Jogos e simuladores de carros: aceleração virtual

Acelerar em segurança, carros de sonho, contra pilotos do mundo inteiro? Os simuladores de carros são mais do que brinquedos e até há autódromos virtuais.

Os jogos de consola e computador deixaram de ser um domínio de jovens adolescentes com muito tempo por ocupar. E, quando toca a jogos de carros e simuladores de corrida, o vício ataca qualquer geração. Seja o prazer de ter na garagem um daqueles clássicos de Le Mans ou de vencer uma corrida online, há muitos motivos para trazer os fãs do automobilismo para os vídeojogos.

Tal como na vida real, existem opções para todo o tipo de perfis de jogador e níveis de perícia. Comece por tirar uma licença das classes amadoras no Gran Turismo. Deixe-se envolver pelo desafio da comunidade online de Project Cars. Compita com os amigos num autódromo virtual. Pode ser que acabe um dia ao volante de um LMP1 como já aconteceu a outros que começaram nas consolas. Nós contamos o que precisa saber para ter um “simulador” em casa ou divertir-se numa tarde com os amigos.

Jogos e simuladores de carros: aceleração virtual

O equipamento: como levar o Mónaco para sua casa

Nível 1 – Volante e pedais

Para secretária ou para o colo, os sistemas de volantes e pedais são o primeiro passo que vai querer dar. Oferecem uma experiência muito mais realista do que um simples gamepad e podem ser tudo o que necessita. Há para todas as carteiras, desde os modelos simples de 60€, até aos milhares de euros. Estes últimos quase que poderiam passar por um volante a sério, acompanhado por três pedais e alavanca com force feedback.

Nível 2 – Assento e multi-monitores

O nível de “costumização” do seu simulador caseiro só tem o céu (e a sua carteira) como limite. Assentos tipo baquet permitem sentar-nos na posição ideal para nos sentirmos um piloto verdadeiro e, ao mesmo tempo, resistir a longas sessões de jogo. Os sistemas com três monitores, bastante comuns nos simuladores de PC, estão agora a ser substituídos por monitores Ultra-Wide (21:9). Mais práticos e modernos, evitam a necessidade de ligar vários monitores, apesar de continuarem a exigir uma placa gráfica potente.

Nível 3 – Realidade Virtual

A realidade virtual ainda não apresentou killer apps nem trouxe a revolução por muitos apregoada. Poderá ser uma questão de tempo até que a VR se massifique, mas ainda não estamos nessa fase. Apesar disso, já temos jogos de carros com suporte para realidade virtual e o resultado é altamente positivo. Project Cars 2 no Oculus Rift e com um PC com a potência necessária é uma das melhores experiências que um petrolhead virtual pode ter.

O jogo: escolha o campo de batalha

Gran Turismo Sport – PS4

Se é um novato nos jogos de corridas, a primeira escolha baseia-se apenas na plataforma que tem em casa. E, se tiver uma Playstation a recomendação para dar as primeiras voltas é sempre Gran Turismo. Isto não significa que é o melhor jogo de carros na consola da Sony, mas que é o mais acessível. Entre as ajudas à condução, a quantidade de carros e a elegância do sistema de jogo, qualquer um pode começar por GT. Não encontramos aqui opções muito complicadas de configuração de cada carro, mas tem uma física realista e divertida quanto baste, e complexidade e profundidade mais do que suficientes para muitos “pilotos”.

Forza Motorsport 7 – Xbox One

Gráficos de deixar qualquer um de boca aberta são o argumento que faltava para comprar um televisor 4K. Foi especialmente preparada para a Xbox One X e o resultado está à vista. A nova edição de Forza eleva a fasquia de aquilo que esperamos de um jogo de carros. Mais de 700 carros, clima dinâmico e pilotos configuráveis são algumas das novidades. Tem também suficientes ajudas para o novato, sem comprometer jogabilidade e realismo, com muitas opções de pequenas alterações e configurações.

Project Cars 2 – Xbox One, PS4 e PC Windows

Ambicioso e complexo, Project Cars 2 obriga a alguma dedicação por parte do jogador. Apesar da comunidade brilhante, que continua desde o primeiro título, é difícil dar os primeiros passos. Tem um leque enorme de opções de configuração de carros e pistas, assim como classes para todos os fãs. Precisa de tempo para ser digerido mas tem muito sumo para o entusiasta espremer.

Autódromo Virtual de Lisboa

O Autódromo Virtual de Lisboa não é “apenas” um sítio físico onde pode brincar às corridas. Os 18 postos de simulação estão equipados com baquets, volante, pedais e três monitores mas há mais. O projeto é da responsabilidade de antigos pilotos do automobilismo nacional, que estão disponíveis para dar conselhos. Organizam-se competições, com sessões de treino e, enquanto decorre a corrida, na área lounge o público vai apreciando o espetáculo.