Dicas novos conductores: perder o medo ao volante

26 Julho | 2016 | Goodyear

Os começos do condutor novel são sempre difíceis. Todos temos anedotas engraçadas daquela primeira vez em que tomamos o comando de um carro e fizemos algo de errado. “Uma para aprender, duas para saber”, e esta velha máxima está ainda mais correta se falarmos da condução. Durante os nossos primeiros deslocamentos de carro cometemos todo o tipo de erros motivados pelo nervosismo, pela inexperiência e pela, ocasionalmente, escassa ajuda e paciência que recebemos doutros condutores. A primeira vez que peguei um volante saltei três semáforos seguidos perante os olhos assustados do meu instrutor de autoescola. Com a experiência chega a tranquilidade, e com ela a eficiência ao volante. Mas, enquanto demora a chegar aquele grau, é conveniente para os novos condutores seguirem uma série de dicas de fácil memorização e utilidade testada. Continue a ler e não perca os melhores truques para iniciar-se nos procelosos mares da condução.

A primeira coisa que tem de lembrar sempre é que na base de uma boa condução está a confiança. O condutor que comete erros é aquele que não consegue conduzir com calma, sabendo que a viagem está sempre sob o controlo dele. Antes de pegar o volante detenha-se e pense: “Há milhares de pessoas lá fora a fazer exatamente isto neste mesmo momento e tudo corre bem”.

Enfrentar sozinho a experiência de conduzir é uma ajuda muito recomendável, mesmo que pareça contraditório. A experiência de um percurso por autoestrada sem companhia pode parecer desafiante (é desafiante mesmo), mas um teste necessário que qualquer condutor tem de superar. Uma viagem curta, com paragens sempre que precisar de descansar, é a melhor maneira de perder o medo.

Não se obsessione por aquelas intermináveis listagens de coisas que precisa de levar no carro. Uma equipa de primeiros socorros, água e ferramentas sazonais (como um raspador de gelo) são úteis, mas o mais importante é a calma. Não adianta emaranhar-se em intermináveis enumerações de todas as coisas que viajam consigo quando precisa de pôr toda a sua atenção na estrada à frente.

Obedeça as normas que teve de aprender na autoescola. Não ache ser melhor condutor do que ninguém: foram feitas para todos e existem por uma razão válida. Segui-las fará com que as viagens sejam mais tranquilas e sossegadas, o seu bolso não tenha de enfrentar coimas e os seus inícios como condutor sejam uma boa e sólida base para uma longa carreira ao volante.

Durante as primeiras semanas, não ligue o rádio nem qualquer outro sistema que possa ocasionar distrações. A concentração que a estrada exige de um condutor pouco inexperiente é muita. É conveniente, como indicamos acima, enfrentar uma viagem sem companhia, porque um copiloto pode distrair facilmente os nossos sentidos da estrada com uma simples conversa. Quando tiver acumulado uma boa quantidade de experiência poderá conduzir enquanto canta a sua peça favorita, mas não está ainda na hora disso.

 

Condutor novel

-As zonas conhecidas pelo condutor são um local perfeito para praticar durante a aprendizagem mesmo que já tenha a carta de condução na mão. Uma área familiar com pouco trânsito, de velocidades baixas e desenho quase memorizado de olhos fechados é um circuito semiprivado que nos dará confiança em nós próprios e ajudará a enfrentar o nosso desenvolvimento como ases do volante: quando tivermos de conduzir por ruas estreitas, encruzilhadas desconhecidas ou vias difíceis teremos aprendido muito do necessário.

Familiarize-se com o seu carro. Aprenda a identificar corretamente, bem como localizar, os controlos e os dispositivos que servem para dirigir o veículo ou fornecem informação importante sobre o estado e a operatividade daquele. Não espere à estrada para saber como aplicar uma travagem de emergência, manobras de evasão em situações de risco ou como conduzir à chuva. A primeira vez que entrar no carro após ter conseguido a sua carta de condução, é conveniente assinalar cada um dos dispositivos que estiver a ver para rememorar brevemente a sua utilização, num ritual de enumeração que não demorará mais de meio minuto.
Com etas simples dicas, deixe atrás o medo e entre na estrada à frente. Há um mundo por descobrir.

Good Year Kilometros que cuentan