Quais serão os grandes êxitos de 2019?

O Spotify permite-nos encontrar listas de tudo. Inclusive das músicas que se antecipam venham a ser das mais ouvidas em 2019. Tome nota de algumas que a Goodyear escolheu para si.

Quais serão os grandes êxitos de 2019? Quais os artistas em que apostamos como os mais escutados do ano que agora começou? A Goodyear fez uma recolha e eis as nossas propostas. Cada ano tem a sua beleza musical e este não será diferente. Veja se gosta desta lista de músicas para o ajudar a aproveitar a magia e as nuances deste novo ano.

Afinal, está a começar um novo ano e já se começam a ouvir novidades. Naturalmente muito vai ainda acontecer até dezembro. Novos artistas vão surgir, outros desaparecer ou cair no esquecimento.
Por isso, a Goodyear procurou para si uma lista de música que lhe pode dar umas luzes sobre o que se poderá passar no panorama musical nos próximos 12 meses. São músicas de todos os géneros. E artistas para todos os gostos.

Polémicas e redes sociais

Abrimos com uma polémica. Ariana Grande começou o ano com o lançamento de uma nova música. Mas rapidamente foi acusada de plágio. Segundo a TV Mais -Compare-as-musicas, o single 7 Rings foi lançado a 18 de janeiro na plataforma Spotify, tendo alcançado mais de oito milhões de streams em apenas 24 horas. O tema tornou-se na música de de uma artista feminina mais tocada no dia de estreia. Entretanto, os rappers Princess Nokia e Soulja Boy fizeram críticas à cantora nas redes sociais. Quem terá razão? Oiça a música.

A segunda proposta foi lançada em agosto de 2018. Sweet but Psycho é uma canção gravada pela cantora norte-americana Ava Max. A canção foi escrita por Ava com a colaboração de Andreas Haukeland, Madison Love e Cirkut, foi, também, produzida por este último, segundo a Wikipédia. A divulgação do single começou, principalmente, pela rede social Snapchat, com um filtro personalizado do single, onde a música tocava no fundo.

Without Me é uma música da cantora norte-americana Halsey. Lançada em Outubro, foi escrita por Halsey, Delacey, e Amy Allen. A produção esteve a cargo de Louis Bell. A música inclui excertos de Cry Me a River, com Justin Timberlake, Timbaland e Scott Storch contemplados como co-autores. A canção chegou a número um em várias tabelas. Deverá ser uma das músicas mais ouvidas de 2019.

Aclamados pela crítica

A próxima proposta faz parte do álbum Pray for the Wicked, o sexto álbum em estúdio da banda norte-americana Panic! At the Disco. Foi lançada antes do verão de 2018 e sucedeu ao álbum Death of a Bachlor, de 2016. A faixa que escolhemos, High Hopes, foi lançada a 23 de maio, antecedendo o lançamento do álbum. O álbum foi bem recebido pela crítica, o que poderá antecipar algum sucesso durante o corrente ano.

Segue-se Close to Me, de Ellie Goulding com Diplo, acompanhados ainda de Swae Lee. A música da cantora britânica e do produtor norte-americano, com a participação do rapper Swae Lee, foi lançado em outubro, tendo sido estreado na radio BBC 1, e apelidado de “Hottest Record in the World”. A 14 de novembro, o vídeo-clip da música, filmado em Budapeste, na Hungria, foi apresentado ao público. Outra música a que deverá estar atento durante 2019.

Sinal de que será um sucesso é a variedade de canais através dos quais é possível ouvir a próxima música. Heartbeat, de Bye Tide, é apresentado sinteticamente neste site especializado em música: Dois italianos, o produtor Francesco Pellegrin e a cantora Andrea Zambonini, fizeram o Bye.tide. A música foi oficialmente lançada a 7 de dezembro, sob a chancela da etiqueta italiana Factory Flaws.

Intérpretes combinados

Giant é uma música do produtor escocês Calvin Harris que conta com a participação do cantor e compositor Rag’n’Bone Man. Foi tornada pública já no início do corrente ano, através da Columbia Records. É o primeiro single do cantor desde 2017, quando cantou Broken People, para a banda sonora do filme Bright, em colaboração com o rapper norte-americano Logic. Confirmando o poder das redes sociais, Harris anuncio a música alguns dias antes do lançamento oficial através de redes sociais onde publicou uma preview do tema.

Outra aposta é Shallow, uma cancão gravada pela extravagante cantora, compositora e atriz norte-americana Lady Gaga acompanhada pelo ator Bradley Cooper. Faz parte da banda sonora do filme A Star is Born. Lançada no início do outono de 2018, é a faixa principal do filme. A canção foi co-escrita por Lady Gaga e Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt. Contou com a produção de Benjamin Rice e da própria Lady Gaga. A música é ouvida três vezes durante o filme, ganhando destaque no momento em que Jackson Maine, personagem de Cooper, convida Ally, personagem de Gaga, para tocar no palco juntos.

Robert DeLong é um músico que toca música electrónica. First person on Earth foi a faixa que escolhemos. Nada como uma música que deverá ter sido inspirada no Genesis para começar o ano. Integra o álbum See You in the Future. O cantor criou uma mística em torno de si, ao promover pinturas faciais durante as suas atuações. A coordenação fica a cargo do artista plástico Heidi Callaway. As pinturas faciais são oferecidas durante os espectáculos, o que cria um sentimento de comunidade entre os fãs. A ter debaixo de olho.

Depois de uma primeira versão de Lost in Japan, Shawn Mendes convidou Zedd para uma remix. A música original apareceu no terceiro álbum de Mendes lançado no início de 2018. O remix torna a música num “slow”. Segundo a Rolling Stone, o resultado final da combinação parece a banda sonora de um jogo de vídeo vintage, devido aos pequenos ruídos que se ouvem numa canção que é muito mais que a soma das partes.