000000 Os perigos de conduzir de chinelos - quilometrosquecontam

Os perigos de conduzir de chinelos

11 Junho | 2019 | Goodyear

Conduzir de chinelos é muito perigoso e pode levar-nos a sofrer um acidente. Conheça os conselhos da Goodyear para o evitar.

Chega o bom tempo e, com a estação mais quente do ano, desfazemos-nos de toda as camadas de roupa com que costumamos andar até que a t-shirt, as bermudas e os chinelos se convertem no nosso traje mais habitual no dia-a-dia. No entanto, temos de ter cuidado: conduzir com este tipo de calçado é muito perigoso e pode levar-nos a sofrer um acidente. Para o evitar, vamos falar dos perigos de conduzir de chinelos.

É proibido conduzir de chinelos? Pode ser multado?

O Código da Estrada diz textualmente que os condutores devem “abster-se da prática de atos suscetíveis de prejudicar o exercício da condução com segurança”. Isso significa que as situações que ponham em causa a capacidade de condução devem ser evitadas, embora a lei não proíba especificamente que se conduza de chinelos.

No entanto, as autoridades poderão multar o condutor se entenderem que este teve um comportamento que implica riscos  durante a condução.

Os perigos de conduzir de chinelos

Queda dos chinelos durante a condução

Ao utilizarmos chinelos ao conduzir um veículo a motor estamos a deixar o pé sem uma base fixa, o que pode levar a que os chinelos possam cair do pé a qualquer momento ou ficarem presos nos pedais, o que, seguramente, pode provocar um acidente.

Falta de precisão

E não é só isso: conduzir com um calçado que não acomode corretamente o pé pode fazer com que não seja exercida a pressão correta quer sobre a embraiagem quer sobre o acelerador ou travão, podendo provocar uma colisão ou uma saída de estrada.  

Perda de agilidade com os pedais

Fica também a faltar agilidade na condução, devido precisamente à falta de uma base fixa para o pé. Aumenta o tempo de reação a qualquer imprevisto na estrada e causa distrações , já que não estamos seguros com o calçado que levamos.

Podemos conduzir descalços?

Referência à parte merece o acto de conduzir descalço veículos com motor: esta prática também não é proibida por lei, embora seja ainda mais perigosa do que conduzir de chinelos, já que se perde a superfície de apoio e a sensibilidade. Isto acontece porque a planta do pé é curva, enquanto os pedais são direitos e, logo, a aderência não é perfeita.

Por isso, conduzir calçado permite estar em contacto com os pedais de maneira mais uniforme. Além disso, é muito mais eficaz se encontrar uma dificuldade na estrada e for preciso reagir rapidamente. Se conduzirmos descalços, é possível que o pé resvale, seja pelo contacto brusco ou pela transpiração do pé, tornando a aderência aos pedais mais difícil.

Quando conduzimos estamos habituados a fazer movimentos rápidos com os pedais de forma automática. No entanto, podemos perder precisão se estivermos descalços e, quanto mais urgente for o movimento que necessitamos de fazer, mais possibilidades temos de sofrer um acidente.

Isto para não falar dos arranhões que podemos sofrer sem um calçado protetor ou os golpes que podemos causar nos pés com os próprios pedais. Sem qualquer dúvida, conduzir descalço não é boa ideia.

Como deve ser o calçado ideal para conduzir?

Os especialistas em trânsito recomendam que se conduza com sapatos cómodos. Eis algumas das características que todos os condutores devem ter em conta na escolha do calçado:

  • Deve ser flexível, de forma a permitir a liberdade de movimentos do condutor.
  • Não deve resvalar, agarrando suficientemente bem o pedal.
  • Deve manter o pé fixo e adaptar-se ao nosso corpo.
  • Deve ser cómodo para permitir movimentos ágeis.
  • Não deve ficar acima do tornozelo para poder fletir o pé facilmente.
  • Não deve estar molhado, já que pode resvalar durante a condução.
  • Deve ser transpirável para evitar que o suor no pé.
  • Se tem atacadores, estes devem ser curtos e estar bem atados.
  • Cuidado com os sapatos com saltos: se puder, é melhor substitui-los durante a condução por outro par que mantemos na bagageira.

O bom senso deve-nos levar a escolher um calçado cómodo, que se adapte bem aos pedais, e pôr de parte não só os chinelos e as sandálias como também os sapatos com saltos e grandes plataformas que podem fazer com que não apliquemos a pressão adequada a cada movimento, sobretudo quando temos de reagir a qualquer imprevisto.

Agora que já conhece os perigos de conduzir de chinelos, olhe bem para o seu calçado e escolha sempre o mais adequado quando se puser ao volante. Está em jogo a segurança dos seus e dos outros condutores.

Good Year Kilometros que cuentan