Diversão e tradição no Buçaco

A Mata do Buçaco tem duendes, rãs e muito ar puro: tudo bons motivos para levarmos a família toda até ao Luso para um passeio no meio da natureza.

Com um denso verde que vai até onde a vista alcança, é difícil acreditar que o Buçaco já foi um “deserto”. A centenária mata é um local digno de aparecer em qualquer história de fadas, e tem a magia necessária para seduzir a família inteira para um dia de atividade física e (re)encontro com a natureza. Meta as crianças no carro e venha com a Goodyear até ao Luso respirar o ar puro da Mata do Buçaco.

Conta a História que, há mais de 3 séculos, os carmelitas procuravam um “deserto”, um local afastado de povoações, onde os monges viviam como os ermitas do cristianismo primitivo, e viram no Buçaco “o sinal da vontade de Deus”. Instalada aqui no princípio do séc XVII, a ordem construiu um convento, diversas capelas e ermidas, cruzeiros e fontes, onde os seus membros se prestavam a uma vida de contemplação e oração. Ao mesmo tempo, os monges foram desenvolvendo o seu conhecimento botânico, introduziram algumas espécies e, ao longo dos séculos, foram desenvolvendo a mancha verde bela e riquíssima que está hoje à nossa disposição para visita.

Redescoberto pela nobreza, tornou-se depois um ponto de descanso por altura do verão, levando à construção do Palace do Buçaco, e foi local onde o exército luso-britânico montou forte oposição ao avanço do General Massena por altura da última invasão napoleónica. Hoje, parece quase o cenário de um filme ou de um conto maravilhoso, em que a cada momento podemos ser surpreendidos por um belíssimo recanto ou pelo cantar de um pássaro que descobrimos entre as árvores.

Em visita à Mata do Buçaco

O convento original e o Palace foram seriamente modificados no final do séc. XIX, mas resistem ainda muitos dos pequenos pormenores que os monges carmelitas nos deixaram. Acima de tudo, sobrevive ainda uma paisagem de tirar a respiração. Apesar de nunca ultrapassar os 600 metros de altitude, a vista a partir do Miradouro da Cruz Alta, que vai de Aveiro ao Caramulo, ou, do lado de Penacova, a Portela da Oliveira, são dois pontos de vista obrigatórios.

Convidando a longos passeios nos seus mais de 100ha, o parque tem uma série de jardins, pequenos bosques e recantos, delicadamente tratados e românticos, onde iremos ver cedros, fetos, lagos e cascatas. Vale a pena a visita ao Jardim Novo ou ao à Floresta Relíquia, onde será possível cruzarmo-nos com algumas das criaturas que aqui vivem. Salamandras, rãs lagartos, chapins, mochos, e até raposas e texugos, fazem parte do rico habitat local. A Fundação da Mata do Buçaco organiza visitas temáticas para dar a conhecer todos os aspetos da mata, o passado militar e religioso e a herança natural, com a ajuda de monitores preparados.

Diversão e tradição no Buçaco

As crianças na Mata do Buçaco

Passar um dia no meio de todo este verde já seria justificação suficiente para levarmos as crianças ao Buçaco, mas a programação da Mata tem muitas ofertas para os mais pequenos e, mediante marcação prévia, podemos passar aqui um dia em cheio com a família.

As atividades contam com o apoio do Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro e, para além de divertidas, são muito educativas. Vamos andar à procura de Duendes escondidos entre as árvores centenárias ou dos pássaros que as escolhem como habitat, descobrir como funciona a camuflagem na natureza e a química que se desenrola neste gigantesco laboratório. Os pequenos biólogos e jardineiros poderão também construir o seu próprio herbário, fazer uma coleção de sementes e descobrir como é a vida de uma planta, desde que brota até largar o seu fruto.

Fim de semana na mata

Para uma escapadela em família verdadeiramente memorável, uma última proposta poderá ser passar a noite na mata. A fundação iniciou a recuperação das antigas casas dos guardas florestais, com vista à sua requalificação em casas de alojamento, inseridas no conjunto natural e patrimonial da Mata Nacional do Buçaco. As “Casas do Bussaco” são a solução ideal para quem quer relaxar e conhecer um pouco melhor uma das mais emblemáticas maravilhas naturais de Portugal. Com diversas tipologias (capacidade de 4 a 8 pessoas e preços a começar nos 75€ por noite), e comodidades como fogão e micro-ondas, são edifícios cuidadosamente restaurados e, devido à sua utilização original para vigilância florestal, com uma arquitetura curiosíssima que pais e filhos vão adorar.

Aproveite esta primavera para um passeio até à vila do Luso e à Bairrada, suba os 500 metros da encosta da Serra do Buçaco e leve as crianças para uma escapadela de ar puro e muitas paisagens verdes.