Montanhas Mágicas: destino sustentável com turismo variado

Um conjunto de montanhas, sete municípios, muito que ver e explorar. Conheça as Montanhas Mágicas com a Goodyear.

Sete municípios uniram esforços para promover as Montanhas Mágicas. É um conjunto de locais que combina património natural, cultural e a hospitalidade das pessoas. Para ficar, pode optar pelas unidades de alojamento criadas para o efeito. Para degustar, experimente o inimitável sabor da gastronomia local e aproveite ainda a qualidade e genuinidade dos produtos artesanais da região.

As Montanhas Mágicas são uma iniciativa da ADRIMAG, que se dedica à promoção e dinamização da marca e destino turístico. As Montanhas estão unidas pelos maciços do Montemuro e da Gralheira, numa numa posição de fronteira entre o norte e o centro de Portugal continental e entre o litoral e o interior.

Mas onde ficam precisamente as Montanhas Mágicas? Ficam no centro/norte de Portugal Continental, entre os rios Douro e Vouga. Encontram-se distribuídas por uma área de praticamente 1700 km2 – o equivalente a duas vezes a área do arquipélago da Madeira. Vivem aqui, nas serras da Freita, Arada e Arestal, pertencentes ao maciço da Gralheira, e a serra do Montemuro, inserida no maciço com o mesmo nome, 127 mil pessoas.

A área das Montanhas Mágicas abrange 80 freguesias distribuídas por sete municípios: Arouca, Castelo de Paiva, Castro Daire, Cinfães, São Pedro do Sul, Sever do Vouga e Vale de Cambra.

Montanhas Mágicas: destino sustentável com turismo variado

Destino turístico sustentável

As Montanhas Mágicas foram consideradas como destino turístico sustentável em 2013, englobam quatro sítios da Rede Natura 2000 e um geoparque da UNESCO. Para o feito, também o modelo turístico foi desenhado com responsabilidade e sustentabilidade e com foco no ecoturismo, geoturismo e turismo ativo.

As Montanhas Mágicas são únicas. Existem fenómenos geológicos singulares, uma biodiversidade notável que combinam ainda com uma geomorfologia sem igual. É um destino ideal para quem gosta de observar e interpretar a natureza ou praticar actividades de desporto e lazer.

Região histórica

Nas “Montanhas Mágicas” encontram-se vestígios da ocupação humana desde tempos pré-históricos, existindo em todo o território vestígios arqueológicos e monumentos que atestam essa presença. Há gravuras rupestres de arte atlântica, há monumentos megalíticos, pontes e vias romanas, mosteiros e templos medievais, santuários e igrejas, aldeias típicas de xisto e granito, minas históricas e muito mais.

Não obstante, o clima não é propriamente dos mais simpáticos. Devido às elevadas variações de altitude Montanhas Mágicas apresentam fortes contrastes térmicos e pluviométricos entre os seus vales e o topo das suas serras. O clima é por vezes húmido e frio nas zonas montanhosas enquanto que, nas zonas de vale o clima é geralmente temperado Na cadeia montanhosa do Montemuro, Arada e Gralheira, os invernos são geralmente rigorosos, com temperaturas negativas, sendo frequente nevar, especialmente na serra do Montemuro. A pluviosidade varia entre os 75 e os 100 dias/ano de precipitação, distribuindo-se com alguma variação pelos meses de Inverno.

O que fazer nas Montanhas Mágicas?

Rota da Água e da Pedra: são mais de 100 pontos de interesse turístico em que a água e a pedra são protagonistas;
Passadiços do Paiva: um passeio de oito quilómetros pelo vale do Paiva;
Desportos de aventura e ar livre: aproveite para desafiar as águas bravas do rio Paiva em rafting ou kayaking. Complete trilhos de montanha ou circule pela ecopista em BTT ou bicicleta convencional. Pratique canoagem ou simplesmente tire partido dos 500 km de percursos terrestes;
Termas: relaxe nas histórias Termas de S. Pedro do Sul ou nas reconhecidas Termas do Carvalhal;
Aldeias de montanha e ribeirinhas: fique a conhecê-las, em particular as 10 que estão classificadas como Aldeias de Portugal;
Património: Conheça os mosteiros cistercienses de Arouca e S. Cristóvão de Lafões.

E a lista poderia continuar. Mas paremos para destacar a rica agenda das Montanhas Mágicas que permitem desfrutar ao longo do ano de diferentes experiências cultuais e desportivas. Não deixe também de visitar os museus, estações da biodiversidade e centros de interpretação ambiental e geológica, podendo participar em atividades organizadas. Nos seus passeios irá certamente cruzar-se com paisagens deslumbrantes e lugares de natureza mágica em miradouros, cascatas, poços, levadas, albufeiras, praias fluviais e zonas de lazer ribeirinhas.

Onde ficar e onde comer

Nas Montanhas Mágicas as opções de estadia são variadas. Hotéis, turismo de habitação, turismo rural, parques de campismo e caravanismo ou hotéis-apartamento. Há solução para todos os gostos.

Para o final, deixámos as experiências gastronómicas e de degustação de vinhos, organizadas nos restaurantes locais e eventos gastronómicos das Montanhas Mágicas.

No site, pode encontrar desde restaurantes típicos a restaurantes tradicionais, passando por restaurantes de hotel ou cozinha de autor, restaurantes “wine bar” e ainda churrascaria e pizzaria as opções são variadas.

O site das Montanhas Mágicas disponibiliza ainda um motor de busca para encontrar mais facilmente o restaurante e o alojamento adequados às suas necessidades.