Motores usados: vantagens e inconvenientes

27 Junho | 2019 | Goodyear

Trocar de automóvel não é algo que se faça com ligeireza e há muitas decisões a tomar. E quando ficar claro o uso que lhe vamos dar e as necessidades que temos, há que fazer uma nova pergunta. É melhor comprar um automóvel novo ou colocar um motor usado e continuar com o que temos? São cada vez mais as pessoas que decidem poupar e mudar o motor, continuando com o mesmo automóvel. Analisamos a seguir as vantagens e os inconvenientes dos motores usados, os que pode encontrar nos sucateiros e os que encontra nos veículos em segunda mão.

Vantagens dos motores usados

Comprar um carro novo é toda uma experiência e um grande desembolso. Por isso, muita gente opta por um veículo em segunda mão ou então nem sequer trocar de automóvel mas apenas de motor, comprando um motor usado. Esta última hipótese coloca-se sobretudo quando o veículo está em bom estado mas o motor está gripado em resultado de um acidente sem que o resto do automóvel tenha sofrido grandes danos.

A maior vantagem em comprar um motor usado é o preço, já que é muito mais baixo do que um motor novo. Estima-se que um carro novo perca 20% do  seu valor logo no momento em que sai do concessionário e isso afeta também o preço do motor. Quanto mais um automóvel circula com o seu motor, mais perdem valor. 

Além disso, graças aos sucateiros, é fácil encontrar motores em segunda mão para qualquer veículo, pelo que manter o automóvel em bom estado mudando apenas o motor é uma boa opção quando queremos poupar ao máximo. Para se ter uma ideia  da diferença de preço entre um motor novo e um motor usado num automóvel médio, um motor novo pode custar entre 4 mil e 6 mil euros, enquanto um motor usado ronda os mil euros.

Outra das vantagens de comprar um motor usado é a pegada ecológica: ao comprar um motor que já tenha sido utilizado noutro veículo reduzimos os resíduos e poupamos com a reciclagem. Existem, inclusivamente muitas oficinas que compram motores usados para reutilizar as suas diferentes peças individualmente, poupando assim também dinheiro aos seus clientes.

Inconvenientes dos motores usados

Ao comprar um motor usado, isso implica que esse motor já circulou anteriormente, pelo que desconhecemos o uso que o anterior proprietário lhe deu. Isso só por si não tem que ser um factor negativo, mas existe a possibilidade que não tenha cuidado bem do motor. Não sabemos também se durante a sua vida passou todas as revisões pertinentes e se foram utilizados óleos e peças de primeira qualidade ou os cada vez mais presentes ‘low cost’. Tudo isto afeta o comportamento do motor.

A garantia é outro grande inconveniente ao comprar um motor usado. Todos os motores, sendo peças em segunda mão, têm uma garantia de um ano desde a compra se bem que com uma ressalva: se falhar durante os seis primeiros meses, a empresa que o vendeu deve demonstrar que a falha não existia no momento da entrega da peça: se falhar nos segundos seis meses, cabe ao comprador demonstrá-lo. E a partir de um ano, ninguém se encarregará do problema.

É também importante saber qual a longevidade do motor usado que queremos comprar quando for utilizado pela primeira vez. Se estamos a falar de 100 mil quilómetros, não deve dar-nos problemas. Mas se já superou os 150 mil, deve fazer um ‘ajuste do motor’. Trata-se de ajustar algumas partes mais sensíveis do motor para que ‘regressem à sua posição original’, já que depois de muitos quilómetros acontecem micro-desajustamentos dentro do próprio motor que provocam pequenos ruídos ou causam mau funcionamento. 

Ficou a saber as vantagens e os inconvenientes dos motores usados. Deve agora fazer a sua análise para ver a opção que melhor se ajusta às suas necessidades.

Good Year Kilometros que cuentan