Escapadela pelas praias do Oeste

Um fim de semana na região de Torres Vedras, em busca das excelentes praias do Oeste. Saiba o que ver, fazer e visitar na Costa de Ouro sobre Azul.

O Oeste é uma região à parte. A uma tão curta distância de Lisboa, ficamos surpresos pelo país diferente que vamos encontrar. Apesar de mais selvagens e rudes, as praias de Torres Vedras e Caldas da Rainha estão a crescer na lista de preferências dos portugueses. Mas o que é que a região saloia tem para seduzir cada vez mais forasteiros? Praias belíssimas, uma gastronomia irrepreensível e cada vez mais atividades começariam a explicar o fenómeno, mas são só uma explicação. Para descobrir a Costa de Ouro e azul temos mesmo que pegar no carro e dedicar-lhe um fim de semana.

Entre a maresia do Atlântico e o cheiro do campo, a costa Oeste é uma fantástica síntese de dois mundos. Depois da Foz do Lizandro, passamos por Santa Cruz e Santa Rita, Porto Novo, Praia das Conchas e terminamos na Areia Branca. Já perto de Peniche, a Costa de Ouro sobre Azul enche a barriga de qualquer amante do mar. Para o interior, A Dos Cunhados, Vimeiro ou Bombarral, têm ainda muito de um Portugal rural, muito perto do original. Chamam a isto a região saloia e os campos lavrados, cheiros da terra e franqueza deste povo exibem-no com orgulho.

O verde a fundir-se com o azul…

Ao longo de 20 quilómetros de costa, encontramos um mar bravo e um clima que acorda sempre de mau humor. A meio da manhã a neblina desaparece e os veraneantes podem ser presenteados com um fantástico dia de praia. Há alturas do ano em que pode ser uma lotaria mas, quando sai o prémio, é mesmo a sorte grande! Há pequenas praias escondidas entre os rochedos na Mexilhoeira. Ondas brutas para os amantes do surf em Santa Cruz. Poças e piscinas naturais em Porto Novo. O Oeste não nos deixa sem opções e as praias da região têm bandeira azul e múltiplos galardões de qualidade.

Nos miradouros em frente ao mar aproveite para espreitar o horizonte. Se estiver a chegar à costa de carro, vindo de Torres pela N9, a surpresa é o contraste. Ainda há poucos minutos estávamos a cruzar pequenos campos lavrados e agora temos o oceano imponente pela frente. Em frente a Peniche, o mergulho nas Berlengas é uma oportunidade inesquecível para conhecer um mundo como nenhum outro. Aqui vai poder encontrar muita vida animal e até navios e aviões afundados durante a IIª Guerra Mundial. Se faz vela, canoagem ou paddling, ou mesmo que não faça e queira aprender, vá até à Lagoa de Óbidos onde há escolas e sítios para alugar equipamento.

Na “terra” de Santa Cruz

Ponto nevrálgico do verão torreense, Santa Cruz não está só virada para o mar. Além de uma zona junto à praia perfeita para “perdermos” tempo em esplanadas a mariscar com os amigos, a terra tem atividade suficiente para nos entreter quando o mar está agreste. Em Setembro há o Festival da Sapateira, os desportistas têm Golfe e um Aeródromo e há ainda concertos e festas. Santa Cruz tem um Carnaval de Verão, ou isto não fosse Torres Vedras, campeonatos de surf e bodyboard e até cortejos etnográficos.

Se virarmos as costas ao mar abrem-se mais uma série de caminhos para explorarmos o Oeste. Percursos pedestres e passeios em BTT ao longo da costa e, pela Ecopista do Lizandro, até Torres Vedras, vão oferecer-lhe uma visão mais íntima e completa da zona. Abra bem os olhos na Lagoa de Óbidos e nos campos em redor: a quantidade de aves é surpreendente!

Escapadela pelas praias do Oeste

Relaxe zen e cultura

Com este ambiente e a proximidade de Lisboa, surgiram no Oeste diversas propostas de turismo premium ou outro tipo de ofertas. Enófilos com vontade de encontrar o seu espírito zen têm que fazer uma visita ao Buddha Eden. É o maior jardim oriental da Europa, um espaço exótico, onde o vinho é ainda o tema principal. Daqui saem os Brutos Chardonnay, Rosé e Vintage, e também os Quinta dos Loridos Branco e Tinto. Também relaxantes mas menos hedonistas, as Termas do Vimieiro e das Caldas são spas da região com modernos níveis de conforto e um excelente ambiente. Se a sua ideia de relaxe passa pelo golfe, não lhe faltarão aqui opções: a região oeste tem cada vez mais propostas também nesse tema.

Com um património cultural tão rico como o natural, a Região de Turismo do Oeste desenhou uma série de rotas para que o forasteiro não se perca. Se o seu interesse for a História e a arquitetura, visite a Rota dos Castelos e Fortalezas, com passagem pelo Forte de Peniche e pelo Castelo de Óbidos. As Rotas do Barroco e do Gótico, da cerâmica e dos Moinhos apresentam-nos a pitorescos elementos da história da região, não esquecendo a rota dos Mosteiros. Naturalmente, sem visitar Alcobaça o passeio nunca ficara completo.

Estamos convencidos: Torres Vedras e o Oeste não são só Carnaval. Com mais de 20 praias à nossa espera, a gastronomia fabulosa que aqui se pratica e a calma da região, não surpreende que cada vez mais portugueses escolham a zona como primeira opção de férias.