Um passeio pelo Penedo Furado e os seus passadiços

26 Julho | 2019 | Goodyear

Os mais de 900 quilómetros de costa fazem de Portugal um destino de férias de eleição mas, no interior do país há muito por descobrir, incluindo um verdadeiro manancial de praias fluviais que têm vindo a ser descobertas e cada vez mais apreciadas nos últimos anos.

Uma delas fica em plena zona das Aldeias de Xisto, na região centro de Portugal. Falamos da praia fluvial do Penedo Furado, na fronteira entre os distritos de Castelo Branco e Santarém, no concelho de Vila de Rei. Um verdadeiro paraíso de águas límpidas e cristalinas, rodeado de árvores, onde não falta sequer um conjunto de pequenas quedas de água. A pouca profundidade da água faz da praia do Penedo Furado um local ideal para toda a família.

Quem apostar numa visita tem este ano uma novidade. Os Passadiços do Penedo Furado abriram ao público em Março e ligam a praia fluvial à zona das quedas de água, num percurso de 532 metros que incluem uma ponte no final do trajeto e plataformas com zona de descanso, com bancos e miradouros para poder apreciar a beleza ofuscante da região.

Na zona mais elevada do percurso existe um rochedo de dimensões consideráveis com uma abertura afunilada que dá o nome ao local e onde foi instalado o Miradouro do Penedo Furado, a partir do qual pode observar as serras e montes limítrofes, assim como a ribeira do Codes e a albufeira da Barragem de Castelo de Bode. Logo abaixo do miradouro encontra-se a Bicha Pintada, um fóssil que, acredita-se, tem mais de 480 milhões de anos. Diga-se que o Penedo Furado é um local de carácter místico, onde não faltam mitos, contos e lendas passados de geração em geração.

 

Há mais para ver em Vila de Rei

O Penedo Furado não é a única atração da zona. Vila de Rei vale bem a visita e, ao seu redor, há mais praias fluviais onde dar um mergulho. É o caso da praia de Fernandaires, banhada por uma extensa e límpida bacia de água proveniente da barragem de Castelo de Bode onde não falta sequer uma piscina flutuante. Ou a praia de Bostelim, distinguida com Bandeira Azul e onde o sossego impera.

Escondida entre as ribeiras da Corga e da Galega fica Água Formosa, uma das mais emblemáticas Aldeias de Xisto. Os vários fornos a lenha espalhados pela aldeia são o ex-libris de uma pequena localidade que recebe o nome de uma fonte de água puríssima e que conta apenas com uma dezena de habitantes permanentes.

A 10 quilómetros da Água Formosa vamos encontrar o Centro Geodésico de Portugal. Com uma altitude de 600 metros, o local oferece uma vista de 360 graus em que é possível ver, com o tempo limpo, a Serra da Estrela. Ali está também instalado o Museu da Geodesia, de onde pode levar o diploma da visita ao verdadeiro centro de Portugal.

Falta, é claro, a visita propriamente dita a Vila de Rei, onde vale a pena conhecer a igreja paroquial, erguida no século XVIII, e a Casa do Capitão Mor, construída no século XVII e que foi utilizada como quartel general durante as invasões francesas. Hoje, é um turismo rural e uma ótima opção se quiser ficar uns dias na região.

Good Year Kilometros que cuentan