Óculos de Sol e condução segura

Sabia que 20% dos condutores nunca usam óculos de Sol e que 5% dos acidentes ocorram ao amanhecer ou ao anoitecer quando Sol está mais baixo e encandeia?

Sabia que 20% dos condutores nunca usam óculos de Sol? E que 5% dos acidentes ocorram ao amanhecer ou ao anoitecer quando Sol está mais baixo e encandeia? Mais concretamente, 20% dizem respeito a colisões frontais ou no carro da frente e 20% a saídas da estrada. Assim, os óculos de Sol são um elementos fundamental para evitar riscos de acidentes por encandeamento ou cegueira temporária.

A Goodyear dá-lhe alguns conselhos para escolher os óculos de sol adequados à sua condução. São essenciais para conduzir evitando a falta de visão temporária.

A segurança na estrada começa com uma visão adequada da estrada, sem encandeamentos, nem reflexos irritantes que impeçam uma reacção rápida. Dessa forma, os óculos escuros são um aliado neste tipo de situações.

O Código da Estrada só obriga a utilização de óculos de Sol – neste caso graduados – a condutores com problemas de visão que se vejam obrigados a utilizar sempre óculos. Por seu lado, as escolas de condução e os livros de código recomendam a utilização de óculos em casos em que a visibilidade o obrigue.

Como escolher os óculos de Sol para conduzir?

– Em primeiro lugar, escolha sempre óculos de Sol homologados com o símbolo CE.

– As lentes têm diferentes graus de absorção de raios ultravioletas (UV) e infravermelhos (IV). Verifique estas caraterísticas.

– Filtro solar. Para conduzir no verão o mais recomendável é o nível 3 que protege os nossos olhos em dias solarengos.

– Os vidros polarizados são especialmente recomendados para conduzir, pois eliminam os reflexos que os raios de Sol em superfícies planas, incluindo sinais de trânsito verticais.

– As lentes fotocromáticas garantem uma visão nítida e a transição entre situações de grande luminosidade e ambientes escuros.

– Se circula de moto, a recomendação é utilizar óculos de Sol que não ponham em causa a utilização correta do capacete. Devem deslizar no interior sem incomodar. As hastes devem ser flexíveis para resistir ao choque. Em caso de acidente ou de impacto no capacete, os óculos com hastes metálicas ou rígidas podem provocar danos.

– É preferível optar por lentes de policarbonato a materiais minerais devido à sua resistência.

Northweek e Goodyear: condução segura

Utilizar os óculos adequados protege do encandeamento ao volante. A Northweek  e a Goodyear sabem-no e por isso criaram uma campanha especial. Na compra de quatro pneus de jante de 16” ou superior pode ter acesso a um par de óculos de Sol exclusivos Northweek edição limitada Goodyear 120º aniversario.

Conselhos para conduzir com reflexos

Sabe como agir se o Sol o encandeia na estrada? Reagir calmamente ao volante é importante para assegurar a nossa segurança, e a dos outros, na estrada. Siga estes conselhos para conduzir com reflexos e brilhos.

– Face a situações de encandeamento, o mais importante é manter a trajetória do veículo e diminuir a velocidade. Não deve dar guinadas nem fazer travagens bruscas.

– Com o Sol de frente é recomendável parar e esperar cinco minutos até que o Sol mude de direção. Em suma, deverá reduzir a velocidade e parar regularmente para descansar a vista.

– A fadiga visual na estrada pode acontecer tanto de dia (devido ao Sol) como de noite (devido às luzes dos outros automóveis ou a más condições de visibilidade. Faça paragens frequentes em viagens longas e mantenha um ambiente adequado dentro do carro.

– A utilização das palas de Sol deve ser pontual em caso de encandeamento. Evite o uso prolongado pois reduz o campo de visão do condutor.

– Utilize os óculos de Sol nas situações aconselhadas. Em caso algum durante a noite ou em zonas escuras como em túneis.

– A Organização Mundial de Saúde assegura que uma visão deficiente está entre os principais factores de risco de acidente rodoviário. Portanto, verifique a sua visão periodicamente.

Conselhos básicos que nos ajudam a manter a concentração ao volante:

Controlar a temperatura no interior do automóvel para evitar situações de sonolência ao volante. Entre 21º e 24º C é o ideal.

O habitáculo também deve estar fresco e ventilado. Estudos recentes asseguram que conduzir um automóvel com uma temperatura interior elevada produz os mesmos efeitos que conduzir sob o efeito de álcool. Um habitáculo a 55º é o equivalente a ter 0’5 num controlo de alcoolemia.

– Ao volante, mantenha-se sempre hidratado. Água e sumos são as bebidas mais aconselhadas.

– Além disso, faça paragens frequentes para evitar o cansaço e a fadiga.

Afinal, a visão e a condução segura são duas faces da mesma moeda. Assegure-se de que escolhe os óculos de Sol adequados à sua condução e que mantém os olhos na estrada quando desfrutar da sua próxima escapadela.