Praias do norte: rota pelas melhores praias a norte de Aveiro

Conhece as praias do norte do país? Acompanhe-nos numa viagem entre mais de uma dezena de praias de Caminha a Aveiro.

Moledo, Apúlia, Aguçadora. Quem disse que as melhores praias ficam no Sul do país? Com uma linha costeira de aproximadamente 1800 quilómetros não faltam extensões de praias de norte a sul. Desta vez, ficamo-nos pelas praias do norte. Praias ricas em iodo, ondas e vento. É certo, mas todas com a sua magia e particularidades. Extensos areais, dunas, perto ou longe dos centros urbanos. Há praias para todos os gostos acima de Aveiro.

Praia de Moledo

Começamos por cima. A pouco quilómetros de Caminha, a praia de Moledo, junto à pequena aldeia com o mesmo nome, está rodeada pela mata do Camarido que quase que entra pelo areal dentro. Após as dunas, o areal. A praia tem vista para o mar onde se destaca uma pequena ilha rochosa, deserta, a que se acede por barco e onde existe uma nascente de água doce.

Aqui fica o forte Ínsua, construído no século XV, e um mosteiro. O vento domina nesta praia, pelo que as barracas de praia polvilham a areia. A ondulação é igualmente forte, pelo que é possível praticar desportos aquáticos como surf, windsurf, kitesurf ou stand up padlle. Poderá encontrar na praia uma escola que disponibiliza estas atividades. Como a generalidade das praias a norte, é rica em iodo.

Para chegar a Moledo poderá já ter passado por Caminha. Antes de ir para a praia ou depois, não deixe de passar algumas horas na vila, com as suas ruelas antigas, que revelam os vários povos que habitaram o território ao longo do tempo. Junto ao Chafariz, visite o Terreio, na praça central da vila. As esplanadas são várias. Para comer pode escolher o restaurante Chafariz, o Baptista ou o Amândio.

A Torre do Relógio e o Miradouro do Cruzeiro são dois pontos que tem de desfrutar. Se o tempo e a vontade assim o ditarem, aproveite para fazer caminhadas ou passeios de bicicleta na serra d’Agra. Em redor, a Mata Nacional do Camarido, o Estuário do Rio Minho e o Monte de Santa Tecla, do outro lado do rio, já em Espanha. Por aqui poderá ficar na Casa da Eira, casas recuperadas com o traço do arquiteto Siza Vieira, que tem deixado o seu testemunho um pouco por todo o país.

Da praia…

Se descer pela Autoestrada 28 para sul, irá chegar em breve a Viana do Castelo, onde as praias são também motivo de atração. São onze as principais praias nas imediações de Viana do Castelo. praias Da Ínsua, de Afife, da Arda / Bico, de Paço, de Carreço, de Canto Marinho, Norte, do Cabedelo, do Rodanho, de Amorosa, de Castelo de Neiva. Apenas três (da Ínsua, de Canto Marinho e de Rodanho) não foram reconhecidas com a Bandeira Azul, segundo informação do site da autarquia. Todas, menos as praias de Canto Marinho e de Rodanho, tiveram também direito ao selo de “Praia Qualidade de Ouro”, da Quercus.

Destaque para a Praia Norte, uma praia em que praticamente não há areal, mas sim uma grande área rochosa. A solução: contornar o que poderia ser um obstáculo para o transformar em benefício. Nas rochas nasceram piscinas naturais, de água salgada e renovada com as respetivas marés. Além de se estender tranquilamente na toalha, poderá envolver-se em atividades como surf, windsurf, kitesurf ou bodyboard nas praias atlânticas. No Rio Lima terá ainda oportunidade de praticar outros deportos como jet-ski, vela, remo, canoagem, pesca ou simplesmente um passeio de barco, com partida da Marina da cidade.

…e do estômago

Se prefere afastar-se da areia durante as horas de maior calor, a oferta de animação turística e desportiva na região inclui karting, bowling, atividades equestres ou ténis. Uma das ofertas mais variada é promovida pela Cavaleiros do Mar que disponibilizam programas de canoagem, escalada, passeios de BTT, arvorismo, caminhadas, passeios de barco são apenas alguns exemplos das atividades organizadas.

Para as suas refeições, a autarquia sugere os restaurantes com o selo “Prove Viana”. Os restaurantes com a acreditação “Prove Viana”, estão devidamente identificados e têm na sua ementa o “Bacalhau à Viana”, o prato selecionado pelos restaurantes do Município como sendo o “prato-ícone” de Viana do Castelo, “cujos sabores identificam a cidade e as suas gentes”, explica a autarquia. Para pernoitar, recomenda-se a consulta da categoria “Alojamento” no site da autarquia onde irá encontrar um diretório com 183 estabelecimentos. Ao explorar o destino irá certamente consultar sites de viagens onde os utilizadores deixam habitualmente os seus comentários e críticas. A oferta é variada e inclui, além de hotéis e turismo rural, pousadas, alojamento local ou parques de campismo.

