Serra de Montejunto: uma escapada à “mão de semear”

Montejunto: serra e turismo rural a apenas uma hora de Lisboa. Temos 6 recomendações para comer, beber, dormir e visitar num fim de semana em Montejunto.

A pouco mais de 50 quilómetros de Lisboa, a Serra de Montejunto é um local tranquilo, com muito por descobrir. Ideal para escapadelas de fim de semana ou até passeios de um dia, tem muita vida natural, gastronomia e descontração. Turismo rural genuíno, sem ter que gastar um depósito para lá chegar? Na Serra de Montejunto é possível.

Virada para o mar a nordeste, com a planície a sul, a Serra de Montejunto é o corta-vento ribatejano. O contraste é notório e, como é possível dar a volta à serra rapidamente, facilmente nos apercebemos das diferenças. A aproveitar este paraíso, uma enormidade de vida selvagem faz da serra a sua casa. O Homem também veio aqui tirar proveito e, entre os moinhos e a vinha, do topo ao sopé, foi semeando a sua presença. Passear, comer, ver e beber: conheça os nossos destaques na Serra de Montejunto.

Ver: Miradouro da Cruz Salvé Rainha

A Serra de Montejunto é o miradouro natural mais alto da Estremadura e chega aos 666 metros. No Miradouro da Cruz Salvé Rainha consegue-se ver a sua estrutura geológica, assim como os campos rurais em redor. Repare como os limites das explorações montam azulejos e figuras na paisagem. A aldeia que consegue ver daqui é Pragança.

Passear: Rota dos moinhos do oeste

Por Peniche, Lourinhã, Torres Vedras e aqui, os moinhos são uma companhia antiga que volta a ganhar vida. Depois de abandonados no seu uso original, alguns têm sido recuperados e há até uma rota que os identifica a todos. Contam-se 26 de vento e seis azenhas, alguns transformados em lojas, turismo rural ou museus. Os que resistem na Serra de Montejunto têm ainda a vantagem de proporcionarem belas paisagens.

Serra de Montejunto: escapadela a uma hora de Lisboa

Aprender: Estação da Biodiversidade de Montejunto

Montejunto é também zona de Paisagem Protegida. A Estação da Biodiversidade está no centro da serra e é a base para ver borboletas, libélulas e a vegetação local. A partir daqui podemos partir num percurso circular que nos leva dos matos mediterrânicos a uma densa floresta de castanheiros. Na zona existem três espécies consideradas em vias de extinção e, por isso, rigorosamente protegidas: O Bufo-real, a Águia de Bonellie e o Andorinhão-real.

Descobrir: Real Fábrica de Gelo

Depois de abandonadas, estas curiosas ruínas foram declaradas monumento nacional em 1997 e, desde então, alvo de algumas ações de recuperação. Os frades dominicanos já viviam em Montejunto desde o séc. XIII mas no séx. XVIII começaram a dedicar-se à produção de gelo. Ainda no outono, os tanques eram enchidos de água e, quando chegava o frio, aproveitava-se o gelo criado durante a noite. Armazenado em silos até ao verão, era depois enviado em carroças e barcos no Tejo para Lisboa. A fábrica fechou no final do século XIX e caiu no esquecimento durante muitos anos.

Comer & Beber: Quinta do Gradil

Degustações, experiências gastronómicas, visitas de grupos e passeios, são algumas das possibilidades oferecidas por este reputado produtor. O celeiro foi transformado em restaurante, com uma interpretação contemporânea dos produtos regionais. Na loja estão disponíveis todas as variedades de vinho aqui produzidas, que podemos experimentar numa sessão de prova, que pode também incluir queijos e enchidos. O tour pela quinta leva-nos a conhecer o velho moinho, as vinhas ou a capela, de cavalo, jipe ou moto4.

Dormir: Artvilla

Um espaço de turismo rural composto por 4 casas independentes, as quais se repartem por quartos, estúdios, T1 e T5. A Artvilla proporciona a tranquilidade e o bem-estar próprios da vida no campo num ambiente de requinte e quietude. Pela sua dimensão e características, permite tanto o encontro fácil entre hóspedes como o mais completo isolamento. Dispõe ainda de um pátio interior que une todas as casas onde os hóspedes podem usufruir de um forno a lenha e churrasqueira, ou relaxar na piscina. O terraço, que serve a piscina, do qual se desfruta uma bela vista sobre a encosta norte da Serra de Montejunto, é convidativo a momentos de lazer e contemplação, acompanhado por uma bebida fresca nas tardes quentes de verão.