Duas noites em viagem pelo Universo

Astroturismo dende o Tejo ao Algrave. Duas noites debaixo das estrelas e viajará por todo um Universo

Há muito que existem grupos de “caçadores de eclipses”, capazes de viajar para qualquer lado do planeta à procura do breve momento que dura o  fenómeno, mas o leitor não precisa de tanto para experimentar o seu primeiro banho “de estrelas”: o nosso país tem belíssimos locais para passar um fim de semana com velhas companheiras.

O céu da cidade é baço e pouco atraente: a “Poluição Luminosa”, fenómeno em que a maioria de nós não repara, perturba a vida animal, tem custos económicos elevadíssimos e impede-nos de ver mais do que uma mão cheia de estrelas. Felizmente, a poucas horas de distância dos maiores centros urbanos, vários locais do interior do país apresentam vistas deslumbrantes.

 

Ver com olhos de ver
Já alguma vez viu uma galáxia? Se estiver na zona do Parque Natural do Tejo Internacional basta olhar para cima. Aquela névoa que atravessa o céu? É a nossa casa, a Via Láctea. Aqui o céu tem uma clareza que lhe permite ver o braço onde o nosso sistema solar viaja pela galáxia. Espreite por uns binóculos e surpreenda-se: aquela névoa difusa são afinal milhões de estrelas que criam desenhos fantásticos.

Mais acessível para quem vem do litoral Norte, na serra do Marão encontramos um céu também com baixíssimos níveis de poluição luminosa. Aqui, experimente encontrar a galáxia de Andrómeda a olho nu. É uma pequena mancha desfocada no céu, mas se o conseguir, regozije-se com o facto de estar a absorver luz que partiu das suas estrelas há mais de dois milhões de anos.

Astroturismo Portugal - Quilometrosquecontam

Estrelas ao espelho
Se no Interior Norte os locais abundam mas a oferta ainda não o reflete, a Sul já começam a aparecer unidades hoteleiras que olham para o astro-turista como público preferencial. No lago do Alqueva há um céu com uma limpidez ao nível dos melhores do mundo e uma paisagem que se adequa a fantásticas fotos de natureza. Não surpreende que ao procurar locais para pernoitar na zona, o turista encontre muitos que, entre os serviços habituais de hotelaria, incluem o empréstimo de telescópios.

Nasceu aqui a Reserva Dark Sky Alqueva que, em conjunto com os municípios circundantes e diversos operadores, procura preservar e dinamizar uma série de ofertas que apelam a uma forma diferente de turismo. Poderá fazer passeios de barco noturnos e assistir ao espetáculo que é o reflexo de tanta estrela no espelho de águas calmas do Alqueva. Ou, a cavalo, ir em busca de locais ainda mais escuros, afastados de qualquer povoação. Se nunca faltam razões para passar um fim de semana no Alentejo, lembre-se de somar mais este desafio à sua lista.

 

Sob o signo de Escorpião
No Algarve, se em vez do litoral o viajante escolher ficar um pouco mais para o interior, também irá encontrar algumas zonas privilegiadas. No concelho de Tavira, por exemplo, no Sítio do Malhão, fica a Casa de Estudo para a Astronomia onde poderá recorrer ao empréstimo de equipamento e monitores (com marcação). Aqui, experimente encontrar as constelações de Escorpião e Sagitário, dificilmente observáveis a partir das nossas cidades, mas que guardam objetos fantásticos como a Nébula da Lagoa ou a Pequena Nuvem de Sagitário.

Duas noites debaixo das estrelas e viajará por todo um Universo. Não é nada mau negócio… Instale uma aplicação de planetário no seu telemóvel, tire a poeira aos binóculos e traga um casaco: é toda a bagagem de que necessita para apanhar uma “boleia pela galáxia”.