000 Os pratos típicos dos santos populares e das festas e romarias - quilometrosquecontam

Os pratos típicos dos santos populares e das festas e romarias

5 Junho | 2019 | Goodyear

Os santos populares e as festas que, no Verão, animam Portugal são também sinónimo de comer e beber bem. Conheça os pratos típicos desta época com a Goodyear.

Os santos populares e as festas que, no Verão, animam Portugal são também sinónimo de comer e beber bem. Os portugueses não sabem celebrar sem terem um prato à frente e, nesta altura, são muitos os petiscos para fazer não só as nossas delícias como dos muito turistas que visitam o País, devidamente acompanhados por um copo de vinha ou uma cerveja bem fresquinha.

Sardinha assada

Não há maior clássico dos santos populares do que a sardinha assada. Seja no pão ou no prato, o pequeno e saboroso peixe faz parte da cultura portuguesa e, durante o mês de junho, é impossível resistir-lhe. E se vier acompanhada por uma salada de pimentos ainda melhor! Os arraiais que, durante todo o mês, animam as festas de Lisboa, Porto, Braga e muitos outros locais são o melhor local para comer a bela sardinha.

Pratos típicos de Lisboa: onde encontrar os petiscos alfacinhas?

Caldo Verde

Mais um prato inevitável dos santos populares, o caldo verde come-se, habitualmente, ao final da noite, quando é preciso “fazer uma cama” para tudo o que se comeu e bebeu nas horas anteriores. Bem quente e bem servido com rodelas de chouriço, é a “comfort food” das festas populares.

Caracóis

Quando se trata deste petisco nacional, não há meio termo: ou se ama ou se odeia. Mais apetecidos no sul de Portugal, toda a gente sabe que os caracóis são para ser comidos nos meses sem “erre”: Maio, Junho, Julho e Agosto. E um dos melhores sítios para comer caracóis em Lisboa fica na Marvila, o “Filho do Menino Júlio dos Caracóis”.

Bifanas

No prato ou no pão, a bifana é, na verdade, um clássico do ano inteiro mas, chegada a altura dos santos populares, parece que ganha outro sabor. O mais simples dos petiscos – um bife de porco frito ou grelhado dentro de uma carcaça – pode comer-se um pouco por todo o lado, com mais ou menos variações, mas há um lugar onde são de comer e chorar por mais: o Café Boavista, nas Vendas Novas.

melhores-bifanas

Morcela assada

Sente-se num qualquer arraial e faça o seu pedido: sardinhas, pão, vinho ou sangria, uma salada de pimentos. E, quando quem o está a atender se for embora, grite: “E traga também uma morcela assada!” Um dos enchidos mais queridos de Portugal, faz parte da ementa de qualquer festa ou romaria. Uma das melhores é a da Guarda.

Sopa da Pedra

Não será propriamente um prato típico das festas populares mas é um clássico pelo qual vale sempre a pena fazer o desvio e ir até Almeirim, a capital nacional da sopa da pedra. Há muitos restaurantes por onde escolher na cidade ribatejana mas vale a pena assentar arraiais n’O Toucinho.

Fatias de Tomar

E, para fechar este roteiro, um doce. Como 2019 é ano de Festa dos Tabuleiros, nada como uma Fatia de Tomar para adoçar o palato. A sobremesa que era, diz-se, a favorita dos frades do Convento de Cristo é feita simplesmente com muitas gemas de ovo, açúcar e água. Um bom sítio para as provar é a Doçaria Estrelas de Tomar.

Good Year Kilometros que cuentan