0 N230: a estrada com paisagem na Serra da Estrela - quilometrosquecontam

N230: a estrada com paisagem na Serra da Estrela

2 Dezembro | 2019 | Goodyear

Ao longo de pouco mais de 60 quilómetros, maravilhe-se com a beleza paisagística de uma estrada única

São apenas 64 quilómetros, mas a beleza da paisagem que acompanha a Estrada Nacional 230, a sudoeste da Serra da Estrela, vale bem a pena marcha lenta com que irá querer fazer esta pequena viagem, sem esquecer as várias paisagens obrigatórias.

A N230 corre ao longo dos limites do Parque Natural da Serra da Estrela e o troço que vale mesmo a pena chega ao fim, vindo de Tortosendo, o início deste espectacular percurso, numa ponte com três entradas. A estrada em si liga Oliveira do Hospital à Covilhã mas chegou a começar em Aveiro antes de grande parte dela ter sido regionalizada.

De Tortosendo à Ponte das Três Entradas

Comecemos então pelo Tortosendo, pequena vila que pertence ao concelho da Covilhã e cuja origem é anterior à formação de Portugal, acreditando-se tenha sido povoada pelos Godos quando da sua passagem pela Península Ibérica. A indústria dos lanifícios marcou a vida de Tortosendo durante grande parte da sua história e até aos anos 1960 a localidade era conhecida pelos seus muitos teares. Calcula-se que em meados dos anos 1950 existiam ainda na vila 19 fábricas de lanifícios com um número total de 502 teares, 27 caneleiras, 8 meadeiras, 22 bobinadeiras e 8 urdideiras.

Entre os locais a visitar, destaque-se a Igreja Matriz e as muitas capelas espalhadas pela vila. E se lhe der a fome, procure o restaurante O Cascalhal, na zona industrial de Tortosendo, para uma refeição de comida caseira regada com um bom vinho da casa.

Seguindo na direção da Serra da Estrela, um percurso de pouco mais de 18 quilómetros, cerca de meia hora dependendo da velocidade, chega a Unhais da Serra, a próxima paragem nesta viagem pela N230. Vai encontrar uma bonita vila serrana, situada num vale granítico de origem glaciar da grande Serra da Estrela, a cerca de 750 metros de altura. Toda a zona em redor da vila é de grande beleza, e por ali corre a ribeira de Unhais, resultado da confluência das ribeiras da Estrela e da Alforfa.

Entre os locais a visitar, vale a pena conhecer Igreja de Santo Aleixo, as Capelas de Nossa Senhora de Fátima e de Nossa Senhora da Saúde, a antiga ponte romana e as muitas nascentes que existem um pouco por toda a região. É ali que fica a Estância Termal e Climática, que ainda traz muitos visitantes a Unhais da Serra.

Para comer, recomenda-se o restaurante Lenda Viriato, óbvia homenagem ao guerreiro lusitano que fez a vida negra aos ocupantes romanos. Entre os pratos disponíveis no menu, experimente os enchidos serranos, as trutinhas fritas e, caso aprecie, o veado, a perdiz e o javali.

Continuando ao longo da parte sul do Parque Natural da Serra da Estrela, a N230 segue para Oliveira do Hospital mas, antes de lá chegar, há uma última paragem a fazer: a Ponte das Três Entradas, cerca de uma hora de viagem a partir de Unhais da Serra. Como o nome indica, trata-se de uma ponte, situada na aldeia com o mesmo nome, que deriva em três sentidos, no local onde o Rio Alvôco encontra o Rio Alva. 

Se a viagem o deixou com vontade de uma boa refeição, vá até ao Gandiço, o restautante integrado no hotel AlvaValley, onde vai encontrar boa comida e simpatia no atendimento.

Não espere mais e, se calhar aproveitando as primeiras neves da estação, parta à descoberta de uma estrada mesmo no meio de uma das paisagens mais bonitas de Portugal.

 

Good Year Kilometros que cuentan