Museus do Calçado e Chapelaria em São João da Madeira

15 Fevereiro | 2017 | Goodyear

São João da Madeira tem uma séria tradição na produção de chapéus e sapatos e, depois de já ter dedicado aos primeiros o Museu da Chapelaria, inaugurou recentemente o Museu do Calçado. É daqui que sai uma das mais conhecidas marcas de ténis do nosso país (ainda na moda, ao fim de tantos anos, os Sanjo), e um nome histórico dos chapéus (Joanino), e agora as crianças também são convidadas para vir conhecer como são pensados e feitos todos estes acessórios. Venha daí com a Goodyear descobrir estes dois Museus de São João da Madeira.

O Museu da Chapelaria foi o primeiro dos dois a abrir, em 2005, nas instalações da Empresa Industrial da Chapelaria, e realiza um percurso entre todas as fases da produção de um chapéu. Ao longo de sete áreas, vemos os materiais, os processos e os sons de uma linha industrial, terminando numa bancada onde a Dona Deolinda, ex-operária da empresa, acaba os chapéus que são depois vendidos na loja. A última sala de exposição é dedicada ao chapéu como acessório de moda, e às variações que a moda e as regras sociais impuseram ao longo dos séculos. Da cartola de cerimónia ao chapéu de cowboy, do chapéu do Presidente Jorge Sampaio, aos chapéus de estilistas famosos, são muitos os exemplares disponíveis.

sapatos de arte - obra de António Saint Silvestre - adão e eva

Inaugurado em Novembro de 2016, o Museu do Calçado conta a história dos sapatos ao longo dos tempos e ajuda a ilustrar outra face da história da indústria de São João da Madeira. O espaço aproveita as instalações da Torre Oliva que, desde os anos 50, produzia as famosas máquinas de costura e muitas outras peças icónicas da marca. Ao longo de cinco núcleos ficamos a conhecer o processo de fabrico tradicional, a produção industrial, a evolução desde a pré-história, criações dos principais designers de todo o mundo e muitas histórias de sapatos notáveis. A última área apresenta diversas obras de artistas nacionais e internacionais que tiveram como inspiração o sapato.

Museus do Calçado e Chapelaria em São João da Madeira

E as crianças?

Ambos os museus têm atividades divertidas para famílias e escolas, e uma visita aos dois pode ser um programa bem engraçado para uma família rumar a São João da Madeira por um dia. Se aproveitar a nossa sugestão, o melhor é programar para o primeiro sábado do mês, quando o programa é inteiramente dedicado às famílias. Nesse dia, a entrada nos museus e atividades são gratuitas e incluem visitas especiais, oficinas, jogos e muita diversão, mas deverá realizar uma marcação prévia.

Para além destes planos para a família, como muitos outros museus que temos sugerido aqui no Quilómetros Que Contam, os dois espaços oferecem animação de festas de aniversário para crianças e programas de ocupação de tempos livres para as férias da escola, mas têm ainda atividades para todas as alturas do ano.

No Museu da Chapelaria há workshops para trabalhar com feltro e criar pequenas ovelhas, explica-se como funcionam as cores e as formas geométricas, fazem-se jogos em que cada chapéu representa uma personagem e criam-se postais 3D e desenhos. No do Calçado, ensina-se a atar os cordões de um sapato, imagina-se como seria se tivéssemos asas nos pés, criam-se sapatilhas Sanjo e ainda se produzem sandálias. Em qualquer um, as possibilidades criativas são muitas e há um espírito de ensinar enquanto se faz.

Mesmo que a família não venha com tempo para que seus os filhos possam aproveitar um destes programas, a visita a qualquer um destes museus é um programa bem divertido: dos pitorescos chapéus de palhinha até aos fantástico sapato da Cinderela, não faltam motivos que resultam num sorriso enquanto se aprende.

 

Good Year Kilometros que cuentan