Aumente a vida útil do seu carro

Descubra com a Goodyear as melhores dicas para aumentar a vida útil do seu carro sem grandes despesas e sem sair de casa.

O carro também sofre a passagem do tempo. Avelhenta devagar, perdendo capacidades, eficiência e, também, às vezes introduzindo novos riscos nos deslocamentos. Manter um carro como novo durante muitos anos é impossível, mas sim podemos influir notavelmente sobre o seu processo de deterioração e manter umas condições de funcionamento espantosas mesmos anos depois de o nosso “relacionamento” ter começado.

Aumentar a vida útil do seu carro não é uma tarefa assim tão difícil. Esqueça o temor a longas tardes de mecânica e a caríssimas peças sobresselentes. Precisa apenas de um bocadinho de vontade, ferramentas fáceis de conseguir e utilizar e algo de tempo livre. Eis a receita para um carro que o acompanhará muito, muito tempo. A seguir, algumas das dicas que deve lembrar.

Peças de carro

Cuide da pintura

Já falamos neste blogue de diversas dicas relacionadas à manutenção da “camada exterior” do seu carro. O sol, os insetos e as defecações de pássaros são agentes de corrosão que podem estragar a pintura aplicada de modo mais exaustivo. Aplicar uma camada de cera aumentará a proteção da viatura, sendo o recomendável repetir esta tarefa duas vezes por ano. O começo do outono pode ser a melhor época, uma vez que evitará a ação da humidade durante os meses de chuva. Lembre, aliás, que na zona dianteira do carro todo o tipo de partículas podem ter impactado com o veículo degradando a pintura, Também aqui é especialmente recomendável uma camada protetora de pintura ou cera.

Lavagem frequente

A sujidade corrói a superfície do carro. O melhor é não deixar muito tempo as nódoas e retirá-las rapidamente. Durante a lavagem, utilize a pistola de alta pressão para as zonas mais difíceis, e não esqueça retirar as folhas nas entradas de ar.

Fique de olho na correia da distribuição

O fabricante costuma assinalar a duração prevista e os períodos de garantia. Respeite esses prazos e não descuide a sua observância, uma vez que estamos perante uma das avarias do carro que resulta mais caro arranjar: pode ocasionar danos graves no motor pela dessincronização do sistema. Alguns indícios de que a correia precisa de ser trocada será um desgaste excessivo ou a presença de fendas no perfil.

Verifique a pressão dos pneus

É perigoso conduzir com um pneu deformado na banda de rodagem, e nem sempre pomos atenção neste aspeto. Antes de cada viagem e de forma frequente mesmo se não for viajar, é conveniente verificar o estado do pneu e certificar-se de que todo esteja correto. A pressão recomendada para o seu pneu costuma estar indicada no manual de utilizador do veículo ou num autocolante no próprio veículo, na tampa do depósito de combustível ou perto da porta do condutor. Quando for medir a pressão com o manómetro, no mínimo uma vez por mês e antes de qualquer viagem longa, certifique-se de realizá-la em frio, de que as válvulas estejam tapadas e, especialmente, não esqueça verificar também o pneu sobresselente.

Há medidas que podem ser tomadas durante a viagem, não anteriormente. A temperatura do motor é um fator que costuma ser esquecido: é conveniente deixar a água atingir 90 ºC, aproximadamente 75º para azeites. Isto é, deixar o motor aquecer de forma natural. Para isto, é especialmente recomendável não abusar dos deslocamentos curtos que muitos fazemos pela preguiça: está provado que o funcionamento em frio desgasta mais rapidamente as peças.

Cuide da embraiagem

Não deixe o pé esquerdo em cima do pedal constantemente, uma vez que produzirá um desgaste contínuo. Mude as marchas com decisão e movimentos seguros, evitando relutâncias e torpezas que podem afetar à rigidez e resposta da alavanca de câmbio.

Manobras suaves

Um estilo de condução agressivo que finque os pés no pedal de travagem e no acelerador pode ocasionar danos graves, com a passagem do tempo, nos travões e também na transmissão. Trate com suavidade os pedais e não os “castigue” para ganhar uns segundos de corrida.