Porta-bicicletas: qual é a adequada ao meu carro?

26 Março | 2019 | Goodyear

Escapada de bicicleta? Tem tudo: a vontade, a rota, a bicicleta. Mas, transportar uma bicicleta num automóvel de forma incorreta pode implicar riscos para a segurança e coimas. Sabe que tipos de porta-bicicletas há, quais são as mais estáveis e aquelas que acabam por ser mais cómodos? Descubra, com a Goodyear, tudo o que é necessário para levar a sua bicicleta no carro, de forma segura e responsável e preocupe-se apenas com a aventura que o espera.

É legal levar uma bicicleta no porta-malas ou com os assentos rebatidos?

Sim, pode levar-se a bicicleta no porta-bagagens, mas é preciso seguir algumas regras. Caso o carro tenha tamanho suficiente para levar a bicicleta no porta-malas sem rebater os bancos, deve ter-se apenas cuidado para que não se projecte em cima dos bancos. Se assim for, será necessário segurar a carga, amarrando a bicicleta para impedir que se mova.

Recorde-se que, em caso de acidente, a 56 km/h, o peso da bicicleta multiplica-se por 35. Assim, é perigoso levá-la dentro do automóvel com os assentos rebatidos, sem qualquer método de retenção. O mais aconselhável, nestes caso, é optar por um suporte para bicicletas.

Tipos de porta-bicicletas

Existem no mercado muitos tipos de transportadores de bicicletas para dar resposta às exigências dos consumidores. São adaptáveis a diferentes tipos de veículos.

Porta-bicicletas de tejadilho

São os mais comuns e económicos. Pode utilizar o selim como peça de encaixe (ultimamente em desuso devido à dificuldade de encaixe e ao elevado número de bicicletas avariadas), desmontar a roda dianteira e segurar a bicicleta pelo garfo do quadro dianteiro ou através de um carril à qual as rodas da bicicleta estão presas.

A vantagem destes porta-bicicletas é que não obstruem a visão do condutor e são mais económicos que outros modelos. Além disso, estes modelos permitem levar até três bicicletas, dependendo do tipo escolhido. É importante recordar que a altura do carro é alterada, algo que pode ser facilmente esquecido até ao momento em que se chega à entrada de algumas garagens.

Porta-bicicletas de bola de reboque

É uma opção segura e cómoda para levar um número elevado de bicicletas: usar uma bola de reboque. É uma categoria em que se incluem os reboques adaptados para transportar até dez bicicletas e aqueles porta-bicicletas (rígidos ou dobráveis) mais comuns, que levam duas a quatro bicicletas suspensas na parte traseira do veículo.

Uma vez que tapam a matrícula – seja esta portuguesa ou de qualquer outra nacionalidade – estes porta-bicicletas podem vir com um espaço para colocar a placa de forma visível durante a viagem.

Estes modelos caracterizam-se pela sua leveza e pela capacidade de se dobrar. A forma de prender e soltar a bicicleta do veículo é muito rápida: num momento estará a conduzir e no seguinte a pedalar por uma das muitas rotas de cicloturismo em Portugal. O preço varia em função do peso, capacidade de carga e capacidade de levar qualquer tipo de bicicleta, incluindo as elétricas.

Os melhores porta-bicicletas

Porta-bicicletas para a traseira do porta-bagagens

O porta-bicicletas para a porta do porta-bagagens é a solução perfeita para os carros familiares. A posição no automóvel irá depender do tipo de modelo: suspenso, com carril ou de aileron, deixando a matrícula do automóvel sempre visível.

Estes elementos de fixação, também conhecidos como porta-bicicletas de porta-bagagem só fixam a bicicleta através do quadro e da roda. Em alguns casos têm sistemas anti-roubo e podem levar, no máximo, três bicicletas.

Porta-bicicletas de roda sobressalente

Este tipo de porta-bicicletas é específico de automóveis todo-o-terreno ou 4×4. Colocam-se de modo semelhante aos porta-bicicletas de porta-bagagem, mas a estrutura fixa-se na roda sobressalente colocada no exterior do veículo.

Porta-bicicletas integrados

As marcas de automóveis estão a começar a descobrir que são há cada vez mais condutores a valorizar o espaço ou a comodidade na hora de transportar a bicicleta. A pouco e pouco as dimensões dos automóveis vão variando para ganhar um maior espaço interior que permita levar bicicletas e, inclusivamente optam por outras alternativas como é o caso do FlexFix® de Opel.

O FlexFix® é um sistema de retenção de bicicletas que vem de série nos veículos. Um porta-bicicletas integrado no próprio veículo que se retira da parte de baixo do carro no momento em que é necessário. Pode levar até quatro bicicletas sem necessidade de qualquer tipo de instalação e, uma vez utilizado, recolhe-se debaixo do veículo sem ocupar qualquer espaço.

Medidas de segurança para utilizar porta-bicicletas

Independentemente do modelo de porta-bicicletas escolhido, é necessário aplicar as seguintes medidas de segurança relevantes:

  • A matrícula e as luzes traseiras devem ver-se em todos os momentos;
  • Se leva a bicicleta na traseira, o cumprimento da bicicleta não pode superar a largura do veículo. Se assim for, será necessário desmontar as rodas da bicicleta;
  • Se a bicicleta se projecta além traseira do veículo é obrigatório levar o sinalizador de carga excedente (V20);
  • O peso da bicicleta, somado ao resto da carga do veículo, nunca pode exceder os limites aprovados pelo fabricante;
  • Seja para percorrer os caminhos de Santiago, até porque nos estamos a aproximar da época da Páscoa, ou para passar um fim-de-semana diferente com a família, um porta-bicicletas aumenta a versatilidade do veículo. Seguramente escolher o melhor tipo de porta-bicicletas para si será mais fácil agora que já sabe as vantagens de cada modelo.
Good Year Kilometros que cuentan