A segurança rodoviária ensina-se dentro de um carro

O melhor sítio para ensinar segurança rodoviária é mesmo dentro do carro de família. Veja com a Goodyear truques simples para educar as suas crianças.

É de pequeninos que os seus filhos devem ser apresentados à segurança rodoviária e o melhor lugar para isso é mesmo dentro do carro da família, tornando a aprendizagem muito mais divertida. É com os exemplos de pais bons condutores, conscienciosos e respeitadores dos outros que circulam na estrada, que vamos conseguir criar condutores civilizados para o futuro. A Goodyear conta-lhe algumas das coisas que já aprendemos ao tentar educar os nossos filhos para a segurança rodoviária.

Claro que o mais importante para as crianças é ensiná-las acerca dos comportamentos correctos para um peão, mas a verdade é que, nestes primeiros anos de vida, os nossos filhos irão passar bastante mais tempo dentro de um carro do que a andar a pé para a escola. Por isso, mesmo que eles ainda estejam longe da independência, tente aproveitar todas as hipóteses que encontrar dentro do carro para mostrar, com exemplos, as atitudes correctas.

A importância dos bons exemplos

A importância dos bons exemplos

Antes de mais, tome consciência que o processo de imitação é uma das forças mais importantes no crescimento de um ser humano. Os seus filhos só terão a civilidade e comportamentos seguros se for esse o exemplo que os pais lhes derem. Por isso, se ainda for esse o seu género, está na hora de parar com aquele tipo de condução agressiva que tanto prazer lhe deu quando tirou a carta mas que já não se adequa a um carro de família. Respeite os semáforos, não trave em cima de passadeiras, não vocifere contra a pobre velhinha que demora tanto tempo a atravessar a estrada. O sorriso na cara e a boa educação são o primeiro e mais importante exemplo que pode dar.

Entrar e sair do carro

O ritual de começar uma viagem pode ser um bom ponto de partida para que as crianças comecem a automatizar comportamentos de segurança. Impeça-as de correr para a porta sem qualquer atenção. Ao convencê-las a entrar no carro de forma atenta, pela porta contrária ao trânsito, estão a interiorizar uma atitude defensiva que lhes irá ser também útil quando se aproximarem de uma passagem de peões, já sem a supervisão de um adulto. Em seguida, apertar e ajustar os cintos é outro sinal de que circular na estrada não é um acto inofensivo e precisa de alguns cuidados simples, uma memória que ecoará para o resto da vida deles.

Ao sair do carro, nomeadamente se tiverem que sair pelo lado do trânsito, ensine-lhes a olhar para a frente e para trás, nos dois sentidos da circulação, de forma a estarem seguros que não há nenhum veículo a aproximar-se. É exactamente o processo e atitude que eles deverão registar para usar na próxima passagem de peões que encontrarem: olhar antes de atravessar, para a esquerda e para a direita.

segurança rodoviária

A visibilidade na estrada

Quando já têm idade e vão sozinhos para a escola todos os dias, mesmo depois de todo o esforço que aqui estamos a fazer, um pai pode ter a certeza que essa “história das passadeiras e dos semáforos” vai ser ocasionalmente esquecida. Por isso, o melhor é ter com eles um diálogo consciente disso e que, quando seguimos todos juntos dentro do carro, tentemos passar a mensagem do que é que são sítios seguros e inseguros onde atravessar. A melhor solução é mesmo apontar os bons e os maus exemplos a que assistimos. Alerte os seus filhos para:

– o tipo de locais onde, apesar de não haver passadeira, será seguro atravessar. Explique porquê e a importância da visibilidade. Estando dentro do carro, será fácil de explicar a forma súbita como um peão pode surgir à frente de um condutor;
como andar no passeio. No carro, os seus filhos conseguirão ver a diferença entre andar do lado de dentro ou de fora do passeio, de frente ou de costas para o trânsito, e entender os perigos que disso resultam;
– como conviver com ciclistas e motociclistas. Portugal está a assistir a um número cada vez maior de ciclistas nas nossas estradas e, para além se terem tornado membros de pleno direito da comunidade rodoviária, serão um dos primeiros meios de transporte próprio com que os seus filhos vão lidar. Mostre-lhes como é que uma bicicleta se deve comportar na via, refira os sinais de trânsito que a elas dizem respeito e saliente a importância de sistemas de protecção como o capacete. O respeito que, como condutor, mostrar pelos seus companheiros das duas rodas vai crescer também nos hábitos do seu filho.

A lição mais importante que poderá deixar no espírito das suas crianças é o respeito e a civilidade na estrada, ensinamentos que só se fazem por via dos bons exemplos. Mas, mesmo que seja do género de condutor que ferve em pouca água, esteja atento a todos os bons e maus exemplos que encontrar na estrada e faça de cada viagem de família uma divertida aula de segurança rodoviária.