Praia da Apúlia, em Esposende

Seguindo ao longo da Costa, pela EN 13 ou pela A28, chegará a Esposende. Sugestão: a praia da Apúlia. Inserida no Parque Natural do Litoral Norte (PNLN), fica junto à vila da Apúlia. O areal é extenso, os toldos coloridos, os barcos artesanais estão sempre presentes.

A linha do horizonte terrestre é marcada por uma linha de moinhos de vento que se destaca entre as dunas da praia. Rica em iodo, e algas, é, naturalmente, ventosa, ou não fosse os moinhos de vento o ex-libris da praia. O sargaço, as algas marinhas abundantes na região são um exemplo de preservação de tradições ancestrais. Nesta praia apanha-se o sargaço, que, depois de seco, será utilizado como fertilizante agrícola.

Entre o surf e a mesa

Outra praia reconhecida pelas ondas para surfar e onde pode também encontrar escolas de surf. Passeios pedestres, desportos informais, biblioteca de praia e bares de praia são opções para ocupar o tempo na praia. Isto, claro, se quiser sair da toalha. Afinal, férias são férias. As refeições podem ser tomadas N’A Cabana ou na Lanchonete Portuguesa e para dormir, pode ficar no Apúlia Praia Hotel.

Tire partido da viagem e aproveite as horas de maior calor para visitar o Centro Interpretativo de São Lourenço, o Castro de São Lourenço (idade do ferro) ou o Miradouro de São Lourenço. Por fazer parte do PNLN, não faltam também opções de aproximação à natureza. A biodiversidade é grande, nomeadamente avifauna, pelo que poderá apostar na observação de aves. Os moinhos de vento têm de fazer parte do seu roteiro.

Praia da Aguçadoura

Continuando para Sul, mas ainda a norte de Póvoa de Varzim, fica a praia da Aguçadoura, uma praia que tem um cordão de dunas e os campos maceira escavados para a agricultura. Acedida pela Marginal do Cruzeiro, fica entre a praia de Paimó e a praia da Codicheira, na Aguçadoura. A norte desta destaca-se a praia do Rio Alto. Além de ser uma praia cujas ondas são da preferência dos surfistas, foi também aqui que foi instalado o primeiro parque de energia das ondas do mundo, refere a Wikipédia.

Esta praia é conhecida pelas boas ondas para a prática de surf e é uma das preferidas pelos surfistas do norte de Portugal e Espanha. As ondas são consistentes e quebram na praia, calma e sem condicionantes, explicam os surfistas, acrescentando que se pode fazer surf durante todas as marés, com “swells” de noroeste e sudoeste.

Póvoa de Varzim

A Aguçadoura não é a única praia da região. A Praia de Póvoa de Varzim é outro exemplo. Destaca-se pelas típicas barracas de praia que ajudam a cortar o vento. É um destino muito popular entre os veraneantes do norte interior. E nada melhor que o aval dos que estão mais próximos para certificar que algo é de qualidade.

Além destas duas, há pelo menos mais duas dezenas. Na região de Póvoa do Varzim há 26 praias à espera dos veraneantes do norte. Há praias rurais na zona da Codixeira e Barranha, mas também outras mais próximas da cidade, com esplanadas e bandeira azul. Ao longo de toda a frente de mar, sucedem-se os bares de madeira, bons restaurantes e passadiços para entreter nos dias de mau tempo.

Praias de Vila do Conde

Prosseguindo pela A28 para Sul, chega a Vila do Conde. Aqui as praias são totalmente diferentes das até aqui apresentadas. A Zona Balnear Frente Urbana Sul, em Vila do Conde, está integrada no tecido urbano da cidade. São 18 quilómetros de praias, de tipo urbano de uso intensivo, de morfologia arenosa, que engloba nove concessões.

Em Vila do Conde predomina uma forte tradição piscatória e de manutenção naval. As praias estendem-se desde a Praia da Memória até Vila do Conde. Mesmo à entrada do Molhe, dois extensos areais seguem ao longo da Av. Norton de Matos. Apesar da proximidade do centro urbano, convida cada vez mais forasteiros a visitar a cidade do Norte para uma estadia mais prolongada.

A poucos quilómetros abaixo fica a famosa Praia de Mindelo. Com uma extensão de cerca de dois quilómetros de areias graníticas, finas a médias, apresenta um cordão dunar em acelerada regressão. A sua qualidade, nomeadamente ao nível paisagístico, a par da sua localização, faz com que seja cada vez mais procurada em particular na época balnear. Atualmente existe uma grande oferta de alojamento e serviços de apoio à praia.

