Cinco passeios de Outono para apreciar a natureza

Passeios de Outono: Cinco recomendações de destinos para sentir o odor a terra molhada, conhecer novas sensações e apreciar o dourado das árvores.

Passeio a pé no Outono representam uma combinação de sensações que perduram no tempo. Recolhemos cinco recomendações de destinos para sentir o odor a terra molhada, conhecer novas paisagens e apreciar o dourado das árvores, das vinhas e da natureza em geral.

Aproveite os meses mais frescos para conhecer sítios que são totalmente diferentes nesta época do ano ou que podem ser menos procurados nesta altura do ano.
Boa viagem entre árvores de folhada caduca e solos cobertos de cores, com a Goodyear.

Rota cogumelos - Quilometrosquecontam

Floresta Encantada no Parque Nacional da Peneda-Gerês

Carvalhos seculares vestidos das múltiplas tonalidades de outono são o principal atrativos da floresta encantada no Parque Nacional da Peneda-Gerês, a única área protegida portuguesa classificada como Parque Nacional. A descrição é da Mata da Albergaria. Poderá deixar o carro à entrada da Mata e prosseguir a pé até ao Rio Homem e à Portela do Homem.

No regresso, poderá descansar nas termas de Caldas do Gerês. Por aqui poderá seguir o traçado bem conservado da geira romana, com marcos miliários que têm quase dois mil anos e que assinalavam a antiga Via Romana que ligava as cidades imperiais de Bracara Augusta (Braga) e Asturica Augusta (Astorga). A diversidade e abundância de flora e fauna locais proporcionam um contacto único com a natureza.

Para ficar neste parque que é uma das 7 Maravilhas de Portugal, poderá optar pelo Águas do Gerês – Hotel, Termas & Spa, no centro da Reserva Mundial da Biosfera. Este é o local para retemperar foças, recarregar baterias e reestabelecer o seu equilíbrio. O hotel promove programas e passeios com atividades no Parque Nacional, incluindo percursos na Serra a pé, a cavalo ou em jipe.

Outono romântico: 5 miradouros para a estação dourada

Douro vinhateiro em tons dourados

No Outono o Douro parece outro, mas nem por isso menos bonito. As vinhas tornam-se douradas e avermelhadas ao longo dos socalcos a caminho do rio. O percurso pode ser feito de barco, de comboio ou de carro. De automóvel poderá e sempre com o Douro por companhia, poderá seguir pela Estrada Nacional 222 que já foi considerada a mais bela do mundo. São vinhas e oliveiras nas margens até perder de vista, pássaros a viver da riqueza das suas margens e a sucessão ondulante e quase perfeita de curvas e retas. A toda a volta, as vilas e aldeias agrícolas onde ainda se vive fortemente a tradição do vinho do Douro, são o complemento perfeito para uma bela viagem.

Poderá optar por ir de comboio do Porto ao Tua ou ao Pocinho. Neste caso, lembre-se de seguir do lado direito da composição.
As casas de Pousadouro, no Douro, são a sugestão para a estadia. Localizadas ao longo da margem direita do rio, apresentam-se como “casas de campo de luxo” entre a serra e o Douro. São quatro casas que combinam um espírito moderno e a alma de um pequeno núcleo rural.

Outono romântico: 5 miradouros para a estação dourada

Rota das Faias na Serra da Estrela

Os bosques de Faias de Manteigas, na Serra da Estrela, são provavelmente o que de mais aproximado temos a inúmeras obras de arte que nos transportam aos outonos de outros tempo. É uma explosão de cor. De facto, o Outono é a estação de eleição para se percorrer uma floresta de folhagem caduca.

A Rota das Faias é um percurso pedestre, circular, de 5,4 quilómetros, sinalizado que pode ser percorrido na totalidade ou parcialmente consoante o seu gosto ou forma física. Culmina numa floresta de faias plantada pelos Serviços Florestais de Manteigas no início do século XX. Estas convivem com castanheiros, giestas, pinheiro-do-oregon e carvalhos monumentais. O destaque vai para a descoberta constante de algo novo e surpreendente. Vão-se alternando zonas de vegetação esplendorosa ou paisagens fulgurantes. O trilho acaba por ser uma experiência sensitiva única, em que nos integramos em autênticas pinturas realistas.

Para ficar, poderá optar por uma das múltiplas ofertas de turismo rural da região. É o caso da SerraVale- House & Nature, uma unidade de turismo no espaço rural- casa de campo, composta por duas suítes e dois quartos twin, galeria/loja de produtos locais e salão de chá/cafetaria, assente numa construção rústica de granito localizada na Quinta de Santo António, na Vila de Manteigas. A unidade visa essencialmente dar apoio ao visitante/turista, promovendo as potencialidades da região.

Serra da Lousa - Quilometrosquecontam

Observar veados na Serra da Lousã

Na serra da Lousã, poderá optar por jipe, à noite, ou por caminhadas, ao pôr-do-sol, para ter oportunidade de ouvir os veados no seu habitat natural.

Até ao final do mês poderá tirar partido do espetáculo natural “brama dos veados”, uma criação da natureza nas imediações das Aldeias do Xisto. As melhores alturas do dia para conseguir ouvir os machos a defender e reclamar os territórios, atraindo as fêmeas é o crepúsculo e a madrugada. Como têm de se tornar visíveis para o sexo oposto, os animais expõem-se mais aumentando assim a probabilidade de serem avistados.

Para quem prefere caminhadas, o programa Sunset Walk MW Gondramaz, na Aldeia do Xisto do Gondramaz, organiza caminhadas ao pôr-do-sol, através da encosta da Serra da Lousã. Se prefere ir de quatro rodas, a oferta Brama de Veados Serra da Lousã, promovido pela Trilhos do Zêzere é a opção. Ambos os programas são realizados mediante marcação. Para pernoitar na região nesta altura do ano poderá optar pelo Cerdeira Village, em Cerdeira, de onde os veados se aproximam.

O melhor da época baixa: encontro no Algarve no Outono

Verão de São Martinho na Ria Formosa

Na Ria Formosa, os passeios de barco realizam-se enquanto o tempo está razoável. Uma vez que atualmente, em novembro, se registam por vezes 23ºC, é possível fazer passeios de barco nas águas calmas da Ria Formosa.

A Ria Formosa é uma das mais bonitas riquezas naturais do Algarve, tanto pela variedade dos seus habitats como pela sua singular localização. É um sistema lagunar único e em permanente mudança, devido ao contínuo movimento de ventos, correntes e marés. É mesmo considerada uma 7 das Maravilhas Naturais de Portugal.

Pode aproveitar o fim-de-semana para fazer um passeio de barco, longe das multidões, e com saídas, no outono e no inverno, a partir de Fuseta ou de Olhão. Nesta área protegida encontram-se ambientes como ilhas-barreira, sapais, bancos de areia e de vasa, dunas, salinas, lagoas de água doce e salobra, cursos de água, áreas agrícolas e matas, ambiente que, desde logo, indicia uma grande diversidade de flora e de fauna.

A Ria estende-se ao longo de 60 km da costa sotavento do Algarve pelos concelhos de Loulé, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António desde a península do Ancão até à praia da Manta Rota.

Poderá ficar na Casa Modesta, um turismo rural de traços contemporâneos, com nove quartos e pátios privados. Há ainda a horta biológica, o jardim e o solário, onde o tempo corre ao ritmo das marés.

Cinco sugestões de escapadinhas de outono para desfrutar de uma estação mágica, o Outono, em que tudo se cobre de dourado. Passeios inesquecíveis para fazer em família.