Destinos de praia low cost: top 10 de 2017

Ainda tem uns dias de férias este ano, mas o subsídio já acabou? Conheça o top 10 dos destinos de praia low cost no nosso país e comece a fazer planos.

Apesar de haver cada vez mais portugueses a fazer férias fora de casa, continuamos a optar por destinos low cost. Nas férias de verão preferimos ficar em casa própria, de amigos, alugar, e só em último caso ficar em hotéis. A contenção de custos é um conceito conhecido por todas as famílias portuguesas e nem no verão dá repouso. Mas, com tanta costa e tanta oferta, não é difícil encontrar destinos económicos à beira-mar. Se ainda tem uns dias de férias por gozar ou precisa de controlar as despesas este ano, espreite o Top 10 dos destinos de praia low cost de 2017.

O mercado hoteleiro não deixa de crescer um pouco por todo o país. Em declarações ao Dinheiro Vivo, a Associação da Hotelaria de Portugal diz que os seus associados esperam taxas de ocupação superiores e preços médios melhores do que em 2016. O panorama é positivo e Norte, Centro e Alentejo estão a crescer, assim como as ilhas. Parte desta tendência, com mais ofertas de baixo custo, os turistas nacionais têm mais razões para ir de férias.

O top 10 dos destinos de praia low cost é da autoria da Trivago, o site de reservas online, que calculou o preço médio por noite nos destinos portugueses à beira-mar. O ranking resultante é muito curioso. Em vez de assistirmos a um desfilar de destinos de segunda categoria, encontramos uma lista de locais pouco explorados. Praias como as da Ericeira ou do Oeste têm predicados suficientes para nos convencer à visita. Além disso, estão entre os destinos mais baratos do país. O que precisa mais para o convencer?

10. Figueira da Foz

Já foi uma zona de veraneio mais na moda, mas isso não significa que tenha perdido o charme. Pelo contrário, tem sido redescoberta por surfistas e amantes de desportos náuticos, assim como pelos amigos do garfo. Quiaios, Buarcos, Relógio são alguns dos spots mais conhecidos e a cidade transforma-se numa verdadeira estância durante o verão. Fantástica para uma escapada a dois.

9. Esposende

Rio de Moinhos, Esposende e Ofir são as praias mais concorridas dos 18Km de costa do concelho. Desde o Neiva até à Apúlia, insere-se no Parque Natural do Litoral Norte, com areais limpos e uma bonita paisagem. Bandeira azul, bons acessos, proximidade de Braga e Porto e belíssimos restaurantes são motivos que bastam para ser uma excelente opção, a um preço justo, no norte do país.

8. Ericeira

Destinos de praia low cost: top 10 de 2017

Conhecida como uma das Mecas do surf nacional, a única reserva mundial de surf na Europa, a Ericeira não tem só ondas agrestes. Do lado da Foz do Lizandro a água corre a uma velocidade e temperatura que convidam a ficar na sopa o dia todo. Mas é por manter-se genuína que a terra marca pontos: continua despretensiosa e honestamente acolhedora. Serve-nos esplendidamente à mesa e tem o espírito perfeito para passarmos um mês de sandálias e calções.

7. Silves

Silves tem uma linha de costa reduzida mas é uma opção comum para quem passa férias no Algarve. A cidade fica a 20 minutos da zona das praias e de Monchique e tem também os seus próprios motivos de interesse. Património monumental, a proximidade da serra e de outros pontos do Algarve interior justificam a visita. Contudo, não é de admirar que seja em Armação de Pêra que o concelho vive o verão na plenitude.

6. Peniche

Peixe e marisco entre os melhores da costa nacional garantem o constante fluxo de forasteiros a Peniche, mas os bons areais convidam-nos a ficar. Gamboa, Baleal ou Molhe são algumas das praias do concelho que os surfistas e bodyboarders visitam, mas também há zonas de águas mais calmas. Ao largo ficam as Berlengas, fantástico local de mergulho e passeio. Na areia, a Capital da Onda tem tudo o que precisa uma boa praia: bandeira azul, assistência e todas as estruturas.

5. Torres Vedras

A proximidade de Lisboa faz de Torres Vedras um destino interessante para diversos públicos. Têm aparecido infraestruturas hoteleiras de prestígio e campos de golfe, mas há ainda uma grande oferta a preços mais baixos. As praias da região podem acordar debaixo de neblina, mas durante os meses de verão o dia acaba garantidamente solarengo. Santa Cruz, Porto Novo e Praia Azul são três dos areais mais concorridos.

4. Matosinhos

A começar na Praia da Memória e até Vila do Conde, segue uma linha quase ininterrupta de praias mesmo à mão de semear para os habitantes da região do Porto. Antes disso, mesmo à entrada do Molhe, dois extensos areais seguem ao longo da Av. Norton de Matos. Apesar da proximidade do centro urbano, convida cada vez mais forasteiros a visitar a cidade do Norte para uma estadia mais prolongada.

3. Setúbal

Destinos de praia low cost: top 10 de 2017

A linha de praias que segue desde a saída de Setúbal até ao Portinho da Arrábida é, a todos os títulos, uma das mais belas da nossa costa. A serra ao lado, o mar pacífico a seus pés e águas cor de esmeralda em enseadas, parecem ter saído de um livro de aventuras juvenis. Galapos, Galapinhos e Portinho são as mais concorridas, às vezes intransitáveis, mas com muito espaço no areal. Além disso, prometam a um português mesa farta e ele começa logo a fazer planos de férias: em Setúbal há caldeirada

2. Póvoa de Varzim

De regresso à linha de costa a norte do Porto, a Póvoa do Varzim tem 26 praias à espera dos veraneantes do norte. Há praias rurais na zona da Codixeira e Barranha, mas também outras mais próximas da cidade, com esplanadas e bandeira azul. Ao longo de toda a frente de mar, sucedem-se os bares de madeira, bons restaurantes e passadiços para entreter nos dias de mau tempo.

1. Praia da Vitória, Açores

As ilhas do Atlântico são famosas pela beleza natural, mas raramente se destacam pelas praias com uma exceção. Na costa leste da Ilha Terceira, a Praia da Vitória tem o maior areal do Arquipélago dos Açores. Nesta baía há um porto de recreio e pratica-se mergulho, windsurf e vela, mas tem também um areal pacífico para receber os veraneantes. Além disso, é uma agradável e típica cidade açoriana, com motivos mais do que suficientes para uma visita mesmo sem irmos à praia.