0 Novos discos nacionais para ouvir até ao fim do ano - quilometrosquecontam

Novos discos nacionais para ouvir até ao fim do ano

25 Novembro | 2019 | Goodyear

O ano está quase a acabar mas a música não pára. As novidades nacionais, numa playlist da Goodyear

A produção nacional continua bastante ativa e, até que 2019 chegue ao fim, há muita música portuguesa para ouvir, entre estreias, confirmações e recordações. Eis as nossa escolhas do que ainda pode ouvir até ao fim do ano

.

Murta “D’ART VIDA”

Francisco Murta ficou conhecido em 2016 quando, com 18 anos, foi uma das grandes revelações do concurso de talentos “The Voice Portugal”. Três anos depois, chega finalmente o álbum de estreia do cantor da Figueira da Foz.

Camané & Mário Laginha “Aqui Está-se Sossegado”

O fadista e o pianista nacionais dispensam apresentações. Os dois músicos reencontram-se para o que é o primeiro álbum do estúdio em duo, “Aqui Está-se Sossegado”, que começou por ser um espetáculo ao vivo. O nome do disco vem de um poema de Fernando Pessoa e o trabalho reúne 11 temas do cancioneiro do fado e da carreira de Camané mais cinco inéditos.

Xutos & Pontapés “40 anos a Dar no Duro”

São 40 anos a dar no duro desde o primeiro concerto a 13 de janeiro de 1979. Os Xutos & Pontapés festejam as quatro décadas na estrada com uma compilação que começa com o velhinho “Sémen” e acaba com “Mar de Outono”, do último álbum de originais, “Duro”, deste ano. Pelo meio, encontramos mais 38 canções, daquelas que todos conhecemos de cor. 

Isaura “Agosto”

Isaura trocou as canções em inglês pela língua materna e o EP “Agosto” é o primeiro trabalho em português da cantora e compositora. A pop eletrónica é a praia de Isaura que, em “Agosto”, conta com as colaborações de Luísa Sobral, Ivandro e Salto.

Emmy Curl “ØPorto”

Nasceu Catarina Miranda na transmontana Vila Real mas ficou conhecida pelo nome de Emmy Curl. Depois do segundo lugar no Festival da Canção de 2018, a cantora e compositora lança o seu segundo álbum de originais, “ØPorto”, uma viagem musical pela cidade do Porto. 

Dino D’Santiago “Sotavento”

Depois do aclamado “Mundu Nôbu”, o músico de origem cabo-verdiana regressa com o EP “Sotavento”, que no seu lançamento em França pôs os parisienses a dançar ao som do funaná e do batuku. 

Vado Más Ki Ás “Vitórias & Privilégios”

Osvaldo Landim de seu nome de batismo, Vado Más Ki Ás é um dos talentos da nova geração do hip-hop português. O seu mais recente álbum, “Vitórias & Privilégios”, foi lançado no final de outubro e conta com colaborações várias.

Mão Morta “No Fim Era o Frio”

A veterana banda de Braga regressa aos álbuns conceptuais com este “No Fim Era o Frio”, com uma distopia pós-apocalíptica como tema do que é seu o 12.º disco de originais. O fim da sociedade como a conhecemos, pela mão de Adolfo Luxúria Canibal e companhia. 

As sugestões estão dadas. Desfrute da nossa playlist no Spotify e fique a conhecer as últimas novidades da música portuguesa.

 

Good Year Kilometros que cuentan