12 perguntas frequentes sobre pneus

Quando se deve trocar os pneus? Como saber se estão em condições ou que mantém a aderência? A Goodyear responde a estas e outras dúvidas.

Quando devo mudar os pneus? Como verifico as condições e o desgaste? Há pneus que não aderem? A Goodyear responde a estas e outras perguntas sobre pneus. Tudo o que precisa saber para garantir a segurança do seu veículo e contribuir para uma condução segura e eficiente.

São o primeiro contacto com a estrada e da sua manutenção e cuidados dependem a estabilidade do veículo, mas também a segurança ao volante. O que é que sempre quis saber sobre pneus? Em seguida, o Quilómetrosquecontam responde.

12 perguntas frequentes sobre pneus

1. Os pneus têm prazo de validade?

Em primeiro lugar, siaba que não existe uma relação direta entre a data de fabrico do pneu (DOT) e o seu rendimento ou vida útil. A data de fabrico que aparece na etiqueta dos pneus é apenas uma referência que indica a data em que o pneu foi fabricado. Na lateral do pneu, existe um número com quatro algarismos. É, geralmente, precedido pela sigla DOT que diz respeito à semana e ano de fabrico.

2. Qual é a vida útil de um pneu?

A lei determina que a vida útil de um pneu termina quando a profundidade é inferior a 1,6 milímetros. Determinar quando é que tal irá ocorrer não é fácil, uma vez que depende de muitos fatores. Assim, conte com o tempo, as condições de armazenamento e as condições de utilização: carga, velocidade, pressão, manutenção…

3. Quando devo mudar de pneus?

Após cinco anos ou mais ao serviço os pneus devem ser inspecionados pelo menos uma vez por ano. Independentemente do número de quilómetros acumulados, especialmente se a profundidade do piso é inferior a 1,6 mm, é fundamental rever o estado dos nossos pneus. A vida útil de um pneu depende de variáveis como o estilo de condução, a correta manutenção do veículo, a pressão dos pneus…

12 perguntas frequentes sobre pneus

4. O que influencia o desgaste dos pneus?

O alinhamento inadequado da direção, problemas com os amortecedores, pressões incorretas (não se coloca a mesma pressão quando se vai de férias com o carro carregado ou quando se circula sozinho na cidade), as condições de carga também influenciam o desgaste do pneu e esse desgaste não é necessariamente igual. Outro fator é o estado das ruas em que circula. Circular numa autoestrada 90% do tempo contribui para aumentar a vida do pneu.

5. Porque é que o alinhamento da direcção influencia os pneus?

Um desgaste excessivo das paredes laterais de um pneu ou a vibração das rodas dianteiras são normalmente sintoma de um alinhamento da direção incorreto. Se um dos pneus está mais à frente ou atrás do seu eixo, o veículo irá desviar-se e o pneu sofrerá um desgaste irregular, além de provocar instabilidade e perda de aderência.

6. Como se mede o desgaste dos pneus?

Na maioria dos países da UE, a profundidade mínima obrigatória da banda de rodagem é de 1,6 mm. É recomendável verificar estes indicadores regularmente, especialmente na época de chuvas, porque com mais rasto, melhor travagem e melhor aderência ao piso molhado.

12 perguntas frequentes sobre pneus

7. Porque é aconselhável rodar os pneus entre eixos?

As quatro rodas do automóvel não se gastam de igual modo. Os fabricantes aconselham a troca dos pneus de trás para a frente e vice-versa a cada 10 mil quilómetros. Cada vez que essa trocar é feita é necessário definir padrões específicos de trocar e alinhar a direção para evitar o desalinhamento e garantir um processo correto de recalibração e desmontagem em alguns casos.

8. Quando se deve medir a pressão dos pneus?

Um pneu com pressão a menos, perde eficiência e segurança nas curvas e travagens e aumenta o consumo de combustível. O excesso de pressão diminui a superfície de contacto e provoca um desgaste irregular. É por isso importante manter a pressão adequada, que pode ser diferente consoante a temperatura atmosférica. É recomendável verificar a pressão dos pneus pelo menos uma vez por mês e antes de começar uma viagem longa. Verifique a pressão a frio, de preferência de manhã, antes que o pneu se dilate com o calor.

9. Como é que os pneus “All Season” são mais eficientes?

Os pneus All Season, adaptam-se a cada estação e às condições da estrada, assegurando a aderência e a operação correta em condições climatéricas variáveis como chuva, granizo e neve leve (quando as temperaturas estão acima de -5ºC). Assim, a segunda geração dos Vector 4Seasonns garante a segurança e o controlo ao volante durante todo o ano, inclusivamente abaixo de 7-ºC.

12 perguntas frequentes sobre pneus

10. Pneus que não se furam?

Existem há muito tempo. Em 1934, a Goodyear lançou o Lifeguard, o primeiro pneu que proporciona maior estabilidade em caso de furo. Foi em 1992, que apareceram os pneus Extended Mobility Technology (EMT)), rapidamente apelidados de “RunOnFlat, os pneus anti furo da Goodyear. A tecnologia RunOnFlat permite conduzir a uma velocidade de até 80 quilómetros/hora com um pneu furado. Isso é possível graças ao reforço das laterais. Agora, a tendência, a evolução natural, por assim dizer é a tecnologia SealTech que sela furos com até 5 milímetros de diâmetro na banda de rodagem, inclusivamente após a queda do objeto e sem que os pneus sofram qualquer alteração no rendimento das suas prestações. O que significa que se pode continuar viagem sem parar para trocar o pneu.

11. Como passar na inspecção dos pneus?

No início de fevereiro de 2018 entrou em vigor a ITV dos pneus que define um maior controlo na busca de anomalias e defeitos nas coberturas (bolhas, deformações, quebras). Preste atenção à homologação dos pneus de acordo com os dados técnicos do carro. Quase 22% das rejeições de veículos em inspeções em Espanha está relacionada com questões relacionadas com a manutenção de pneus.

12. Pode-se poupar gasolina com a escolha de um pneu?

Utilizar quatro pneus de classe A (a informação que se encontra na lateral) poderia representar uma poupança de 300 euros durante a vida útil destes pneus. Segundo estudos da Goodyear, se todos os automóveis europeus circulassem com pneus com a classificação A (classificação máxima em poupança de combustível), poupar-se-iam 27 mil milhões de euros em combustível por ano e iria reduzir 20 milhões de toneladas de emissões de CO2.

Encontre resposta para todas as dúvidas sobre pneus para escolher o que mais se adequa ao seu estilo de condução e às necessidades do seu veículo. Por isso, conhecer as opções e tipos de pneus e saber como responder às perguntas mais comuns sobre sua manutenção faz toda a diferença.