Travões: conselhos para uma adequada manutenção

A manutenção dos travões do seu carro é vital para a segurança dos ocupantes. A Goodyear oferece-lhe algumas dicas para que durem mais tempo.

Os travões são o principal dispositivo de segurança dos condutores portugueses. Claro que deveremos ter sempre todos os elementos, tanto activos como passivos, em bom estado para optimizar o desempenho do nosso carro mas, quando se pergunta na rua, a maioria dos condutores refere o sistema de travões. Por isso, a Goodyear apresenta-lhe um conjunto de truques e dicas para manter os seus travões em bom estado e aumentar a sua segurança e a de quem partilha o carro consigo.

As revisões periódicas, bons hábitos de condução e atenção aos sinais que o carro nos dá, estes são os três pilares fundamentais em que nos devemos basear para manter os nossos travões em bom estado e, mais à frente, vamos explicar como os pode usar.

Em primeiro lugar, procure conduzir com suavidade e evitar movimentos bruscos. Travar constantemente ou pisar o travão a fundo são as principais causas para o desgaste das nossas pastilhas e discos de travão. Se é um hábito recorrente, deverá tentar mudar os seus vícios e ir rapidamente à oficina para trocar peças.

O local onde vivemos afecta também o nosso sistema de travagem, independentemente dos nossos hábitos ao volante. Viver numa cidade cheia de subidas ou viver no alto da serra, deslocando-nos diariamente para o trabalho, são circunstâncias que irão forçar muito mais os nossos travões do que se vivêssemos numa localidade plana.

Como travar com a caixa de velocidades

O método mais eficiente para evitar o desgaste dos travões (sobretudo em inclinações pronunciadas) é a travagem com a caixa de velocidades. A nossa primeira opção para reduzir a velocidade pode ser a alavanca das mudanças: reduza para uma ou duas mudanças abaixo e não pise o pedal.

Hoje em dia os carros apresentam um bom leque de indicadores que nos avisam se algum sistema do veículo está com problemas. Os travões não são excepção mas a nossa sensibilidade com o pé do travão continua a ser o melhor indicador.

Conselhos para a manutenção de travões

Sinais de alerta

Se o pedal dos travões está muito duro ou necessita de pisar muito a fundo para que o carro trave correctamente, as pastilhas, os discos, ou ambos, estão desgastados e a nossa distância de travagem irá ser maior. Deverá trocá-los o quanto antes. Se, pelo contrário, o pedal apenas colocar resistência, a avaria pode estar numa fuga do circuito, o ar do sistema ou o líquido podem ter ficado contaminados.

O som é também um bom indicador. Se, ao travar, escutar um guincho agudo, é possível que signifique que, apesar de ter trocado as pastilhas, os discos estejam desgastados e necessita de uns novos. Visite o seu mecânico.

Outro sinal que os seus travões podem estar desgastados é uma ligeira (ou forte, dependendo do grau de desgaste) vibração do volante ao pisar o pedal.

Seja como for, e mesmo que não note nenhum dos sinais que estamos a relatar, nunca adie a sua revisão para além dos 20.000 Km, a distância máxima recomendada para a troca das pastilhas. Os seus hábitos e cidade podem fazer com que o sistema se desgaste menos mas, a partir desta distância, a qualidade ressente-se.

Ponha em prática os nossos conselhos e desfrute de Quilómetros que Contar. O prazer da viagem está ao seu alcance e é o próprio condutor que tem nas mãos a possibilidade de transformar qualquer percurso numa viagem confortável e segura.