Inovação ao serviço do condutor: a evolução dos dispositivos head up

Sabe o que são os dispositivos head up? A Goodyear explica-lhe as vantagens e que tipos de modelos existem actualmente nos carros. Descubra-os.

O melhor da condução é, sem dúvida, a possibilidade de desfrutar da viagem e de fazer quilómetros ao longo de locais extraordinários. As marcas sabem-no e melhoram diariamente os sistemas que nos ajudam a que esta experiência seja um prazer ainda maior. Mas, sem esquecer a segurança. Por isso, ao mesmo tempo que introduzem mecanismos de ajuda à condução, melhoram também todos os elementos relacionados com a segurança no automóvel. E assim se chega ao Head up display, a mais recente inovação para a condução se tornar mais cómoda e segura.

O que é o head up display?

Uma dessas inovações que serviram para tornar os carros mais seguros e que colocam a mais recente tecnologia ao serviços dos condutores são os displays head up. Trata-se de um sistema que mostra a informação mais importante do carro e da viagem no vidro da frente. Sim, sobre o para-brisas ou sobre uma película transparente que reflete todos os dados. O objectivo é que o condutor não tenha nunca de desviar os olhos da estrada.

O dysplay head up, também denominado de HUD, mostra tudo o que é necessário: a velocidade, o consumo, os dados de navegação ou se levamos as luzes acesas, entre outras opções. Para o efeito apenas é necessário olhar para a frente, sem tirar os olhos da estrada. Isto aumenta exponencialmente a segurança da viagem.

A origem dos dispositivos head up

Muitos dos avanços tecnológicos atuais nos automóveis têm a mesma origem: a indústria militar. Os primeiros aparelhos que utilizaram os HUB foram os aviões de guerra nos anos 50. O sistema não era tão sofisticado como actualmente, no entanto tinha o mesmo objetivo: que o piloto não deixasse de estar atento ao percurso, tendo, em simultâneo, toda a informação necessária à mão.

Passaram três décadas até que essa inovação chegou ao mundo do automóvel. A General Motors introduziu esta inovação num dos seus automóveis em 1988, mas estiveram à venda apenas durante 10 anos e os dados que disponibilizava eram a preto e branco. Na Europa, a BMW foi o primeiro fabricante a incorporar a tecnologia em 2004. Hoje, o dispositivo head up está popularizado e ao alcance de qualquer utilizador.

Vantagens dos dispositivos head up

A maioria dos automóveis que integram o display head up primam pela inovação, pois têm igualmente muitos outros avanços tecnológicos. Embora praticamente todos eles tenham incorporado o controlo de velocidade de cruzeiro que nos permite viajar sempre ao mesmo ritmo, adicionar ao para-brisas a informação do conta-quilómetros fará com que tenhamos de olhar menos vezes para baixo, sobretudo para aqueles que preferem conduzir com os pés sempre nos pedais.

E, se falarmos de inovação, muitos destes carros incorporam também outro avanço tecnológico como o leitor de sinais que também pode ser incorporado no HUD. Este sistema permite que o carro nos alerte no pára-brisas de qualquer sinal que nos passa ter passado despercebido ao conduzir, sobretudo de noite, quando há menos visibilidade. Outras inovações que podem ser apresentadas no head up display são o alerta de colisão ou a transposição involuntária de faixa, duas funções que já estão incorporadas em muitos veículos, de série ou como opção. Com este sistema consegue-se estar sempre atento à estrada, reduzindo os tempos de reacção face a qualquer imprevisto.

Tipo de dispositivos head up

Há duas formas de ter este sistema de segurança no veículo: no vidro dianteiro ou numa pequena janela que sai do tablier.

Head Up Display (HUD)

No primeiro caso é o Head Up Display (HUD) clássico, aquele mais conhecido, em que toda a informação do veículo é projetado na dianteira do carro. Tem várias vantagens. E um inconveniente. O positivo é que tem muitas cores, o que facilita a compreensão dos dados pelo nosso cérebro. Está colocado num local seguro do para-brisas e disponibiliza mais informação. O aspeto negativo é o preço. Não o encontramos por menos de 1200 euros.

Head Medium Display (HMD)

A segunda variante é o Head Medium Display (HMD). É uma lâmina de plástico transparente que sai do tablier e sobre a qual é projectada toda a informação. O mais positivo deste tipo de HUD é o preço, pois não chega aos 400 euros. Pelo contrário, disponibiliza informação mais limitada baseada apenas na velocidade do carro e nas instruções enviadas pelo condutor.

A maioria dos HUD e todos os HMD utilizam diodos LED e um microprocessador TFT para disponibilizar este sistema. No entanto, há alguns modelos de dispositivos head up que utilizam tecnologia laser ou holográfica, apresentando um melhor resultado devido ao maior contraste e definição.

Em qualquer dos caso, o Head up display é uma tecnologia que permite incorporar as mais recentes inovações nos carros para aumentar a segurança do condutor e dos passageiros. É um dos gadgets para carros que se tornam, cada vez mais, imprescindíveis.