Músicas que vai ouvir nas festas populares

Canções das festas populares. 15 de Agosto é feriado e a festa mais importante do verão português. Este ano, os temas de sucesso dos bailes e arraiais são…

Canções das festas populares: 15 de Agosto é feriado e é também a festa mais importante do verão português. Recolhemos algumas músicas que poderá ouvir tocar este ano nas nos arraiais, bailes e romarias que se realizam um pouco por todo o país.

Além dos filhos da terra que voltam a casa no Verão, as aldeias e lugares de Portugal enchem-se de animação com a presença destes artistas – jovens ou mais graúdos – cujas músicas todos conhecem. E se não conhecem, não faz mal. O importante é trautear, dançar, comer farturas e algodão doce e conviver com a família e amigos de longa data.

Os veteranos

Quim Barreiros (A Cabritinha): Dispensa apresentações, afinal é um dos mais famosos artistas populares portugueses. No entanto, a história de Quim Barreiros é longa e interessante. Sabia que foi, pequenino, tocar na banda do pai para substituir um músico doente… Toca e canta desde criança. É profissional desde a década de setenta.

Emanuel (O ritmo do Amor – kuduru): Outro veterano que dispensa apresentações. Nasceu para a música em 1973, numa escola especializada em guitarra clássica. Depois foram seis anos de formação em música clássica. Posteriormente assume a música como única atividade profissional. Foi professor, dirigiu pequenas orquestras, tocou em bares e lançou um disco só com instrumentais. Em 1992, assume-se como intérprete e edita o primeiro disco. Dois anos recebe a primeira platina. Tornou-se um fenómeno de popularidade com “Pimba, Pimba” com 510 mil cópias vendidas em apenas seis meses).

José Malhoa (Morena kuduru): É também conhecido como o “Rei do Pimba” ou o “Rei da Música Popular Portuguesa”. Entre as suas influências estão Julio Iglesias, Amália Rodrigues, Roberto Carlos e Tony de Matos. Começou a cantar nos bailes da coletividade Alves Rente e andou no Centro de Preparação de Artistas da Rádio da Emissora Nacional. Com a filha, Ana Malhoa, gravou o disco “Pai Amigo”. Acabou por cantar, em duo durante vários anos. Um dos maiores sucessos foi o álbum “Morena Kuduro”, de 2011.

De todo o país

Némanus (Aiué do Roça Roça): São dois irmãos de Peniche. E são – diz o site da editora Espacial – uma “verdadeira lufada de ar fresco na música ligeira portuguesa. Combinam ritmos latino/africanos com traços de dance music. Em 2013 editaram um álbum que reúne alguns dos seus maiores sucessos musicais, incluindo a música selecionada para esta lista – Aiué do Roça Roça.

Toy (És tão sensual): Sabia que o verdadeiro nome de Toy é António Manuel Neves Ferrão? E que nasceu em Setúbal? Este é outro artista com uma enorme coleção de sucessos acumulados. A primeira vez que subiu ao palco foi com cinco anos quando atuou numa festa organizada por uma coletividade Setubalense. Sem descurar as obrigações académicas, estudou na escola comercial de Setúbal tendo em seguida emigrado para a Alemanha. Aí iniciou a sua carreia ao editar o seu primeiro trabalho no qual colaborou com um grupo de músicos alemães. Voltou depois a Portugal e, algum tempo depois, adotou o nome artístico “Toy”. “Chama o António” e “Estupidamente Apaixonado” são dois dos temas incontornáveis do artista.

Carreiras em família

Sérgio Rossi (És perigosa Feat. Phatt Rob): Nasceu em Lisboa. É irmão de Romana, outra artística de música popular portuguesa. Canta há 18 anos e tem um CD recente preparado ao longo de cerca de um ano. De destacar no álbum “18”, a inclusão do tema “Eres peligrosa (Feat. Phatt Rob)”, a versão em castelhano do êxito “És Perigosa”, que integrou a novela da SIC “Mar Salgado”. A adaptação esteve a cargo do produtor musical Fabian Farhat, vencedor de um Grammy Latino.

Rebeca (Meu nome é Rebeca): Das Caldas da Rainha, começou a cantar e tocar com 12 anos. Fez o conservatório de música, dá aulas de piano e canto e tornou-se cantora e artista profissional sob a chancela da Espacial. Está atualmente a viver um novo drama pessoal com o retorno de uma doença crónica, mas não deixa de fazer o que mais gosta e de dar o exemplo a todos os seus seguidores para que não baixem os braços: subir aos palcos na sua Tour Preciosa.

Bandalusa (Maria tcha tcha tcha): A Bandalusa é composta por Paulo Ribeiro, Celso Fonseca, Gil Garrido, Jorge Oliveira, Lucas Jr., João Borges e António Vidal. É um autêntico ícone da música portuguesa há mais de duas décadas. O grupo é oriundo do norte de Portugal e está sempre pronto para a festa ou para um pé de dança. São conhecedores profundos da realidade musical nacional e são sempre uma mais-valia nas festas que acontecem um pouco por todo o país e nas comunidades lusas no estrangeiro.
“Maria Tcha tcha tcha”, “Gosto de bombom”, “O destino marca a hora” ou ainda “A lua e a noite”, “Sem ti não viverei (more than i can say)” ou “Cair na gandaia” são alguns dos temas do novo álbum da banda.

E ainda….

Joana (A tal viúva): É mais recente que outros artistas já aqui referido, mas já conta com uma longa história, afinal começou a cantar adolescente, sendo considerada uma verdadeira artista para espetáculos, festas, arraiais e romarias. O primeiro disco foi editado em 1998 e é presença habitual também na televisão e nos palcos em Portugal e junto das comunidades portuguesas no estrangeiro. Foi considerada uma revelação em 2004 e tem editado regularmente álbuns de música popular. Joana canta grandes êxitos da música portuguesa como: “Fui à tropa”, “a tal viúva”, “A barraca abana, abana” e mais recentemente “Apitadela – Mulher árbitro” ou “Não é o da Joana”.

Ruth Marlene (Coisinha sexy): Nasceu no Barreiro e é uma cantora portuguesa de música ligeira e uma estrela no panorama da música popular. Começou a dar espetáculos com apenas oito anos com o irmão Ivo. Os primeiros discos foram lançados em 1992 e, em 1995, surge o primeiro grande sucesso “Só à Estalada”, seguido de “A Moda do Pisca Pisca”. Atingiu a tripla platina com mais de 100 mil discos vendidos. Em 2002 participa numa edição do Big Brother Famosos, da TVI, o que ainda a tornou mais conhecida. Em 2017 abrilhantou a festa de aniversário da apresentadora Cristina Ferreira e lançou, entretanto, um novo single/videoclipe “La fiesta” fora do registo a que o público está habituado.

Quando se aproxima o dia 15 de Agosto, é importante começar a preparar-se para um pezinho de dança. Se a sua música favorita não está aqui não se preocupe, envie-nos a sugestão para que também o seu arraial, baile ou romaria se torne inesquecível.