A herança de José Franco, um país em miniatura

Na aldeia criada por José Franco as crianças encontram um país em miniatura, do tamanho de um brinquedo. Leve-as a conhecer um Portugal já desaparecido.

No Sobreiro, entre a Ericeira e Mafra, a Aldeia Típica de José Franco é uma visita a um país distante. Com miniaturas e reconstituições de atividades e quadros típicos do Portugal rural, é uma espécie de regresso ao passado. Do padeiro ao agricultor, todos foram convidados a fazer parte deste pequeno museu que apaixona miúdos e graúdos. O espaço não mudou muito em todos estes anos, mas a verdade é que continua a seduzir os visitantes. Venha connosco até à zona saloia para conhecer o retrato e as memórias de um Portugal em vias de extinção.

José Franco, já falecido, era originário aqui mesmo do Sobreiro, onde aprendeu a arte da olaria. Pegou na oficina do avô, desenvolveu a sua arte e, em meados dos 40, começou a materializar um velho sonho. Ao pé da casa onde vivia e trabalhava começou a construir uma espécie de presépio que tomaria dimensões nunca esperadas. Cada uma das peças que produzia representava antigos costumes e atividades e, todas em conjunto, criavam cenas pitorescas. Já na década de 60, abriu ao público a sua aldeia e começou a preservar e dar a conhecer atividades e tradições em desaparecimento.

Pequenos pormenores de um grande país

O seu projeto incluía primorosas reconstituições em tamanho real de antigas oficinas e lojas, mas também extensas cenas miniaturizadas. Na “aldeia” de 2.500 m2 que construiu dentro da própria aldeia que o viu nascer, cristalizou a sua infância. Assim, aquilo a que assistimos é um retrato do Portugal rural da primeira metade do século XX. É como se a região saloia desse à luz um filho igualzinho à progenitora..

De entrada gratuita, tal como o seu fundador desejava, a Aldeia reúne uma série de diferentes espaços. Na sala de aula, no talho ou na mercearia aqui reconstituídos, usaram-se objetos reais e atenção ao pormenor. Há ainda um moinho, uma capela, azenha para moer milho, oficina de carpintaria, mercearia, cozinha, adega, escola primária, um barbeiro, uma ferraria e até a casa do lavrador.

As peças e ideias para tudo isto nasceram na oficina de oleiro do próprio José Franco, também aberta para visita. Aí, poderemos ver ainda alguns exemplares da sua produção, como objetos de arte sacra e figuras populares. Há uma adega onde se pode provar o vinho local e uma padaria com fornadas regulares de pão com chouriço. Afinal, não seria uma verdadeira visita saloia se não aparecessem estes dois convivas.

Magia à escala

Se, para os adultos, uma visita à Aldeia Típica de José Franco é uma espécie de regresso ao Portugal dos nossos avós, para as crianças o efeito é bastante diferente. As salas da aldeia poderão ser curiosas mas, para os mais pequenos, a magia está nas extensas cenas em miniatura. Pequenas figuras de barro movidas a água e eletricidade, agrupam-se e formam retratos dinâmicos das antigas aldeias. As casinhas, o farol, o moinho, os barcos que partem para o mar, todos em miniatura, com pormenores deliciosos. Uma reprodução da Ericeira mostra-nos como era a vila há 50 anos.

Vemos os madeireiros a serrar troncos, os pastores a partirem para o campo, tudo sempre em movimento. Já não há muitos exemplos reais de aldeias assim e esta não dá sinais de querer mudar. Enquanto houver visitantes, estes pequenos bonecos vão continuar nas suas tarefas maquinais. Afinal, até nesta pequena aldeia o trabalho do campo nunca dá descanso!

Dentro de um castelo que procura reproduzir a imagem clássica de outros que encontramos pelo país, as crianças podem subir à torre e brincar ao Afonso Henriques. Um pequeno parque infantil, jogos tradicionais e engenhos agrícolas completam o espaço de brincadeira.

A criação de José Franco é visitada por milhares de pessoas todos os dias e já existe há, pelo menos, 3 gerações. Contudo, o país que representa já não existe realmente. O Portugal rural que tinha aulas à luz de velas e cozia o pão em fornos comunitários é só recordação. Mas, com a magia do brinquedo e o colorido pitoresco de todos estes cenários, vai ficar também registado na memória de qualquer criança.