Na cidade

Voltando a Vila do Conde, a localidade é banhada pelo Atlântico e pelo Rio Ave e tem, nas suas origens, referências milenares. Ruralidade, hospitalidade, beleza e monumentalidade são alguns dos adjetivos aplicáveis a esta localidade. Visite a Casa Museu José Régio, o museu das Rendas de Bilros e o Museu de Construção Naval, junto ao qual está fundeada uma réplica de uma nau quinhentista.

Vila do Conde é plana, com poucos pontos que se destaquem na paisagem além do famoso Convento de Santa Clara. Em conjunto com a Igreja Matriz, é o mais significativo monumento religioso da cidade e aquele que dá as boas vindas ao visitante. A gastronomia é rica, em especial no que à doçaria em diz respeito. São tradição os doces de Santa Clara, os pastéis de amêndoa, os pastéis de feijão ou chila, e ainda as roscas, o pão de ló, o pão de ló de Ovar e a bola de carne são algumas das iguarias para experimentar. Para as refeições, poderá optar pelo peixe fresco de “O Cangalho” ou pelos petiscos de “O Adega da Vila”.

Praia de Leça da Palmeira, em Matosinhos

Para chegar a Leça da Palmeira deverá prosseguir pela A28. Esta é uma praia incontornável e uma das mais concorridas do concelho de Matosinhos, com o seu extenso areal e as condições de apoio.

Destaque para as piscinas de marés, que já referimos num artigo anterior. É um monumento nacional e um dos marcos que Siza Vieira deixa um pouco por todo o país. As piscinas de Leça da Palmeira, no concelho de Matosinhos, são um paraíso para nos defendermos do vento e do rude mar da zona. São duas piscinas de água salgada, uma destinada ao uso exclusivo das crianças.

Sabia que, inicialmente, a Piscina das Marés era para ser um simples tanque de água salgada? No entanto, na década de 60 do século passado, o génio de Álvaro Siza Vieira transformou-o numa obra fundamental da arquitetura portuguesa.

Fora das piscinas, o mar de Leça da Palmeira é excelente para a prática de surf e bodyboard. Pode naturalmente optar por algo mais calmo, como o calçadão, igualmente projetado por Siza Vieira, que se estende até ao farol. Do outro lado da rua, existe um parque infantil e várias esplanadas.

Praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia

A Praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia, é o próximo destino. De Matosinhos, até Vila Nova de Gaia o percurso é curto. Atenção, no entanto, ao trânsito, pois as horas de ponta podem ser complicadas na cidade do Porto, localizada entre as duas localidades. Há que evitar esse contratempo.

A Praia do Cabedelo é considerada por muitos como uma das melhores praias do norte de Portugal. As formações rochosas entre as ondas, as dunas protegidas e os passadiços de madeira fazem integrante de uma paisagem que se quer tranquila.

Junto à praia existe uma ciclovia para que, mesmo durante as férias, possa fazer os passeios de bicicleta que tanto gosta. Pode também andar de patins, skate… Enfim, tudo a que tem direito, mesmo ao pé da praia. Nas imediações há muitas esplanadas bares e restaurantes, pelo que poderá passar um dia completo na praia. O final da tarde pode ser passado numa esplanada com vista para o mar.

Praia da Costa Nova, Aveiro

Volte a apanhar a A28, ou a A1 se preferir, e siga para Aveiro, o nosso destino final. A Praia da Costa Nova do Prado, em Ílhavo, Aveiro é apenas uma entre mais de uma dezena de praias da região. Com areia muito fina e normalmente ventosa, é também um local da preferência para a prática de surft e windsurf. Afinal o mar é também bastante agitado, como é habitual nas praias do norte do país.
Da Praia da Costa Nova, contemplam-se as casas de cores fortes, pintadas em riscas, predominantemente verticais, que tornam a avenida principal bastante colorida.

Atenção que, na zona que se estende a sul do parque de campismo da Costa Nova (a sul da povoação), e ao longo de mais de um quilómetro, pratica-se o naturismo.

A estadia na Praia da Costa Nova do Prado pode ser o mote para um belo petisco: ostras. E além das ostras, onde pode fazer as suas refeições? Do bacalhau do Norte à vitela de Arouca, comer em Aveiro é encontrar os melhores sabores da nossa gastronomia. Leia aqui o que escrevemos recentemente sobre oito restaurantes a não perder na região.

Por fim, conte-nos quais são as suas preferidas? Qual é, a sua praia preferida a norte de Aveiro? Deixe-nos a sua recomendação nos comentários.