Onde comer o melhor brunch por esse país fora

13 Fevereiro | 2020 | Goodyear

A moda do brunch conquistou definitivamente os portugueses. Um pequeno guia para encontrar os melhores

O brunch entrou definitivamente nos hábitos dos portugueses, especialmente ao fim-de-semana, quando podemos acordar mais tarde e juntar o pequeno-almoço ao almoço. Que é, aliás, a própria definição de brunch na sua origem em língua inglesa.

Um pouco por todo o país, com natural destaque para os maiores centros urbanos, foram aparecendo vários locais nos últimos anos dedicados ao que já se tornou, assim, na nobre arte do brunch. Deixamos então algumas sugestões.

 

Em Lisboa

Foi na capital que a moda começou a despontar em todo o seu esplendor pelo que é natural que seja em Lisboa que a escolha seja maior. A começar, por exemplo, pela A Minha Cozinha, no bairro de Campo de Ourique, onde pode apreciar o que é verdadeiramente um brunch clássico: ovos mexidos com bacon, salsichas, queijos e enchidos, scones e panquecas, sumos naturais e bebidas quentes.

No Bairro Alto encontramos o The Decadente, em plena rua de São Pedro de Alcântara, que apesar de ser também um bar e restaurante, aos fins-de-semana oferece um brunch que vale a pena experimentar e que pode incluir, por exemplo, um tataki de salmão ou um bife de atum com ovo a cavalo.

Descendo a Calçada do Combro chegamos à rua do Poço dos Negros, onde fica o The Mill, uma cafetaria cujo brunch vale mesmo a pena experimentar. Dos ovos rancheros com ragu de feijão encarnado, linguiça picante, ovo frito e abacate à tosta de abacate com piripiri, passando pela boa escolha de cereais, saímos certamente satisfeitos.

Mesmo junto à Sé de Lisboa, na rua de S. João da Praça, encontramos o Pois, Café, de inspiração austríaca, onde o brunch é já uma verdadeira instituição. Do mais simples, o Egg, com dois ovos estrelados, bebida, pão e manteiga, ao mais rico, o Pois, que inclui um prato de queijo e carnes frias, doces variados, cesto de pão e manteiga, saímos sempre bem servidos.

No Porto

Se há local incontornável no roteiro portuense do brunch só pode ser Zenith Brunch & Cocktail Bar, em plena Praça de Carlos Alberto. O menu não é fixo, mas tem muito por onde escolher, dos ovos Zenith, escalfados ou panados e servidos com molho holandês à tapioca de frango, cheddar e abacate, sem esquecer as tradicionais panquecas. 

Outro espaço incontornável do Porto é o Teatro Rivoli onde, ao fim-de-semana, entre o meia dia e as quatro tarde, o seu café serve um brunch bem recheado e saudável, que inclui iogurte com muesli, saladas variadas e mini-focaccias: Há também um menu para crianças.

Relativamente perto do Mercado do Bolhão, em Santa Catarina, fica o Garden Porto Café, espaço onde o brunch vale bem a pena, dos ovos e panquecas – como as de abóbora . à french toast. 

Do outro lado da cidade, na Foz, é onde podemos encontrar o Camélia Brunch Garden, onde o menu de brunch inclui especialidades como ovos Benedict, nachos com guacamole e tostas de frango, tudo com vista para o Douro.

E ainda

Se estiver em Coimbra, saiba que também pode comer um excelente brunch na Simone, a cafetaria do Hotel Tivoli, entre omeletes, croissants, iogurtes, cachorros e bolos variados.

Mais a norte, é quase um sacrilégio ir a Braga e não passar pelo Café Vianna. Este clássico bracarense, com mais de um século de existência e situado em plena Praça da República, serve um excelente brunch com tosta com fruta e mel, ovos mexidos com bacon, parfait de granola, iogurte e fruta da época.

Esperando que tenha apreciado as nossas sugestões, no próximo fim-de-semana já sabe: saia de casa e aprecie um excelente brunch com tudo a que tem direito.

Good Year Kilometros que cuentan