Museu da Miniatura Automóvel, Amor em tamanho XS

Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia: uma obra de amor ao carro e ao coleccionismo. Visite-o e apresente os seus filhos a estas obras de arte!

Tem 10 anos de vida, mas mostra todo o seu amor por um objeto centenário. O Museu da Miniatura Automóvel de Gouveia é uma preciosidade para miúdos e graúdos. É um projeto de colecionadores e amigos, que abriram as portas das suas preciosidades à admiração do público. São brinquedos, obras de arte e monumentos à engenharia, um excelente convite para uma visita em família. Traga as crianças até Gouveia e deliciem-se com as miniaturas fantásticas aqui expostas.

O Museu da Miniatura Automóvel é único no género em Portugal e nasceu através das vontades do coleccionador Fernando Taborda, Clube Escape Livre, ACP e do Município de Gouveia. Além disso, através do espólio de outros coleccionadores, as exposições vão rodando por diversos temas. Em 2017 passaram aqui táxis de todo o mundo e uma mostra de peças Dinky Toys. Recentemente, por exemplo, foram inauguradas mostras de Fórmula 1 e assistência técnica em rallies. Há verdadeiros tesouros “escondidos” em casas de alguns coleccionadores, cuja única hipótese de vermos é aqui.

De Al Capone ao Papa

O museu organiza-se em torno de quatro exposições permanente. A História do Automóvel, 24 Horas de Le Mans, carros presidenciais e carros de rally. Todos exibidos em gloriosas miniaturas de requintado detalhe. Entre a coleção permanente e as visitas, são mais de 4.000 peças, num historial que vai até 1898.

Cadillacs como os presidenciais de Bush e Obama, mas também de Elvis Presley ou Al Capone, ou o Lincoln Continental de Kennedy, levam-nos aos Estados Unidos. Mas também há História peninsular como o Pegaso Z-102 que Franco ofereceu a Craveiro Lopes. Na Santa Sé, a questão dos veículos papais é também um tema sério e muito colecionável. Ficamos a saber que o Papa Francisco já conduziu um Renault 4 e um Ford Focus, e o seu antecessor movimentava-se de Mercedes S500. O Ferrari vermelho de João Paulo Iiº é outra peça curiosa.

Na televisão e no cinema, a influência do automóvel mostra-se marcante. KITT leva-nos de regresso aos anos 80 enquanto Steve McQueen está aqui representado com o seu Mustang de Bullit. Eusébio conduzia também carro semelhante que aparece ao lado de uma fotografia sua. De uma forma ou de outra, encontramos aqui sempre uma sucessão de histórias que nos levam ao coração do carro. É ímpossível menorizar a sua relevância cultural perante uma mostra deste tipo. Podem ser pequenos objectos, mas contém uma enormidade de pistas para a História.

Prego a fundo em 1/43

Elemento importante para todo o fã do automóvel é também a presença dos desportos motorizados. O Rally de Portugal é presença obrigatória, com peças bem curiosas e raras que o cumpriram desde os anos 70. Fiat 131 Abarth, Lancia 037 ou o Audi Quattro levam-nos de regresso à idade de ouro da prova. A prova rainha da Endurance, Le Mans, é um dos mais visíveis sinais da evolução do automóvel e do desporto. Compare os vencedores desde os anos 20 até aos poderosos LMP híbridos das últimas temporadas e tem a História da tecnologia dos últimos 100 anos exposta à sua frente.

Acredite em nós. Esta vai ser apenas a primeira visita de muitas. Saímos daqui com excelentes memórias sobre o museu e o desporto automóvel. Há sempre sedução à nossa espera nestas pequenas peças e o museu tem mostrado dinamismo e vontade de renovação. Esteja atento às exposições temporárias que por aqui vão passando. Vai encontrar motivos para regressar a Gouveia em qualquer altura do ano.