Goodyear regressa ao automobilismo internacional

29 Julho | 2019 | Goodyear

A Goodyear vai regressar ao automobilismo internacional na próxima temporada no Campeonato Mundial de Resistência. A estreia está marcada para 30 de agosto, no circuito britânico de Silverstone, numa competição que terminará em junho de 2020 na mítica pista de Le Mans, que os pneus Goodyear pisaram pela última vez em 2006. O regresso da Goodyear ao desporto automóvel acontece numa categoria na qual a empresa-irmã Dunlop conquistou o título de campeão em todas as temporadas, com uma exceção, desde o renascimento do Mundial de Resistência em 2012.

Os pneus com que a marca norte-americana regressará à competição estão a ser desenvolvidos nos centros técnicos de Hanau, na Alemanha, e de Colmar-Berg, no Luxemburgo, numa operação que envolve também, segundo a empresa, “os ativos globais de investigação e desenvolvimento” da Goodyear.

A natureza das corridas, que variam de quatro horas a 24 horas, significa que a escolha do pneu e a estratégia são críticas”, diz Ben Crawley, diretor da Goodyear Motosport, para quem este regresso “proporciona uma desafio motivador para a equipa de tecnologia dos nossos centros de inovação europeus, antes de explorar outras oportunidades de corrida para a marca.” A reentrada em cena será feita na classe LMP2 do Mundial de Resistência, mas a empresa não descarta a hipótese de fornecer pneus para as classes GTE.

14 vitórias em Le Mans

As 24 Horas de Le Mans, a oitava e última corrida do campeonato, marcarão também o regresso da Goodyear a um palco onde a marca deixou a sua marca na história com 14 vitórias no circuito francês, a última das quais em 1997, com o Joest Porsche WSC95 conduzido por Tom Kristensen, Stefan Johansson e pelo malogrado Michele Alboreto. “É uma plataforma ideal para nos envolvermos com os consumidores em torno da herança, paixão, inovação e tecnologia que compõem a história da Goodyear nas corridas”, refere Ben Crawley.

Uma das vitórias mais épicas da Goodyear em Le Mans aconteceu em 1966, quando a marca “calçou” os três GT40 com que a Ford suplantou a Ferrari e venceu pela primeira vez a prova francesa, conquistando todos os lugares do pódio. A rivalidade entre os construtores norte-americano e italiano naquela histórica corrida, personalizada em Henry Ford II e Enzo Ferrari, terá mesmo direito a uma produção de Hollywood. Chama-se “Ford v Ferrari”, a estreia está marcada para 15 de novembro e terá como protagonistas Matt Damon e Christian Bale.

Recorde imbatível na Fórmula 1

O sucesso da Goodyear não se limita, naturalmente, ao circuito mítico de Le Mans, que já fora imortalizado no cinema em 1971 no filme com o mesmo nome, protagonizado por Steve McQueen e ainda hoje considerado como uma das melhores películas feitas sobre o automobilismo. Na Fórmula 1, a competição rainha do desporto automóvel, a Goodyear somou 25 títulos de pilotos e venceu 368 Grandes Prémios, um recorde que se mantém imbatível.

O primeiro triunfo aconteceu em 1965, no Grande Prémio do México, pela mão do piloto norte-americano Richie Ginther ao volante de um Honda. A derradeira vitória foi em 1998, no Grande Prémio de Itália, no circuito de Monza, com o Ferrari conduzido por Michael Schumacher. No que aos títulos mundiais diz respeito, o primeiro foi conquistado em 1966, quando a Goodyear ganhou quatro dos nove Grandes Prémios, e o último em 1997, quando venceu todos (17) os Grandes Prémios.

Aliás, o pleno – a vitória em todos os grandes prémios – foi alcançada em mais sete ocasiões: 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1989 e 1990.

Longa história na NASCAR

A Goodyear regressa agora às corridas internacionais mas, nos Estados Unidos, a marca fornece há várias décadas os pneus para o campeonato de NASCAR, a mais popular competição automobilística norte-americana e onde o pneu Goodyear Eagle é, por si só, um verdadeiro ícone.

A marca é, aliás, fornecedora da NASCAR há 65 anos, em regime de exclusividade desde 1995 após a saída da Hoosier, colocando um ponto final à que ficou conhecida como a guerra dos pneus entre as duas marcas.

O contrato de exclusividade com a NASCAR foi renovado em 2010 e mantém-se em vigor até hoje. A Goodyear fornece, anualmente, 100 mil pneus para a competição, todos eles feitos à mão na fábrica centenária que a marca tem em Akron, no Ohio. Todos os pneus são submetidos a um rigoroso processo de inspeção, à mão e à máquina, incluindo raio X, e não saem da fábrica sem a sua qualidade e uniformidade terem sido testadas.

O regresso ao espaço

Este mês celebraram-se os 50 anos da chegada da humanidade à lua e a Goodyear teve um papel relevante na conquista. A marca forneceu peças essenciais para a Apollo 11, dos freios que estabilizaram os foguetes na plataforma de lançamento às molduras das janelas do módulo de comando, sem esquecer as bolsas de flutuação que mantiveram a cápsula na posição vertical quando caiu no oceano, ao regresso.

A Goodyear está prestes a regressar ao espaço a bordo da SpaceX CRS-18, que levará até à Estação Espacial Internacional (ISS) uma experiência destinada a avaliar o comportamento das partículas de sílica, material utilizado em pneus, num ambiente de microgravidade. O objetivo é melhorar o desempenho dos pneus fabricados pela Goodyear.

Good Year Kilometros que cuentan