Cinema em Portugal: guia de festivais

11 Agosto | 2016 | Goodyear

Portugal é um país focado para o cinema que visa construir a sua própria e sólida tradição naquela arte. Com sucessos e fracassos, e sempre guiado pelo objetivo de fortalecer a indústria nacional e a criatividade dos nossos mestres no ecrã, durante as últimas décadas Portugal foi juntando-se à grande moda: os festivais de cinema.

Existem hoje por toda a parte, habitualmente celebrados quando chega o calor, mais uma marca de identidade deste país. Com um cinema nacional e internacional a cada vez mais diversificado, é claro que a temática deste tipo de eventos também irá mudando para se adaptar às preferências e gostos de setores muito distintos entre si de cinéfilos. Com algumas das grandes reuniões já transcorridas no presente ano, é certo que para os bons apaixonados pela sétima arte ainda restam vários eventos a não perder. Abra o calendário e começamos.

  • MotelX: Festival Internacional de Cinema de Terror. Entre 8 e 13 de setembro Lisboa acolhe um evento que alcança já a sua décima edição. Nascido com o intuito de promover e estimular a elaboração de filmes portugueses de terror, no festival mostram-se as melhores obras do género filmadas a nível internacional. Pensado tanto para cinéfilos inveterados como para os que acabaram de chegar ao mundo do terror, o festival desenvolve um exaustivo trabalho de formação do públicos jovens através de retrospetivas históricas arrepiantes. Na edição deste ano a estrela convidada é Ruggero Deodato, que filmou o clássico “Holocausto Canibval”. No total, 70 sessões do melhor cinema para passar um pouco de medo.
  • Queer Lisboa: O Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa decorre de 16 a 24 de setembro na capital. Com quase duas décadas de atividade, o Queer Lisboa é um dos mais antigos festivais da cidade e possui um crescente prestígio internacional entre os festivais do género. Nascido com o propósito de exibir as propostas cinematográficas vinculadas ao cinema Queer e a temática LGTB, os filmes organizam-se nas categorias de Melhor Longa-Metragem, Melhor Curta-Metragem, Melhor Documentário, Melhor Filme de Escola e Queer Art, dedicada a um tipo de cinema mais experimental. Foi graças ao sucesso deste festival que desde 2015 é celebrado o outro grande referente nacional, o Queer Porto.
  • Olhares do Mediterrâneo: Entre 29 de setembro e 2 de outubro, mais uma vez em Lisboa, decorre a terceira edição deste festival de ótica feminina. Porque este encontro nasceu sob o modelo do Filmes Femmes Mediterranée, inspirando-se naquela para criar em Lisboa um festival que mostre filmes feitos por mulheres provenientes de países -culturalmente- mediterrâneos. Nesta ocasião, o Cinema São Jorge voltará a acolher quatro dias de bom cinema à volta do conceito mediterrâneo, entendido como uma construção cultural e artística multifacetada.

Sala de cinema

  • DocLisboa: Festival Internacional de Cinema Documental. De 20 a 30 de Outubro na capital, este encontro é um dos festivais mais conceituados do país uma vez que foi escolhido pela Academy of Motion Pictures Arts and Sciencies para a pré-nomeação de candidatos aos Óscares de Hollywood, único festival português que paz parte desta rede. As suas doze edições prévias demonstram a fortaleça de um projeto que, porém, talvez não esteja indicado para o cinéfilo mais convencional.
  • Cinanima. Em meados de novembro decorre este Festival Internacional de Cinema de Animação que atinge neste 2016 o seu 40 Aniversário. Organizado com a ajuda da Câmara Municipal de Espinho, é um dos primeiros festivais que quis trazer para fora de Lisboa e do Porto a divulgação deste tipo de eventos. Com uma secção competitiva de curtas-metragens e outra de longas-metragens, com um total de nove categorias entre ambas, e ainda uma competição especificamente nacional com duas categorias, o Cinanima aposta fortemente na difusão cultural com grande número de exposições, performances e iniciativas sobre cinema que decorrem na semana de celebração.
  • Lisbon & Estoril Film Festival. Nascido com o intuito de colocar Lisboa e a Costa do Estoril no mapa dos grandes festivais do mundo, este evento chega à sua décima edição com a deste ano, de 4 a 13 de novembro. Focado para a interligação de propostas culturais distintas (como cinema, literatura, música ou artes plásticas), o evento aposta tanto na difusão da produção nacional e lusófona quanto na defesa do cinema como espaço artístico em todos os âmbitos, através de múltiplos atores: novos talentos, grandes diretores, artistas relacionados com o cinema sem trabalharem diretamente nele… Uma celebração que vale a pena não perder.
Good Year Kilometros que cuentan