarmos uma zona em que os campos partilham espaço com a indústria, temos uma frente de mar esplendorosa. Terra de construções rasteiras que se estendem até à areia, Gulpilhares tem uma tradição muito curiosa. No final de maio, no Domingo da Santíssima Trindade realiza-se a Romaria do Senhor da Pedra. A praia enche-se de gente para prestar tributo num dos mais singulares locais de culto. Num rochedo no meio da praia de Miramar construiu-se uma bonita capela, num cenário inesquecível. Está aqui desde o século XVII mas parece verdadeiramente intemporal.

De Espinho à Afurada

A partir do areal da Marinha e até à barra da saída do Douro foi construído um longo passadiço. Quer faça os 15 quilómetros ou escolha apenas uma parte, encontrará pontos de interesse ao longo de todo o caminho. Na Granja cruzamo-nos com a inspiração de muitas obras de Sophia Mello Breyner que aqui nasceu e cresceu. Na Aguda já não há muitos sinais da antiga vila piscatória, mas ainda é possível encontrar alguns no centro e em redor da Rua Dos Pescadores. Cruzamo-nos depois com a referida Capela do Senhor da Pedra e uma série de clássicas praias de veraneio da região.

CoutoRural, paz a 20 minutos do Porto