Porta-luvas salva-vidas: objetos que não pode esquecer

Já não serve para o que nome indica mas o porta-luvas pode levar objetos essenciais em caso de emergência. Conheça a nossa seleção de 8 imprescindíveis.

Já passaram algumas décadas desde a a última vez que vimos alguém usar luvas ao volante durante a condução diária. Criado para um fim que é já um apontamento histórico, o compartimento do porta-luvas tornou-se um limbo para o qual atiramos todos os objetos soltos. Mas a verdade é que é um espaço que tem o potencial para ser usado de forma muito mais útil. Organize o interior do carro e dê novo uso ao porta-luvas com 8 objetos que poderão ajudar em qualquer emergência.

Multiferramenta de bolso

Desde os canivetes da Victor Inox, os famosos “suícos”, aos conjuntos compactos para bicicleta, os multiferramentas são indispensáveis. Além da lâmina, contêm um conjunto de utensílios que o poderão salvar em muitas ocasiões. Do saca-rolhas, ao abre-latas passando por uma profusão de chaves, são aquilo que falta para despertar o MacGyver que há em cada um nós. Não servem como substitutos para as verdadeiras ferramentas que o ajudarão a reparar o carro, mas são surpreendentemente versáteis.

Lanterna

Uma pequena lanterna irá ajudá-lo durante problemas noturnos ou a encontrar algum objeto que caia para um local recôndito. São uma ajuda essencial se tiver que mudar um pneu durante a noite, mas não conte com ela como única forma de sinalização. Para isso é preferível optar por uma lanterna maior, possivelmente do tipo multi-funções e associada a uma bateria 12v, que deverá levar no porta-bagagens.

Cabos e carregadores de dispositivos móveis

Tenha sempre consigo o cabo e/ou adaptador necessários para carregar o telemóvel. Estes dispositivos são a ligação necessária em situações de emergência e todos os condutores conhecem bem o seu valor. Tenha também um PowerBank carregado para aquelas situações em que nem a bateria do carro o pode ajudar. Já agora, junte um conjunto de pilhas para a lanterna que aconselhámos no ponto anterior.

Mapas em papel

Para as situações em que a bateria morreu ou a ligação aos satélites GPS se torna impossível, nada bate um mapa em papel. Ao contrário do Google Maps, não se atualizam automaticamente por isso é aconselhável ter uma cópia recente. São também úteis para uma visão mais abrangente do percurso, sem as limitações do tamanho do ecrã de um smartphone. Ganha pontos extra se ainda levar consigo uma bússola. É um instrumento muito barato em qualquer loja de desporto e evita o tempo perdido a descobrir a orientação.

Porta-luvas salva-vidas: objetos que não pode esquecer

Manual do construtor

Pode conhecer o seu carro como a palma da mão, mas é nas situações de emergência que surgem as dúvidas. O que é aquela luz que acendeu agora? Como aceder ao motor? Quais os níveis aconselhados? A maioria das respostas pode ser encontrada no manual do condutor e esse deve estar sempre num local acessível.

Declaração de acidente

Para além dos documentos obrigatórios que deve ter consigo (carta, identificação, livrete, registo e vinheta atualizada), no porta-luvas deverá guardar uma cópia da declaração amigável. Este documento poderá ser-lhe entregue pela sua seguradora, mas não é uma obrigação legal. Mesmo assim, é altamente aconselhável que o tenha consigo. Caso contrário, terá que preencher uma folha em branco, com a descrição do evento e a assinatura de todas as partes. Há já uma app que tem a mesma funcionalidade, mas a versão em papel é a melhor solução.

Informação médica de emergência

Se o condutor ou alguém que viaja normalmente no carro tem uma condição médica especial, esse facto deverá estar anotado de forma visível no interior do porta-luvas. A informação sobre o tipo sanguíneo ou alergias irá ajudar se ninguém estiver em estado de fornecer esses dados. Ao pé, registe também números de contacto de emergência para que a sua família possa ser alertada.

Comida energética e líquidos

Desde deliciosas barras de nougat a especializadas fontes de energia para desportistas, o mercado tem um vasto leque de opções. A ideia é que possa restabelecer os seus níveis de açúcar mesmo quando é impossível sair do carro. Imagine-se num engarrafamento debaixo do abrasador sol de verão, com a tensão baixa e muitos quilómetros ainda pela frente… é um acidente à espera de acontecer. Bebidas isotónicas podem ser também uma preciosa ajuda. Qualquer um destes alimentos tem prazos de validade bastante extensos e poderá guardá-los no porta-luvas durante anos. Não se esqueça de renovar o stock porque o mais natural é que acabem por ser consumidos em situações comuns do dia-a-dia.