Música para nos levar à praia

Espírito descontraído, muito ritmo e aromas das ilhas: mesmo no ar-condicionado do escritório, há música que nos transporta imediatamente para a praia.

Se tudo fosse tão simples como escolher uma música e carregar no play… optar por um destino como se fosse apenas mais um tema da nossa biblioteca… nesta altura do ano estaríamos todos a ouvir os mesmos hits de verão: do Hawaii à Polinésia Francesa, os destinos de sonho são fáceis de listar. O mesmo se passa com a musica desta estação: todos gostamos de ritmos quentes que tragam o cheiro a mergulhos salgados. “Há mar e mar, há ir e voltar” e estes são os temas a que vamos regressar tantas vezes este verão, músicas que nos vão tele-transportar imediatamente para a praia mais próxima.

O rei da EDM sabe bem o que o mercado procura nesta altura do ano. Espírito descontraído e meter as mãos no ar em celebração. Summer é a aposta mais do que esperada de Calvin Harris para 2017 e a fórmula mantém-se: festa a qualquer altura do dia.

Justin Bieber não para de crescer como artista e a “culpa” é das muitas colaborações em que tem entrado. Com David Gueta, 2U é um tema com um feeling romântico e toada EDM. Tem presença garantida em muitas discotecas de verão.

De regresso às Caraíbas, WizKid e Drake misturam sintetizadores com a toada das ilhas em Come Closer. Uma nova forma de afrobeat cruzado com dancehall jamaicano está a mudar a pop. Estes dois senhores estão na frente da onda.

Shaggy sempre teve uma inclinação para mulheres curvilíneas e ritmos da Jamaica. Os anos passam e o cantor não muda, repetindo em Seasons a sua pop adocicada com raggamuffin. É espírito feel good sem pretensões e nesta altura é tudo o que basta para abanar a anca.

Regressos e confirmações

Wycleaf Jean está de regresso este verão e já tem single a rodar nas rádios. Será o primeiro álbum em 8 anos do ex-Fugees. O groove funky e espírito romântico de What happened to Love é o aperitivo e tem produção dos The Knocks. Já não chegou a tempo de ser um dos mega-êxitos do verão, mas Setembro vai trazer muito mais novidades.

Uma proposta entre o atmosférico e o exótico, com o toque “brilhante” de Martin Garrix. As vozes manipuladas e o riff de sintetizador de There For You contrastam com o ambiente fresco, perfeito para um sunset & gin. Discreta, a voz do australiano sensação do youtube Troye Sivan mantém o tom sofisticado.

Com um groove sexy, Strip That Down é uma espécie de grito de liberdade do 1-Direction Liam Payne. Tem participação de Quavo e mostra o caminho mais pop que quer seguir na sua carreira. O tema foi escrito a meias com Ed Sheeran e é o primeiro single a solo.

Dance hall e desbundas

O single de apresentação a solo de Camila Cabello está a criar muita atenção. A cubana participante do X-Factor e ex-membro das Fifth Harmony está a libertar-se do seu passado de ídolo teen. Crying in the Club tem, surpresa!, ritmo de dancehall vertido em pop e dá sinal que Camila tem muita carreira pela frente depois da girl band.

É uma espécie de supergrupo da pop: DJ Khaled, Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne.  São nomes, cada um deles, capazes de movimentar multidões, agora imaginem todos juntos. O resultado, I’m the One é um tema divertido que parece mais uma desbunda entre todos. É apanhá-lo agora, porque depois do verão perde a frescura.

O sucesso de Unforgettable não é surpresa para quem tiver ouvido primeiro falar de French Montana em 2013. Volta a haver afrobeat e ritmos quentes que cruzaram o Atlântico de África para a as Antilhas. Há também um cantor com histórias para contar. Jungle Rules, o novo álbum, vai ficar registado como um dos fundamentais da música urbana em 2017.