Os destinos de natureza mais procurados em 2017

Portugal não é só praia e mar. Os destinos de natureza e rurais estão em grande crescimento e são a nossa recomendação para uma escapadela este Outono.

O turismo rural e de natureza estão em pleno crescimento em Portugal. Mesmo que as indústrias do turismo continuem a viver fortemente do Verão e do Litoral, o paradigma está a mudar. Aqui no Quilómetros que Contam sempre estivemos atentos aos destinos do interior, locais onde o prazer da viagem é ainda mais completo. Contudo, é com muito prazer que os vemos a crescer nas preferências dos portugueses. E não somos nós que o dizemos! Conheça a lista dos 10 destinos de natureza que mais cresceram em 2017, segundo os dados dos especialistas.

A fonte desta lista é a Trivago, site de reservas, que tem acesso em primeira mão às preferências dos portugueses. Com base em cerca de 4 milhões de pesquisas, a empresa listou 10 destinos que mais atenção obtiveram este ano e os resultados são curiosos e, em alguns casos, até surpreendentes.

10. Sertã

Banhada pelas ribeiras da Sertã e Amioso, esta vila do distrito de Castelo Branco tem uma posição privilegiada no meio da natureza. Vale a pena a visita à Alameda da Carvalha e passear no Vale da Ribeira da Sertã. Há também belíssimas praias fluviais, diversos percursos pedestres e muito verde para explorar, na Grande Rota do Zêzere. Por perto ficam algumas das Aldeias do Xisto, sempre merecedoras de uma visita.

9. Alcobaça

Cidade cheia de vestígios históricos, Alcobaça é um exemplo de charme. Visite o núcleo antigo, com casas desde o séc XII, e dê também um salto até locais históricos como o Mosteiro. Contudo, já fora da malha urbana, há muita natureza à nossa espera. Aqui perto fica o Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros e as propostas são muitas. Podemos visitar pegadas de dinossáurios, grutas surpreendentes e praias fabulosas.

8. Golegã

Perto do Tejo e banhada pelo Almonda, a paisagem da Golegã é encantadora. Zona fértil, rica de searas e olivedos, é hoje classificada pela UNESCO como Reserva da Biosfera. O Paúl do Boquilobo, na antiga quinta dos marqueses de Nisa, é o ponto onde se junta Almonda e Tejo e criam uma paisagem excecional. Quintas como as da Cardiga, dos Álamos ou da Labruja, são zonas onde se mistura um ambiente romântico com o cheiro da terra.

7. Vila Nova de Foz Côa

Os destinos de natureza mais procurados em 2017

O ponto onde o Côa e o Douro se unem, sob a vista do Museu lá do alto, é uma das visões mais deslumbrantes que guarda o nosso país. E não é exagero de forma alguma, poucos serão os que não concordam. Na região há uma série de outros miradouros, para espreitarmos os vales em socalco, e a visão a partir do rio não é menos imponente.

6. Vila Verde

O Rio Homem e o Cávado são elementos essenciais na paisagem de Vila Verde, no distrito de Braga. Pratica-se pesca e canoagem, mas cria-se também as condições ideais para uma paisagem repleta de vida e romantismo. A Serra da Falperra, uma ramificação da Cabreira, é também um ponto de interesse e presta-se a longos passeios. Os percursos, marcados e sinalizados, têm início junto ao Parque de Campismo em Aboim da Nóbrega, passando por locais como o Fojo do Lobo, a Fonte de Dente Santo, Mixões da Serra, a Casa da Pequenina, a Igreja de Aboim, as Cabanas, entre outros, compondo diferentes cenários ao longo destes trilhos.

5. Mirandela

Os destinos de natureza mais procurados em 2017

No coração do Vale do Tua, Mirandela é famosa pela forma como “enche a tripa”. Nasce aqui uma alheira famosíssima, mas há muito para fazer entre os momentos de paraíso gastronómico. No centro da cidade há o Palácio dos Távoras e outros edifícios do séc XVII, mas é em redor que a paisagem nos apaixona. Visite a lista de percursos homologados para descobrir como chegar a pé às aldeias de Frechas, Vale de Lobo ou Abreiro.

4. Porto de Mós

A pouca distancia da Batalha, Porto de Mós apresenta-nos uma deliciosa manta de pomares e outros terrenos rurais. Para além da já referida Serra D’Aire, as serras em volta estão repletas de vestígios geológicos. Alvados e Santo António foram as primeiras grutas a serem exploradas, mas também à superfície se encontram muitos motivos de interesse. Em Algueidão da Serra, a 500 metros de altitude, o Miradouro Jurássico tem uma vista que se estende do Mosteiro até ao Mar.

3. Arcos de Valdevez

No coração do Alto Minho, na margem direita do Lima e encostada à Peneda, Arcos de Valdevez é um caminho para o deslumbramento. Não lhe bastou a vizinhança do Gerês e ainda recrutou a beleza das margens do Vez. Terra fértil como poucas, é onde o verde mais vibra. Nos lameiros, montados ou córregos onde vive a truta, a natureza não pede autorização. No alto do monte fica um dos mais belos miradouros sobre a região, enquanto o rio corre lá em baixo.

2. Abrantes

À medida que avança, o Tejo não se envergonha em deixar a sua marca de beleza. Com condições naturais de excelência, Abrantes reúne dois dos maiores recursos hídricos do país, o rio Tejo e a albufeira de Castelo do Bode. Aqui encontra rotas e percursos num estreito contacto com a natureza. Explore a rota dos cinco castelos, Abrantes e os concelhos vizinhos. Desça o rio Tejo em canoa, ou percorra as suas margens a pé ou de bicicleta. Conheça tradições e costumes de antigamente, que as comunidades do sul do concelho ainda conservam.

1. Ferreira do Zêzere

Sem sair da influência do Zêzere, o destino de natureza com maior cresciemento em 2017 é Ferreira. Este é um concelho surpreendente, cheio de serras e vales verdejantes que escondem verdadeiros tesouros naturais no seu interior e inúmeros lugares e lugarejos pouco explorados que revelam vistas dignas de postais ilustrados. É um concelho que desperta curiosidade e que exige contemplação. São múltiplos os recursos turísticos de qualidade que tornam Ferreira do Zêzere único e inesquecível. Com uma variada oferta, poderá maximizar a sua visita, através das fragrâncias puras das serras, do sorriso sincero de gentes locais, ou de experiências náuticas ou de lazer nas águas límpidas do Zêzere.