Experiências gastronómicas em Santiago do Cacém

O Santiago Hotel Cooking & Nature faz perfeito juz ao seu nome: levá-nos numa viagem ao Alentejo através da gastronomia e beleza das suas paisagens.

A gastronomia sempre foi um convite irrecusável para visitarmos o Alentejo mas agora tem um motivo acrescido. O Santiago Hotel Cooking & Nature é um hotel de charme que também nos seduz pelo estômago. Fica, como o nome indica, em Santiago do Cacém e tem como atrativos a arte da cozinha e a envolvente da planície. Numa cidade histórica e próximo de praias desertas, é um verdadeiro (re)encontro com os sentidos.

Santiago do Cacém já foi terra de mouros e agora é também ponto de peregrinação gastronómica. O Santiago Cooking and Nature, a menos de 10 minutos a pé do centro, abriu em 2017 com uma filosofia contemporânea mas muito respeitadora das suas tradições. Nasceu no espaço do antigo “Caminhos de Santiago”, fechado em 2013. A arquitetura original é de Francisco Aires Mateus, a remodelação esteve a cargo do atelier Saraiva + Associados e o design de interiores é de Pureza Magalhães. O resultado é um espaço moderno, mas que respira Alentejo sem recorrer aos clichés do género.

Entre o garfo…

Um ginásio, uma piscina exterior, a Surf & Adventure Shop, ocupam os momentos em que não estamos à mesa, a fusão com a natureza que aqui se apresenta. Procura-se apresentar uma oferta original: aprender a fazer pão e apreciar a carta do restaurante do hotel entre uma surfada na praia ou um passeio de bicicleta, são apenas exemplos.

À frente da cozinha do À Terra, o restaurante do hotel, está o chef Diogo Águas com uma carta que aposta nos sabores rústicos e caseiros. Os legumes e ervas aromáticas usados nascem aqui, privilegiando-se também o recurso aos produtos regionais. A cozinha é aberta e tem televisões a mostrar em direto a preparação dos pratos. Esse elemento de pedagogia continua nos workshops regulares, tendo já passado aqui Pedro Passos, Kiko Sousa e Susana Cigarro, dos Supper Stars. Desde a preparação de uma santola ou de uma ceviche aos gestos mais banais como descascar uma cebola, este é um espaço também de aprendizagem.

Melides

… e a natureza alentejana

Além do “Cooking” do nome, aqui o convite também é para um encontro com a natureza. O mar não fica muito longe e há muita costa para sul, na direção de Sines, e areais brancos para norte, no caminho para a Comporta. Em qualquer dos casos, vai encontrar praias fantásticas. Da pesca ao surf, há um vasto leque de atividades para preencher todo o ano.

Se vier com filhos ou for adepto da observação de natureza, tem aqui perto a Lagoa de Santo André, uma importante zona húmida da nossa costa. Neste local habitam e passam variadíssimas espécies de aves como flamingos, enquanto ao largo passam golfinhos. O Badoca Safari Park leva-nos num safari a ver aves exóticas, cangurus e coátis. Não é um tema tradicionalmente alentejano mas é com certeza um dia divertido para pequenos e crescidos.

Sem sair de Santiago

Mesmo sem a zona envolvente, Santiago do Cacém é terra para manter qualquer um ocupado numa escapadela. Mesmo às portas da cidade fica Miróbriga, testemunho da ocupação romana onde encontramos as termas melhor conservadas do país. Do alto da colina do Castelo, onde viveram mouros e portugueses, a vista prolonga-se até Sines e Santo André. Para passeios relaxados, dirija-se à Tapada dos Condes de Avilez. Finalmente, para um encontro com outro tipo de tradição, vale a pena a visita ao Moinho da Quintinha. Um velho moleiro ainda está aqui à nossa espera para contar-nos tudo sobre o funcionamento do velho engenho.