Truques para poupar combustível

Da sua escolha de pneus pode depender até 20% do consumo de combustível do seu carro (aproximadamente um em cada cinco depósitos), em próxima competência com a velocidade a que circule

Entre as muitas recomendações e truques para a poupança de combustível que terão chegado aos seus ouvidos desde que conduz, se calhar haja algum em que não tenha constatado: o que tem a ver com a qualidade dos pneus. Da sua escolha de pneus pode depender até 20% do consumo de combustível do seu carro (aproximadamente um em cada cinco depósitos), em próxima competência com a velocidade a que circule, o uso que faça do ar condicionado ou a pressão com que submeta o motor com uma excessiva aceleração nas marchas.

A etiquetagem energética europeia

Uma vez que não pode alegar desinformação, tem de atualizar-se sobre o conceito de etiquetagem energética europeia, esse distintivo que, desde 2012, é de obrigatória colocação nos pneus e fornece informação quanto às suas características. Não apenas sobre poupança de combustível, mas também de aderência sobre molhado e ruído.

Concretamente, a poupança de combustível está expressada mediante uma escala coloreada de A a G, em que A (verde) indica maior eficiência em poupança e G (vermelho) indica menor. A tradução monetária desta escala é, aproximadamente, que entre uns pneus da categoria A e outros de categoria G pode existir uma distância próxima do 8% de consumo de combustível que, segundo a sua utilização, constituiria uma poupança dentre 5 e 10 litros por cada 100 quilómetros, devida, basicamente, à maior aderência à rodagem dos de classe A. Se fizer 12.000 quilómetros ao ano, iria poupar 140 euros se circular em pneus eficientes. Aproximadamente o preço de um pneu de boa qualidade.

Recomendamos que atenda à etiquetagem adesiva, onde estão indicadas as condições de carga, pressão, etc. Procure não superar, nem por cima nem por baixo, as pressões marcadas pelo fabricante e revisá-las, no mínimo, uma vez por mês. De facto, se levar os pneus com pressão de 0,5 kg/cm2 inferior à adequada, provoca uma descida do desempenho próxima do 3%. E lembre que circulando com a pressão adequada não apenas poupa combustível, mas também pneus, pois irão sofrer menor desgaste.

Algumas recomendações mais

Além da etiqueta, os condutores devemos ser cientes de que, sem uma boa manutenção dos pneus, reduzimos a sua vida útil. Também temos de ser precavidos na condução, reduzir a velocidade (antes das irregularidades da estrada, bandas de rodagem ou outros obstáculos) e evitar fricções com a berma. Tudo isso pode deixar marcas na borracha e deformar internamente os pneus.

E uma regra elementar na hora de comprar pneus: as suas características devem ajustar-se ao uso previsto da viatura, Por exemplo: não pode dar a mesma importância à aderência em superfície molhada se morar no Norte que no Algarve.

Por último, temos de lembrar que há dois maus costumes muito habituais entre os condutores que aumentam consideravelmente o consumo: circular em cidade de modo brusco e, na estrada, apurando muito as marchas. Se prescindir deles e tomar consciência da necessidade de comprar, por exemplo, pneus Goodyear pela sua alta eficiência, o seu bolso irá agradecer-lho em pouco tempo.