A caminho do verão, festivais à vista!

Chegam com o calor, mas os Festivais de Verão de 2017 estão cheios de sons urbanos e música de dança. Meta a nossa playlist a tocar e faça-se à estrada!

Nós avisámos! Sem que se desse por isso, os Festivais de Verão chegaram e já aqui andam a marcar o ritmo de tantos fãs de música pelas estradas do país. Já vos tínhamos aconselhado a planear bem as vossas férias porque este ano há motivos para percorrer Portugal de lés a lés sempre à procura de som e diversão, mas está na altura de revermos os cartazes já fechados, escolher o que queremos ver e fazermo-nos à estrada. Esta playlist é para nós, festivaleiros, para nos meter no espírito certo para enfrentarmos os quilómetros de asfalto que ainda temos pela frente. Do Minho à Costa Alentejana, há muito caminho e muita música para se viver!

Por esta altura a Zambujeira do Mar já tem currículo festivaleiro suficiente para não precisar de provar nada a ninguém. Um dos mais antigos eventos do género a ocorrer sem interrupção, cresceu sempre em público e projeção, tendo já passado pela Herdade da Casa Branca centenas de artistas de renome internacional. Com Lil Wayne a animar as hostes e exemplos como este Sucker for Pain, não é difícil imaginar dezenas de milhar de pessoas de mãos no ar quando entrar em palco a 4 de Agosto.

Um mês antes, o NOS Alive volta ao Passeio Marítimo de Algés e Weeknd é um dos nomes mais aguardados. O canadiano traz Starboy, álbum com uma belíssima receção no nosso país e internacionalmente, onde colaborou com gente como Kendrik Lamar, Lana del Rey e Future, nomes que também por cá já passaram ou têm datas marcadas para Portugal. Depois de bater o recorde do maior número de streams num só dia no Spotify, vamos a ver como é recebido pels fãs portugueses.

Dengaz tem vindo a crescer consistentemente como artista e o seu género de hip hop (mais pop do que hop), tem o toque romântico q.b. para cair no goto de um público cada vez maior. O MEO Sudoeste convidou-o para subir ao placo principal e, tendo em conta que Seu Jorge também andará em tour por terras lusitanas, será que é pedir muito se os dois se juntarem para ouvirmos este Para Sempre?

Na mesma noite de Dengaz aterra também a nave cósmica dos Jamiroquai. Depois de algum tempo de inatividade, a banda de Jay Kay voltou às tournées e regressa a Portugal para uma noite de festa. De Cosmic Girl a Virtual Insanity, ou este Little L, não faltam convites para meter o público da Zambujeira a dançar.

Os Chainsmokers não dão sinais de abrandar o ritmo vertiginoso como estão a assaltar os tops. De entre o seu álbum mais recente, cheio de hits ainda para debitar, o single escolhido foi Something Like This, em colaboração com os Coldplay e com a voz de Chris Martin. Bateram recordes de visualizações, entraram diretamente para primeiro lugar do top da Billboard e irão facilmente chegar ao fim do ano entre a lista dos artistas que mais venderam.

Isaura ainda não é um nome conhecido do público português mas a nossa aposta é que isso mude durante o verão, depois da sua passagem pelo Sudoeste. O álbum de estreia só sairá no princípio de 2018 mas a expectativa é elevada. A cantora pratica um tipo de pop bem contemporâneo, com uma abordagem à eletrónica que nos recorda, por exemplo, os The XX, e este I Need Ya é um single de apresentação viciante.

Por falar em The XX… Também eles voltam a terras portuguesas e ao Alive, onde já assinaram um dos momentos altos da edição de 2010, tendo deixado uma legião de fãs prostrada a seus pés. Agora, um pouco menos minimais e sombrios do que há 7 anos atrás (On Hold é o mais recente single), é altura de subir ao palco maior e mostrar-nos o que vale o seu último disco, I See You.

Cada vez mais forte e presente, o hip hop já não é nenhuma visita estranha no Super Bock Super Rock (Kendrik Lamar e De La Soul já aqui deixaram o público rendido em 2016), e a presença de Future é um bom sinal que o público português está cada vez mais atento. Mask Off vai ser recebido com saltos e urros, tal é o culto que o rapper começa a ter nas nossas terras.

Os portugueses quando gostam de uma banda, não se importam de a ouvir vezes sem conta. É o caso dos Alt-J que têm um público muito fiel, que acorre sempre que o grupo toca no nosso país. E o hype é justificado: temos sempre direito a um concerto energético, cheio de grandes canções, debitadas por belíssimos músicos, com um sentido de humor certeiro. Breezeblocks é “só” a mais conhecida, e os Alt-J guardam sempre munições do mesmo calibre na bagagem. É um concerto imperdível e o Alive sabe bem do que nós gostamos…