Ar-condicionado: os 7 erros mais comuns e como evitá-los

Aprenda com a Goodyear a manter o seu ar-condicionado em pico de forma, os comportamentos errados mais comuns e como evitá-los.

Só se lembra da manutenção do ar-condicionado por altura do verão? Se é daqueles que gosta de aproveitar o simpático e temperado clima nacional e só se preocupa com o ar-condicionado agora que o calor aperta, cresce a possibilidade de ter uma má surpresa: sem prestar a devida atenção aos filtros e tubagens, está a abrir a porta a maus-cheiros, bactérias, problemas elétricos e aumento de consumo, tudo boas razões para ter atenção à manutenção do seu ar condicionado.

Mas se, independentemente da estação em que está, for daqueles que não vive sem o ar-condicionado sempre ligado no seu carro, o sistema começa a perder eficácia e poderá só dar pela degradação do seu funcionamento quando este já necessitar de manutenção em oficina. Nestes casos, o sistema deixa de produzir frio ou começa a exalar maus cheiros. O primeiro caso obrigará a recarga do gás, enquanto o segundo passará pela mudança do filtro.

Ar-condicionado

Ar-condicionado: o certo e o errado

Conheça agora alguns dos erros mais comuns e descubra como é fácil evitá-los:

No pino do verão, no regresso da praia, o seu primeiro instinto é ligar o ar-condicionado mal abre o carro? ERRADO: o carro fechado e exposto ao sol, tem o ar a uma temperatura mais elevada do que o exterior e obriga a um esforço suplementar e desnecessário do sistema. CERTO: Aproveite aqueles segundos em que está a tirar a areia dos pés e deixe o carro aberto para renovar o ar. Só depois, já com as janelas todas fechadas, ligue o AC.

O ar-condicionado é um milagre contra o calor? ERRADO: não conte com o seu carro para o proteger contra a canícula sem apanhar uma constipação ou algo parecido. CERTO: selecione uma temperatura que não seja radicalmente diferente da que se sente lá fora. Tentar ter o carro a 21c quando lá fora fazem 35 é uma tarefa inglória que paga com o esforço do carro e com aumento do consumo. Se quiser evitar o choque térmico, à medida que se aproxima do final do seu trajeto, comece a diminuir a potência do AC até o desligar.

Se existe é para ser usado e não nos inibimos de o ligar para qualquer trajeto? ERRADO: o sistema de AC não tem tempo para ter uma ação eficaz durante percursos curtos e só aumentará o seu consumo de combustível. CERTO: se vai andar na estrada durante períodos compridos, 15 minutos ou mais, feche as janelas e ligue o AC. Leia também os nossos Conselhos para uma viagem mais verde se quiser conhecer outras formas de reduzir o consumo.

Para tornar mais rápida a refrigeração, rodamos o controlo da ventoinha para o máximo? ERRADO: Este gesto não tem resultados práticos e aumenta desnecessariamente o consumo. CERTO: o ar-condicionado tem o seu melhor rendimento a “meia-força”.

Só se lembra do AC na altura do Verão? ERRADO: ignorar a sua manutenção irá resultar em muitas despesas. CERTO: ligue o sistema regularmente para evitar que as mangueiras fiquem ressequidas. Verifique o líquido, renovando-o quando necessário e solicitando uma inspeção por parte de um técnico se verificar que o nível desce mesmo sem uso.

Está tanto calor que o ar-condicionado já não parece não ser suficiente? Não nos cansamos de dizer: é ERRADO usá-lo na máxima potência. CERTO: se o seu AC não tem o rendimento de antigamente poderá estar a precisar de um mudança de filtro ou verificar o estado das tubagens. Uma fuga do gás refrigerante pode ser a causa e, se algumas podem ser facilmente resolvidas com o aperto das junções, outras necessitam de intervenção especializada. Outras razões de ordem elétrica poderão ser também a justificação.

Sente um cheiro desagradável quando liga o AC? De certeza que andou a fazer alguns dos gestos ERRADOS de que falámos acima: a falta de manutenção do filtro leva a que se alojem e reproduzam fungos e bactérias que são prejudiciais para a saúde e para boa higiene do nosso carro. CERTO: encontra em lojas especializadas um spray destinado a remover este tipo de aromas, mas não espere um milagre. Uma vez que um filtro fica “infetado”, a melhor solução é mesmo a sua substituição. Dê também uma vista de olhos no que já dissemos sobre maus odores no seu carro e irá encontrar uma solução para o seu problema.